sexta-feira, outubro 31, 2014

Novos Ares

A essa altura do campeonato, seja quem for que ente no lugar do Luigi, termemos ao menos uma nova esperança de novos ares no Beira Rio, menos o Medeiros é claro.

Os outros nomes cogitados até agora, Piffero e Siegmann não são exatamente novidades mas ao menos seriam differente do que temos agora. 

Como já falei antes o unico nome que realmente me daria muita esperança seria de Falcão. Gostaria muito de ver ele de Presidente do clube. Não sei porque ele não se interessa, pois parece ter tudo a ver com ele. 

Faltam apenas 2 meses para Luigi vazar para sempre. Que venha logo 2015. Novos ares no Beira Rio...e no Blog Vermelho. Talvez um pouco de otimismo?



terça-feira, outubro 28, 2014

Fim do futebol

Alguem ainda hoje duvida de que o futebol brasileiro é corrupção do porteiro até os escritorios da cbf e stjd?

Ler que o diretor da Globo acha todos clubes fora omflamengo e corinthians "merrrda" e de que resultados no stjd são pre fabricados só aumenta minha duvida de porque perco tempo. 2005 nunca será esquecidos fomos roubados escancaradamente. 

Mas pior ainda é que essa corrupação parece se espalhar por todo o futebol. Nao so no stjd e cbf. 

Cristian comentou ontem que a liga Mls está cada dia superando mais o futebol brasileiro em todos os aspectos. Desde a qualidade em campo para a organizaçao e ate o visual na tv. 

Até os clubes deixarem a cbf fazer o que quer isso nunca vai mudar so vai piorar. Mas como os clubes sao mal dirigidos e ninguem sofre diretamente no bolso (bem ao contrario) a perspectiva de mudança é pouca. Resta so o torcedor forçar a mudança. 



segunda-feira, outubro 27, 2014

Sem saco

O sentimento é o mesmo de vários blogueiros aqui. Sem saco prá falar do Inter ultimamente. Aliás, podia continuar a reclamar das mesmas coisas, mas até prá reclamar já perdi o saco. Acho que a torcida inteira também perdeu o saco, visto a escolta policial montada prá depois do jogo contra o Flamengo, e o fato de que ninguém apareceu prá criar confusão. A própria torcida tá tão de saco cheio, que sabe que mesmo se reclamar, mesmo que se fizer quebra-quebra, não vai mudar ABSOLUTAMENTE NADA.
O negócio é esperar pelo fim do mandado do pior presidente da história do Inter, em dezembro. Depois que esse incompetente SUMIR do Beira-Rio, aí talvez a gente possa a ter algo diferente prá comentar. Até lá, realmente, não dá vontade mesmo.
Nem as eleições (do Inter) é um assunto que tem me interessado muito, pois tudo está ainda muito volátil. Nada definido. E o gosto amargo de 2 anos atrás ainda tá na boca, então nem adianta querer ter esperança dos sócios decidirem algo, pois nem isso eu tenho tanta certeza.
Prá mim, pessoalmente, também tá sendo difícil manter a frequência, pois o ano tá acabando, e com ele muita coisa prá fazer. Fora que nós ficamos doentes a cada 3 semanas lá em casa. Quem é ou foi pai de criança pequena indo prá creche deve saber bem do que eu to falando. Na última, minha filha conseguiu desenvolver uma penumonia. Com a temperatura baixando pros graus negativos, não foi nada fácil.

Então é isso. Desculpem não ter o que falar do Inter, mas francamente, a culpa não é minha.

Fica aqui a minha singela homenagem aos acontecimentos da semana passada aqui, que mexeram muito com o país. Guardadas as devidas e óbvias proporções, um sentimento de 11 de setembro voltou a tomar conta da população por aqui.







sábado, outubro 25, 2014

SC Luigi x Bahia

 Comentem porque meu desgosto pelo SC Luigi é grande demais. Ganhar perder empatar hoje...qual a diferença? 

sexta-feira, outubro 24, 2014

O Poste



Finalmente contarei a História do Poste.

Em 1961/2 meu Pai recem tinha se casado e morou um tempinho na Plinio Brasil Milano em Porto Alegre. Isso bem antes de eu nascer em 1967.

Naquela epoca havia um programa, não sei se de Radio ou TV, que estava fazendo uma promoção. Ganhava uma viagem para Europa e um Fusca zerinho, quem no estudio da emissora conseguisse por o maior numero de pessoas dentro de um fusquinha.

Um cara foi lá com varios amigos e encheu o fuca e levou os prêmios. Fuca e Europa.

Pouco tempo depois era dia de Grenal. Esse mesmo vencedor do prêmio se preparava para ir ao Grenal. Meu Pai no seu apartamento, sabe-se lá o que fazia......mas derepente ele ouve uma batida forte não muito longe.

O mesmo senhor que ganhou o Fuca e a viagem a Europa acabará de se acidentar, batendo nesse poste em alta velocidade. O poste chegou a entortar. Todos dentro do Fusca morreram a caminho de um GreNal.  O poste continua lá no mesmo lugar...mais de meio seculo depois.

PS:
Se tu não leu a História do Dr. Rivas da mesma epoca, dá uma lida aqui

PPS:
Tava lendo sobre Bernardinho ser o Ministro de Esportes no Brasil e a fofoca entre Romario e Ronaldo quanto a isso. Vem cá...aqui nos EUA não existe um Ministro de Esportes e o esporte é 200000x mais organizado que no Brasil. Mais um exemplo do que eu falo...no esporte o negocio tem que ser com DONOS mesmo...donos tem interesse no sucesso do clube...porque se não paga com seu proprio bolso. Esse negocio de "Clube" é cofrezinho para alguns poucos e só piora quando se envolve politica.

PPPS:
Muitos colorados estão de saco cheio de tudo isso. Futebol é pra ser diversão...O Inter não tem divertido sua torcida com raras excessões em GreNais desde meados de 2010. As desgraças e vergonhas tem sido 20 por 1. Mas pra diretoria tá tudo tranquilo....bando de incompetentes. Fora Luigi e nunca mas dê a cara!
 




quinta-feira, outubro 23, 2014

INDIGNAÇÃO

É preciso descruzar os braços e fazer alguma coisa

Ontem o INTER perdeu, jogou pouco, quase não teve chande de gol, e saiu do G4. Tudo isso me deixou indignado, te deixou indignado, deixou todos os COLORADOS indignados, ai fui ouvir entrevistas e nada de indignação???

Perder, jogar mal, escalar errado, jogador não dar a resposta que se espera, tudo isso pode acontecer, mas jamais pode ser encarado com normalidade, é preciso indignação, esse é o primeiro passo para a retomada, e isso que nos falta.

Na derrota de domingo e de ontem a única indignação que pudemos presenciar foi, no domingo, o Fabricio brigando com os torcedores que reclamaram de sua atuação contra o corinthians,  convenhamos é muito pouco e com o foco errado.

O INTER parece que se conforma com as derrotas, lembra quando saimos da Copa do Brasil e da Sulamericana??? As Derrotas foram encaradas como naturalidade, até como se fosse uma coisa boa, e o resultado esta ai, um time em franco declínio em que dirigentes, comissão técnica e atletas acham que perder é algo normal, justificável, e que não tem nada de errado acontecendo.

Tem algo de muito errado, não é possível perder 4 partidas em 5, não me venham falar em posse de bola, em viagens, que o jogamos melhor, etc.. isso tudo cansa a torcida, é necessário indignação, é o preciso querer vencer, é preciso querer vencer a cada partida, que sábado a noite antes da partida sejam feitas cobranças fortes no vestiário, que todos se sintam pressionados, pois só a pressão fará o INTER vencer.

É preciso indignação, saber que um time da grandeza do INTER não pode perder tanto, que não é possível gastar mais de R$ 10 milhões todo mês e ter esse nível de futebol!! 


A direção tem que cobrar resultados

Mas quem vai se indignar?? Luigi?? Medeiros?? Abel?? Jogadores??? No fim os únicos que não se conformam com as derrotas somos nós torcedores. enquanto os atuais dirigentes montam justificativas que em nada justificam.

André Flores
@ojogodointer


ps.: O grupo de whatsapp do BV é um grupo criado pelo Lucas, se algum de vocês quiser participar mande seu telefone do whats para meu e-mail (andreflores12@hotmail.com ), pelo face ou DM pelo twitter.





quarta-feira, outubro 22, 2014

Flamengo x SC Luigi

Pos-jogo

Escrevi o prejogo sem saber que o jogo ja estava terminando. E pelo jeito eu estava certo. Mas vergonha de um time mediocre comandados por pessoas mediocres. De zero a 100 meu desejo de ver ler escutar pensar futebol está em 1. E só dou 1 porque é normal pessoas olhar em direção de desastre. 

Nunca vi o Inter tão bagunçado. Nunca. Lembrando que sai do brasil em 85 e a decada de 90 por inteiro nao acompanhei pois nao tinha internet, radio nada. Estava completamente por fora. Não vi nada. So recomecei em 2000. Então pra mim, isso é quase fundo do poço. 

Pior é que continuo vendo nenhuma reação interna ou externa. Pior ainda é que tem gente que ainda não entendeus e já pensa "na vitoria proximo domingo contra o Bahia". 

Acorda porra!



Quase-pre-jogo

A margem para erros é cada vez menor. 

Meu prognostico para o SC Luigi não é bom. Desde a derrota para o Cruzeiro tenho previsto uma queda, daquelas que acontece aos poucos e que na ultima rodada acaba com a gente fora da libertadores por 1 ponto. Vira boca pra lá né. Mas é o script do SC Luigi ano apos ano. Decepcinar os torcedores tem sido a maior proeza desse clube desde o fim de 2010. 

Para evitar mais esse desastre o time tem que sair com um resultado positivo hoje. Empate, ou melhor a derrotinha, não é suficiente para nada. Precisamos ganhar. Mas pra dificultar Dale não viajou. Fica em casa. 

Chances reais de vitoria no Maracana. Sem Dale. Com nosso defesa ridicula. Baixas. 

Mas a unica esperança é que esse time as vezes é imprevisivel para o lado bom...raramente mas acontece. 

2015 sem libertadores vai ser de matar o clube. Precisamos chegar lá e ai limpar a casa dos podres. 


O Imbatível

Eu escrevi em algum lugar, ou disse a alguém... o mais provável é de que sejam corretas as duas alternativas anteriores. Mas o fato é que a única coisa imbatível no INTER em certas fases é a capacidade do time nos decepcionar.

De certa forma isso pode ter um lado bom. Lado bom? Sim! Ainda temos esperança de alguma coisa. Mas o lado bom acaba nisso. Porque, afinal, somos torcedores e "torcedor torce", como disse o "sábio", não é mesmo?

O Flórida (Californication) é que não temos como tentar imaginar nenhum cenário com o time. O futuro é incerto, pois tem de ser sem contas já que não tem nenhuma lógica. Tanto é possível estarmos com o caneco no final do ano, quanto estarmos fora até da sulamericana. Isso não é INTER. Mas isso é muito Luigi.

Hoje no Rio, sem o maestro (o Mito, a Lenda... Andrés Nicolás) Não vou nem perder tempo imaginando um bom resultado. Até porque no segundo tempo do jogo de domingo contra o Corinthians, abiu sol e não perdi meu tempo... Fui aproveitar o resto do domingo, mesmo que com o celular "transmitindo" o final da partida pro meu ouvido, porque a gente já sabe que tem situações que esse time não reverte. Isso evitou o desperdício (de tempo, de vida e do domingo). Parabéns ao Nilmar e ao sistema de drenagem do estádio. Vou dar parabéns pra zaga por acaso?

Tá ruim o ano e sem El Capitan, larguei hoje...


Foda-se a porra toda!




PS: when you think you have found a place to leave your heart, the life show: you need be better.





terça-feira, outubro 21, 2014

(Im) Previsível



A Libertadores complicou, e muito. Não apenas porque a derrota significou a aproximação real de nossos concorrentes, mas principalmente pelo fato de termos reabilitado mais um concorrente direto.

Alías, nos 6 confrontos realizados contra os demais times do G5, 6 derrotas. ZERO % de aproveitamento.

Vencer significava não apenas manter 4 pontos de distância pros postulantes ao G4, mas também abrir 7 pontos para a equipe corinthiana, gerando uma crise na mesma e praticamente a alijando de ambições maiores.

A equipe colorada até não jogou mal; não tenho números da posse de bola, mas tenho certeza que foi bem superior ao do adversário, assim como o volume de jogo.

A derrota foi construída basicamente através de falhas individuais: defensivas, com 2 gols de falha de posicionamento e falta de qualidade técnica dos zagueiros/lateral; e ofensivas, perdendo gols claros que poderiam ter recolocado o Inter no jogo.

O Inter paga pelos erros de avaliação e falta de critérios na elaboração do seu plantel; apesar de contar com um meio de campo de muita qualidade, este é o único setor que escapa sem ressalvas.

Primeiramente a aposta em zagueiros insuficientes; Paulão não tem estabilidade e acaba comprometendo, podendo ser no máximo um reserva e não solução. Já Juan, devido a idade avançada, não tem estofo físico para aguentar a temporada, e já não apresenta a mesma vitalidade de outrora. Dois zagueiros em nível de titularidade urgem para 2015.

Já o ataque foi aquela aposta de "pagar para ver" (“…já falei para o presidente que pode guardar o seu dinheirinho…”) mesmo quando até os quero-queros do Beira-Rio vaticinavam que Rafael Moura e Wellington Paulista jamais dariam conta do recado. Neste ponto, a teimosia de Abel deve ser penalizada.

Para adicionar ofensa à injúria, a contratação de um nome a suprir esta demanda no ataque ocorreu a apenas algumas semanas, tendo Nilmar estreado apenas por volta da 28ª rodada em uma jogada que pareceu tipicamente com propósito eleitoreiro.

Assim, com erros dessa magnitude, e também por uma certa prepotência em relação a competições alternativas (Copa do Brasil e Sulamericana) o Inter termina 2014 sem nenhum título de expressão, pontuando o 4º ano de jejum em competições de grande porte.

Nas últimas 5 rodadas foram 4 derrotas, entre elas o vexame contra a Chapecoense. O time mostra um claro índicio de queda, o que não apenas é desalentador, mas preocupante.

A conta para a Libertadores é simples: serão necessários 15 pontos em 9 jogos, um aproveitamento superior a 50%.

A derrota em casa contra o Corinthians significa ter que compensar com uma vitória de certa forma inesperada em um dos difíceis jogos fora contra Santos, São Paulo e Grêmio

A tabela é completada com Flamengo e Figueirense fora. Estes jogos são teoricamente menos difíceis, mas engana-se quem pensa que irá encontrar qualquer tipo de facilidade.

Da mesma maneira, a Libertadores passa obrigatoriamente por 4 vitórias em casa nos jogos restantes: Bahia, Goiás, Atlético-Mg e Palmeiras, na ordem.

Amanhã o Inter enfrenta o Flamengo fora, e uma derrota pode significar a ausência do G4, o que não ocorre desde a 12ª rodada. O Inter flerta com a crise e o jogo ganha contorno de dramaticidade pura.

As necessidades para 2015 me parecem muito claras. 

Agora é tentar garantir esse prêmio de consolação que é a vaga para Libertadores com unhas e dentes; depois projetar uma série de reformulações que se fazem necessárias de longa data, inclusive na política de futebol.

2015 já começou, e se o Inter quiser disputar a competição continental é bom estar ciente de que não há mais margem para erro.

Começa pelo Flamengo amanhã. 

@Davi_Inter_BV
 




domingo, outubro 19, 2014

MEA CULPA



Na quinta-feira passada eu escrevi AQUI que estava otimista, que esse era o momento de mostrar o brio de campeão. O Pablo escreveu na sexta AQUI falando que nosso passado recente não recomendava otimisto, que nestes momentos decisivos nosso time tem fraquejado.

Fui ao jogo, como vocês podem ver no vídeo acima, me irritei muito, e me decepcionei, então venho aqui fazer meu mea culpa, minha beatice não me permitiu ver que o vestiário está acomodado, na "zona de conforto", que ganhar ou perder da na mesma.

Essa entrevista do Alex, AQUI, fica claro que o o vestiário tme problema, que a antecipação da renovação do DAle repercutiu. Mesmo ja tendo ganho milhões com o INTER, mesmo ainda tendo 8 meses de contrato pela frente, mesmo ganhando bem e em dia, ele fala em "segurança", mesmo que tenha recebido bastante grana mesmo tendo chegado sem as melhores condições fisicas.

Enfim, nossa defesa tomou 3 gols de cabeça (um anulado) produziu muito pouco no ataque, e para fazer um gol dependeu da uma jogados digna de "Os Trapalhões" para fazer um gol. Agora até a vaga para Libertadores está ameaçada, é necessário remobilizar o vestiário, comprometer os atletas, cobrar resultado, mas não vejo comando no vestiário para fazer isso.

Ao menos a vaga da Libertadores, ao menos isso, os quase R$ 200 milhões gastos no futebol tem que ao menos garantir a vaga, a torcida, o clube merecem isso, esse é meu desejo, vamos ver se ao menos esse desejo da torcida se realiza, já que título ficou impossível.

André Flores
@ojogodointer

ps.: Problema com o som do vídeo já esta resolvido



sábado, outubro 18, 2014

SC LUIGI X Corinthians

Acho que nunca passei duas semanas sem escrever aqui. Mas tenho preferido não escrever do que repetir meu deanimo com o time. 

É simplesmente incrivel que estamos em segundp lugar. Antigamente segundp lugar significava timaço. Hoje o segundo lugar poderia estar lutando pra cair que ninguem estaria surpreso. 

Mas melhor estar em segundo do que la em baixo. Não vou proclamae esperança nem nada assim. Apenas vou torcer para que batemos  o Corinthians e que seguimos adiante para o adeus do Luigi. 

Espero ter mais animo depois do novo presidente. Mesmo que seja mais do mesmo (presidente Mazembe o piffero)



sexta-feira, outubro 17, 2014

Já tô até vendo

Bom dia, coloradagem.

Vitória boa, né. Inter jogando bem, o que é raro. A prova clara de que pelo menos alguns jogadores estão de fato comprometidos e sentindo a pressão, como o Alex. Time em segundo lugar.

Calorzinho "bom", aqui em Campinas, previsão de quase 40º para este fim de semana. Some a isso o que comento a seguir, aí já viu, né.

Primeiro, nosso querido colega André, em seu "momento beata", afirma que "domingo é daqueles jogos chave que o nosso INTER tem que mostrar que quer ser campeão". Não posso negar que quando leio este tipo de coisa, o primeiro pensamento que me vem é "não diz isso!!!", seguido dos ecos "vira essa boca pra lá!", "não deixa o time saber disso!" e quetais.

Ai, ai, "jogo chave"... Medo.

Depois, leio Patrick afirmar - com alguma relutância, é verdade - que "Eles virão mais desgastados por terem jogado ontem (quarta), e querendo ou não, é um resultado que podemos tirar proveito". Preciso dizer quais os primeiros pensamentos e lembranças que me ocorrem? rsrsrsrsrs...

Ai, ai, "podemos tirar proveito"... Cético.

Por fim, fico sabendo que o volante Wellington teve que operar o joelho, com problema de ligamento. Pelo que entendi, o mesmo joelho que ele havia recém recuperado (?). Aí eu me pergunto: o Inter vai continuar pagando o salário inteiro do cara? Ou seja, sabedor que TINHA QUE SER do seu histórico médico e da lesão recente, não deveria haver alguma cláusula no contrato prevendo que nessa situação os custos salariais seriam divididos entre Inter e São Paulo? Além disso, será que não foi EXATAMENTE por isso que o São Paulo o emprestou, sabedor que era da possibilidade de ele vir a sentir a lesão novamente?

Ai, ai, a inteligência escassa pelas bandas do Beira Rio... Desesperançado.

Pra finalizar, sobre as eleições ouço que teremos como opção apenas a situação e o Pífero. Os atuais e o antigo amigo do "rei". Então a tão esperada mudança na cláusula de barreira será praticamente inútil? Afinal, pensada para permitir que candidatos REALMENTE alternativos pudessem concorrer, vemos apenas mais do mesmo?

Ai, ai, política é mesmo frustrante, seja em que nível for... Acordando para a realidade.

Apesar de tudo isso, quem puder, vá lá no domingo, incentive, torça, acredite.

Afinal, vai que, né.




quinta-feira, outubro 16, 2014

MOTIVOS PARA SONHAR



"GRITA CONTRA O NEGRO
GRITA A MORTE DO FERNANDÃO
GRITA CONTRA O INTER
SÓ NÃO GRITA CAMPEÃO"
Sampaio

Ontem encontrei o amigo e ídolo Sampaio, que além de cartunista e desenhista é também o autor do versinho acima. 

MOMENTO BEATA

Assisti ao jogo, pela Copa do Brasil, do nosso adversário de domingo , é um time que sente a pressão do adversário, que fraquejou diante de um time motivado com uma torcida entusiasmada empurrando.

Esse cenário vai se repetir domingo, o BEIRA-RIO vai estar cheio, a torcida está empolgada, e o time ta querendo vencer, não tenho dúvida que o BEIRA-RIO vai rugir.

É cedo para falar qualquer coisa, ainda é muito difícil sonhar, mesmo assim eu mantenho a esperança (sim eu tenho momentos beata) e domingo é daqueles jogos chave que o nosso INTER tem que mostrar que quer ser campeão.

Nosso time tem oscilado muito na competição, tem tido muitos altos e baixo, mas o baixo nível da competição (do futebol brasileiro em geral) ainda nos permite sonhar com o título, e se é possível sonhar vamos sonhar.

Eu vou ao BEIRA-RIO e volto no domingo mesmo para contar como foi, farei um vídeo e fotos da nossa vitória.

Enquanto há vida há esperança!

André Flores
@ojogodointer

Com o genial Sampaio

ps.: Se quiser conhecer um pouco mais do trabalho do Sampaio, o primeiro cartunista profissional do RS, acesse AQUI o blog que a sua filha Maria Lúcia fez com alguns de seus cartoons.




terça-feira, outubro 14, 2014

Encruzilhada

Escrevi semana passada que o Inter era uma equipe sem atitude, com uma postura (aqui) derrotista.

Após a atuação constrangedora contra o Cruzeiro eis que acontece a hecatombe contra a fraca equipe da Chapecoense; uma crise se anunciava com apetite voraz para engolir todas as aspirações coloradas a um fim de ano digno.

Domingo passado o Inter encontrou-se numa encruzilhada: ou vencia, ou vencia. Qualquer resultado diferente não apenas seria catastrófico animicamente, mas também significaria uma provável saida do G4, com consequências talvez irreparáveis.

Entretanto, acostumado a inverter tendências, o colorado nos contemplou contra o Fluminense com uma atuação briosa, de bom futebol e sobretudo muita garra e alma: desta vez não faltou atitude. Após sofrer o gol no fim do jogo, outrora era temerário sofrer a virada; todavia Sideshow Bob Valdívia guardou um belo tento nos minutos seguintes, garantindo os 3 pontos e a retomada de um fôlego que parecia prestes a se esvair.

A torcida colorada foi um espetáculo a parte: após um revés constrangedor de 5 a 0, 30 mil (repito, TRINTA MIL)  apaixonados torcedores apoiaram na conquista de pontos fundamentais.

Com a retomada da vice-liderança, jogo em horário nobre, quiça em um belo dia de primavera e o fato do embate ser contra o rival mais odiado recentemente e a projeção de 40, 45 mil colorados parece não apenas provável, como INEVITÁVEL para o próximo domingo.

Se o eletrocardiograma de desempenho colorado não permite sonhar, a tabela que se avizinha apenas corrobora esta tese.

O Inter terá pela frente na segunda metade do turno confrontos contra concorrentes diretos. 7 dos 10 jogos restantes serão contra a turma de cima, o "famoso" (?!) G10: (Corinthians, São Paulo, Grêmio, Atlético-Mg, Santos, Goiás e Flamengo). Os demais jogos, contra Palmeiras, Figueirense e Bahia estão longe de ser jogos jogados, haja visto termos sofrido derrotas recentes em casa para os 2 últimos.

Apesar da distância perante o Cruzeiro ter retornado aos 6 pontos, o verdadeiro campeonato do Inter parece ser o G4 (e uma vaga na libertadores). Se os astros alinharem, o Inter crescer de produção a olhos vistos e o Cruzeiro amarelar como nunca, ai quem sabe poderemos aspirar por algo maior, mas aconselho aos colorados prudentes evitarem maiores expectativas.

Assim, este jogo de domingo não precisa de maiores ingredientes para apimentar um clássico cujas memórias deixa um gosto de bile e ácido na boca dos colorados. É quase um campeonato a parte.

Vencendo o Inter abre 7 pontos de vantagem para o time da CBF, consolida-se na vice-liderança e permite projetar apenas mais 10 a 12 pontos em 9 jogos para chegar a competição continental.

É também o jogo da equipe de 2ª melhor campanha caseira contra o 3º melhor visitante; é o jogo do 4º melhor ataque contra a 2ª melhor defesa; é o jogo de cujas equipes estão entre as que mais passaram jogos com os famosos clean sheets (sem sofrer gol); é o prelúdio de um grande jogo, uma guerra, e eu vou além: é praticamente uma pré-libertadores para o Colorado.

Mais uma encruzilhada avizinha-se; se as escolhas são simples, contudo as consequências são devastoras.

O Inter precisa decidir se volta a oscilar, reabilitando um concorrente direto ou afirma-se de vez, optando pelo caminho da vitoria (seria apenas a 2ª contra times do G6).

50 mil colorados estarão no Gigante cantando em uníssono.

Nesta encruzilhada, só resta torcer para que seja feita a escolha certa.

@Davi_Inter_BV




sexta-feira, outubro 10, 2014

MEDIOCRIDADE


E como dói perder a inocência
E o pouco que me sobrava da adolescência
Eu sim fui estuprado sem vaselina
Por um timinho em Santa Catarina
(Parte da letra da Musica do Ultraje a Rigor sobre um incidente em Chapecó em 1987 )

ATENÇÃO: ESSE POST TERÁ INFORMAÇÕES JÁ ESCRITAS AQUI DESDE O FIM DE 2010. REPETIDAS EM 2011. NOVAMENTE MARTELADO EM 2012. TRISTEMENTE RECICLADO EM 2013. E MAIS UMA VEZ VALIDO EM 2014.

O problema do Inter é simples.

E tem sido o mesmo problema ano apos ano apos ano desde o fim de 2010. O problema começa nesse lugar e contamina o resto.

O problema começa na fala mansa, na fragilidade, na ausência, na bananisse, na burrice do Presidente Giovani Luigi. A partir do Braço fraco dele...o resto é contaminado. Tecnico, jogadores, por melhor ou pior que sejam quase sempre vão fracasar quando o lider surpremo é um banana sem espinha dorsal.

Pergunto, desde 2011 qual é a constante no Inter alem de fracassos homéricos? Abelão? Não. Dunga? Não. Fernandão? Não. Roth? Não. Dorival? Não. A atual Zaga? Não. O Ataque atual? Não. O Vice de Futebol? Não. Luigi? SIM!!!

Tudo começa lá em cima. Com um Presidente fraco, ausente...o tecnico e os jogadores ficam sem aquela motivação a mais. Onde está Luigi? O que ele tem feito pra melhorar o futebol do Inter? São 600 Milhões que já passaram por suas mãos. Resultado: Não disputamos mais libertadores...quase fomos rebaixados...e em poucas semanas fomos eliminados pelo Ceará, Bahia e históricamente goleado pelo Chapecoense! Mas tudo começou mesmo quando o Banana Luigi decidiu renovar contrato com Celso Roth, que dias antes havia perdido para o Mazembe. O Imbecil do Luigi começou seu reino PREMIANDO o tecnico de o maior fiasco de um clube Brasileiro até então em Mundial. Isso disse tudo. Mostrou do que era feito o Luigi.

E ligo a TV, Radio e leio os jornais e só se fala em "Abel será demitido?" Olha, Abel pode ir pro inferno, pra mim tanto faz...mas temos que parar de achar que se vier outro tecnico vai mudar algo...não vai. Não até a mentalidade mudar lá em cima. Podemos ao menos celebrar que os anos Luigi estão chegando ao fim. Faltam apenas 2 meses e poucos dias. Mas o dano é tão grande que sinceramente como escrevi antes do jogo...tô achando que vamos desabar na tabela e nem libertadores ano que vem.

Pior é ver a gente tomar 5 e o Luigi se esconder...e ninguem chutar o balde. Só o mesmo discurso de sempre de todos. Ninguem é culpado por nada. A desculpa do dia é que tomamos 5 porque o filho do D'Alessandro quebro o nariz na escola. Como tolerar isso?

Escolhem com muito cuidado o proximo Presidente. Será que Falcão não sabe que se ele entrar no pareo..ganha com facilidade. FALCÃO ONDE ESTÁ VOCÊ???!!

PS: Só fico feliz com tudo isso pelos Beatas...que achavam que tava tudo bem, tudo bom, tudo lindo. Agora tem que aguentar abraçadinhos com Seu Luigi.

PPS:

DIANA OLIVEIRA...Vice Presidente do Inter. Produto criada aqui no Blog Vermelho. Cadê você? Demos espaço pra ti aqui escrever (sim demos pois tu ficou em segundo lugar no concurso, a vaga era só pro vencedor..no ultimo minuto decide que o vencedor e vice entraria), ficou conhecida...subiu meteoricamente de colunista do BV, pra conselheira, envolvida nas obras e finalmente Vice Presidente do Clube. Tudo isso em menos de 5 ou 6 anos. Nessa foto você está sorrindo como nunca, chegou ao topo (por enquanto né) e immediatamente abandonou o Blog Vermelho. Em 2007 você escreveu aqui mesmo no BV "Seja mais Colorado Luigi"...alguns anos depois tu virou parceira dele. Pelo jeito tua presença não ajudou em nada na melhora do Luigi. Sorrindo como nunca na foto. Hoje tu faz parte de a pior diretoria na história do Clube. Continua sorrindo? Como sempre...de dou direito de resposta...o espaço como sempre foi está aberto a ti. Mas como sempre tu vai ficar escondida. Não é? Mais dois meses Diana...e ai o que acontece? Nos conta.  Poxa Diana...tu é Vice do Inter...deveria nos responder afinal, tu não responde a torcida colorada? Quem deve explicações a quem?




Tá, vamos lá

É sempre assim. E é do ser humano, que prefere se enganar e se acomodar à mediocridade, a tomar uma atitude e mudar.

É sempre assim. E é do futebol, cujos clubes em geral não se importam em causar prejuízo no campo, em nome da manutenção de jogadores vinculados a certos empresários e (ex-)dirigentes.

É sempre assim. É dos medíocres, que preferem se comparar ao pior, do que almejar o melhor; que preferem destruir o que não podem ou querem fazer, a construir o melhor que puderem e buscar sempre algo mais.

Há jogadores no Inter que estão ali sem merecimento. Ou são bruxos do treinador. Ou são bancados por empresários e dirigentes. Ou são medalhões.

Há dirigentes que não deveriam estar ali, mas estão por ignorância e cumplicidade do conselho deliberativo.

Abel não é mal treinador. É péssimo. Mas é melhor que Dorivais e quetais. Está um pouco acima da nossa média, esta que está na verdade abaixo da crítica.

Abel é do tipo que só enxerga os aspectos macros do jogo, como formação, algumas jogadas, o estilo paizão para ganhar a confiança, entre outros. Mas não consegue enxergar e não conhece o poder dos detalhes. E, por essa razão, não sabe treiná-los.

Vejam as jogadas de ontem, novamente. Jogadores que quase nunca acompanham as jogadas, sempre a observar os lances e responder tardiamente, depois que percebe que algum adversário já se antecipou. Jogadores que claramente desconhecem a importância da concentração em cada lance, por mais ínfimo que pareça. Isso não é ruindade de jogador, é problema de treinamento, de discurso e cobrança do técnico. Galera, isso só um treinador é capaz de garantir. Cabe a ele manter os jogadores pilhados, ligados. É ele que, de fora, pode observar a presença ou ausência destes detalhes. É ele que pode retirar jogadores que não se adequam a isso.

Pobre Abel. Mas... trocar por quem? O único nome que vale a pena é o de Tite. Mas e o Dale, que acaba de renovar? Não se dão bem, então esquece.

Quem mais? Bem, não há.

Tenho uma proposta aos jogadores do Inter, Abel e dirigentes: querem apoio da torcida novamente? Pois bem: vençam 6 jogos seguidos, só isso. Se fizerem isso, prometo voltar a apoiar. Está na hora de vocês oferecerem alguma coisa para a torcida, antes de terem a cara de pau de cobrar.

Até lá, colorado, se você quiser manter a sanidade e a saúde, desligue a TV. Não vá ao estádio. Não pague pay-per-view. 

Mostre claramente que o time perdeu você, até que mostre (SEIS VITÓRIAS) algum valor. Não adianta quebrar, agredir ou xingar. O cara seguirá ganhando a grana dele. Mas se a grana minguar, pode ter certeza que a coisa muda de figura.

Só não cancele a associação ou deixe de pagar, pois precisamos do seu voto logo ali. Está perto, falta pouco para EXPULSARMOS o Luigi e sua trupe do Inter.

Por fim, não tenho vergonha da derrota, pois não fui eu quem perdi. Só os jogadores, técnico e direção devem se envergonhar. Os P166 também devem se envergonhar. Nós, torcedores, não.

O Inter está sendo humilhado por essa gente e isto é uma pena. Mas essa gente passa e cabe a nós garantirmos isso, nas próximas eleições.




quinta-feira, outubro 09, 2014

Chapecoense x SC Luigi

POS-JOGO

Nem terminou mas já vou postando....LEITOR DO BV JÁ SABIA. Luigi é uma merda e SC Luigi é pior ainda. Tá 3 a 0 e torço pra que os Catarinas façam mais 4. SC Luigi tem que tomar 10 pra criar vergonha na cara. Mas pior que Luigi, pior que SC Luigi...é os Colorados que neeses ultimos 4 anos continuamente aplaude esse BOSTA. Que continuamente me chama de corneteiro. Cegos. Burros que não entendem que sem critica não existe avanço. Vocês tem o time que merecem.


POS-POS-JOGO

5 a 0.
Mais um fiasco. E essa histórico. A maior goleada sofrida pelo Inter na historia do brasileirão. ISSOÉ LUIGI. Podemos culpar jogador, tecnico, mas o FATO é que o Problema começa lá em cima. Um frouxo comandando o clube dá nisso. Um grupo acomodado, tecnicos acomodados e resultados vergonhosos. Trocar de tecnico não era "A" solução no passado, mas vamos lembrar que Falcão caiu por muito menos. E meu temor começa a se realizar...depois do Cruzeiro o Inter desaba e nem libertadores em 2015.

E a ironia heim gente...Rafael Moura TOMOU um gol hoje! Será que isso vai para seu papelzinho pra imprensa quando mostrar suas estatisticas novamente?


Pré-jogo

Vou repetir algumas coisas do meu ultimo post.

- o cerco ta apertando. Outros times encostando. Temo que se o Inter perder pontos nessa rodada a casa começa a cair e adeus libertadores. Olha e não é secação, quero a libertadores e muito! Preciso de uma libertadores pra me reanimar. Pensar em 2015 e só Gauchinho até Maio é algo que nem gosto de imaginar. Imaginou?

- infelizmente um desabamento geral do SC Luigi não seria surpresa. A surpresa é que ainda estamos na g4 considerando o historico do SC Luigi desde o fim de 2010. 

Dito isso, convenhamos, temos que ganhar hoje ou é muita vagabundise (sp?) dos jogadores. É a Chapecoense né pessoal.



REUNIÕES CD #14 e #15


DAle fica mais 2 anos no INTER


Andei meio afastado do BV pois estava envolvido com a política partidária, fazendo campanha para os candidatos do meu partido. Justificada (ou ao menos explicada) minha ausência, vamos ao que interessa o INTER.

Muito já se disse sobre a derrota do Cruzeiro, um papelão do Abel, talvez o Nilmar faça a estréia hoje a noite, DAle renovou, etc. Mas como prometido, farei um resumo do que achei mais importante das duas reuniões do Conselho Deliberativo e que eu ainda não falei nada aqui.

Lembrando que esse é apenas um resumo do que foi mais importante na minha singela opinião, muitas outras coisas são ditas e debatidas.



ENTREGA DA OBRA

Na segunda dia 22/09 o assunto era a entrega da obra. Que a entrega ta atrasada era meio óbvio, já que aquela foi a primeira reunião na nova sala do Conselho Deliberativo. 

A Diana, o Max Carlomagno (Presidente da Comissão de Obras) e o Prof. Marioti (representante do escritório jurídico contratado para assessorar o clube) apresentaram questões, informaram que a obra está atrasada, falaram das pendências e da incidência das eventuais multas.

Tive a honra de ser o primeira Conselheiro a usar a tribuna da nova sala do Conselho. Perguntei sobre o prazo, e foi informado que o prazo de 20 anos que a AG vai explorar o estádio ainda não começou a contar, pois o prazo só começa a contar quando houver a entrega definitiva da obra.

Há questões que envolvem a confidencialidade do contrato (por isso não comentarei com detalhes), mas há um entendimento, que eu não concordo, de que mesmo já explorando comercialmente as áreas (estacionamento, camarotes, bares, etc..) o prazo não está vigorando, eu discordo, mas enquanto não houver a entrega definitiva (conclusão da obra) essa discussão é inócua.



CONTAS

Em 25/09 houve outra reunião, essa tratou de contas, onde se falou da execução do orçamento. Que os custos são elevados, que a folha aumentou sem que houvesse uma melhora técnica significativa, que há uma série de custos elevados (mas isso vocês estão cansados de saber), e para fechar as contas no final do ano temos que vender jogadores.

Após a explanação do representante da gestão, mais uma vez fui i primeiro a falar, e perguntei qual o valor estimado para venda de jogadores. Para minha surpresa nosso COLORADO tem que receber R$ 55 milhões líquidos (descontados comissões e parte dos empresários) para fechar as contas.

Não sei qual (ou quais) jogador(es) serão negociados, essa é uma decisão da gestão, mas o valor é alto e preocupa, afinal vendas nesse patamar certamente desfalcarão o time em 2015 (ainda mais na Libertadores que começa em fevereiro).

MACACO

O Conselheiro Leandro Bortholacci propôs que nas eleições houvesse um plebiscito decidindo se continuaríamos usando escurinho como mascote, tal plebiscito seria junto com as eleições de dezembro.

Um membro da direção defendeu o uso do mascote escurinho no lugar do Saci, pois o Saci fumava e tinha uma perna só, além de ser uma homenagem ao nosso  ídolo, atacante na década de 70.

Eu já disse AQUI minha opinião sobre o assunto, defendi que ao invés de plebiscito fosse aprovada uma recomendação do Conselho Deliberativo para que esse mascote não fosse mais usado, repetindo as razões do meu texto, ao final lembrei que o ídolo Escurinho, assim como o Saci, também havia perdido uma perna e nem por isso o amor da torcida havia diminuido, tanto por um como pelo outro.

Em meio aos debates o Marcelo Medeiros, que estava representando o Presidente Luigi, garantiu em nome da direção que o mascote Escurinho estava aposentado, e não mais seria usado.

Muitas outras coisas foram ditas, mas isso foi o que considerei mais relevante, até para o post não ficar muito grande.

E com a derrota do cruzeiro para o coritians ontem, uma vitória hoje é fundamental, nenhum outro resultado interessa que não seja vencer hoje a noite. Espero que o time entre com sangue no olho, e não como domingo passado.


André Flores
@ojogodointer





Achtung!

- o cerco ta apertando. Outros times encostando. Temo que se o Inter perder pontos nessa rodada a casa começa a cair e adeus libertadores. Olha e não é secação, quero a libertadores e muito! Preciso de uma libertadores pra me reanimar. Pensar em 2015 e só Gauchinho até Maio é algo que nem gosto de imaginar. Imaginou?

- infelizmente um desabamento geral do SC Luigi não seria surpresa. A surpresa é que ainda estamos na g4 considerando o historico do SC Luigi desde o fim de 2010. 

- com a derrota do Cruzeiro ontem contra o Corinthians o Inter deixou de poder de igualar o cruzeiro em pontos hoje. Teria sido tão simples assim. Teria sido. 

- vem cá, porque que uma diretoria de saída iria negociar uma renovação com um jogador (dale) antecipadamente em vez de deixar a nova diretoria se preocupar com isso em 2015? 

- no proximo post conto finalmente a "história do poste". Me surpreende que ninguem conhece. Especialmente depois que contei a historia do Dr rivas e teve alguem que tambem tinha uma historia do Rivas de 1950!

- não por nada, mas vou avisando agora. Se Nilmar começar a jogar logo mais, acho que ele não chega ao fim do ano sem alguma lesão. O cara alem de ser magrelo nao tem jogado competitivamente em nivel de Brasil faz 3 anos. Posso e espero estar errado. 

- e que varzea o futebol brasileiro, a portuguesa que foi rebaixada pra salvar o fluminense agora está caindo pra serie c. Tudo isso deixa um mau gosto. Um senso de amadorismo e ou malandragem geral. 

- hey negativador vtnc...esse post tu nao pode negativar hahaha


quarta-feira, outubro 08, 2014

E O Bambu?

Sábado, 04 de outubro. Seis minutos do primeiro tempo e o Rafael Moura ignora o Valdívia, depois do guri tocar a bola nele e passar voando em direção ao ataque. O Rafael, simplesmente baixou a cabeça e passou para trás lentamente. Aí nem São Francisco ajuda.

Não sei o que nosso glorioso atacante pensou. Sei apenas o que eu pensei: está queimando o guri com medo de perder a vaga... Isso vai dar merda! E infelizmente deu.

Estavam todos apavorados, pareciam que jogavam contra a Alemanha uma semi-final de copa do mundo. O lugar era o mesmo, mas não era pra tanto. E assim foi nosso primeiro tempo, muito mais horroroso que o aceitável.

Acho que chegamos numa fase do campeonato que temos de buscar nos divertir. As vezes é difícil, mas não nos resta nada além disso que possa ser mais certo. Colocar nossa alegria na conquista do caneco vai ser decepção certa ou na melhor das possibilidades tornar tudo um sofrimento. 

Lembram quando perdemos o campeonato de 2009? Foi quando perdemos pro Flamengo do Adriano e empatamos numa partida de polo aquático no Beira-rio. Nesse ano se tivéssemos ganho as duas partidas que enfrentamos o Cruzeiro hoje estaríamos num ânimo muito melhor e possivelmente até na frente da raposa. Dos nove pontos de diferença, DOAMOS SEIS!

Agora é seguir a vida e fazer o melhor que pudemos. 

@cristiandrs


E o Bambu? Deixa pro Rafael Moura e pro Luigi.







PS: Não inventa moda ABELÃO! Arroz com feijão, faz de conta que estamos em Yokohama a cada jogo.


terça-feira, outubro 07, 2014

Postura

É dificil comentar futebol se desvinculando do resultado. Comentaristas esportivos então, adoram.

O treinador arma um retrancão, jogando os 90 minutos por um lance fortuito, acha um gol de escanteio ou bola parada e vence; logo vaticina-se: gênio, nó tático, brilhante, regulamento-debaixo-do-braço etc.

Em contrapartida arma uma equipe pra frente, equilibrada, faz um grande enfrentamento, de igual-pra-igual e acaba por perder o jogo num detalhe, num detalhe; os rótulos são diferentes: ultrapassado, equipe faceira e sem intensidade, arroubos de grandeza, megalomania, etc.

O mundo do futebol é maniqueista e os fins justificam os meios: a vitória, fruto ela de um acerto ou não é sempre saudada; à derrota surgem as críticas e os descalabros. Não há meio termo.

Pois bem, anunciada a escalação de Abel ante ao Cruzeiro, fiz as seguintes ponderações:
  • O ingresso de Valdívia é interessante porque mantém a verticalidade adquirida com Sasha, haja visto serem os unicos jogadores mais objetivos da equipe. Dessa forma a equipe retém a possibilidade de contra-atacar em velocidade, além de obrigar o lateral-esquerdo adversário a cuidar os avanços nas suas costas
  • Abel coloca os 2 volantes de forma a cada um barrar os avanços cruzeirenses pelas pontas; Aranguiz, centralizado, vigia Everton Ribeiro e sem a bola será responsável pela infiltração e chegada ao gol adversário.
  • A saída de Alex implica que a maior preocupação é defensiva; a equipe troca a cadência e posse de bola por um resguardo maior, almejando não tomar gol para depois especular ou arranjar um gol numa jogada individual
Veja bem, não é a escalação que eu gostaria (optaria pelo simples ingresso de Valdívia no lugar de Sasha), mas de certa forma, baseado nas premissas acimas, consegui até certo ponto entender os motivos (ou se preferir a lógica) de nosso treinador.

Entretanto, foram necessários apenas 12 minutos (muito antes de o Cruzeiro marcar seu gol) para perceber-me do grande erro de estratégia cometido. E este erro não passou por nomes, por A ou B; foi muito além.

O problema do Inter, ao meu ver, foi a postura. As duas linhas (uma de 4 e outra de 5) que deveriam estar compactadas apresentaram um enorme buraco, por onde flutuaram os atletas cruzeirenses sem marcação; a marcação que deveria ser extremamente agressiva quando próxima ao meio-de-campo só assim era quando próxima da nossa intermediária; basicamente o Inter optava por defender-se apenas no último terço do campo.

Com a liberdade oferecida e o Cruzeiro rondando nossa meta com tamanho ímpeto e regularidade, a conclusão possível era que o gol era questão de tempo. E assim foi. Aliás, o 1º tempo acabou saindo barato tamanho o baixo nível apresentado.

Contextualizemos agora, de cabeça fria (?!), que a equipe colorada passou a semana inteira se preparando, sem viagens, sem necessidade de priorizar esta ou outra competição (afinal era a única que sobrou), e tinha uma oportunidade única de não apenas reabrir a competição, mas afirmar-se de maneira categórica e inquestionável como real postulante ao título.

O que se esperava, independente de nomes, era sangue nos olhos, faca entre os dentes ou qualquer outro jargão esportivo do naipe. Esperava-se uma equipe ligada, jogadores mordendo, vibrando, disputando cada bola como se fosse última. Veio à memória a preleção de Fernandão no vestiário de Yokohama, minutos antes de enfrentar o temido Barcelona, algo nas linhas de "...aquela era a Copa do Mundo daqueles jogadores, a derradeira chance de fazer história".

O que se viu foi uma atuação apática, insossa, sem pegada, sem vibração, sem garra, sem alma. O Inter do 1º tempo perdeu ao natural, aceitando a derrota com uma resignação e passividade que de certa forma me provoca uma raiva tão grande quanto se tivesse sofrido uma derrota humilhante.

Algum desavisado poderia imaginar que era o Cruzeiro que precisava urgentemente da vitória, e não o inverso. Não existe pior derrota do que perder sem lutar, e esse foi o sentimento que ficou impregnado após os 45 minutos iniciais.

Talvez devido a um misto de vergonha e/ou bronca no vestiário, a equipe voltou para o 2º tempo não apenas com um mínimo de hombriedade mas com uma postura totalmente diferente, o suficiente para deixar a impressão que tudo poderia ser diferente.

O pior, meus amigos, é que o jogo foi simbólico no que se refere ao abismo atual (repito, a-t-u-a-l, nada a ver com a grandeza dos clubes) entre um clube e o outro.

Este abismo é reflexo de nada mais do que a mentalidade (e letargia, resignação, passividade) vigente de direção, comissão técnica e jogadores de um clube e de outro;  a diferença de postura e de ambição é muito grande, e isto é transposto para o campo.

Antes que alguém argumente que o plantel cruzeirense é muito melhor que o colorado, e que tudo trata-se apenas de uma diferença de qualidade, eu divirjo; a diferença é muito menor do que aquela que ficou explícita no jogo.

Basta olhar no embate que o próprio coirmão (e outras equipes menores, por exemplo o Sport) fez contra a equipe azul celeste; cientes de suas limitações, mas com agressividade e jogos muito menos covardes que o colorado.

Por fim, mais do que nunca fica claro que a batalha colorada é pela Libertadores.

Triste é constatar que o jejum que já dura 4 anos ocorre em momento histórico; onde os investimentos atingem patamares inéditos mas simplesmente não resultam em títulos.

Dado as circunstâncias de gestão, até mesmo a vaga pra competição continental já deve ser comemorada. Se vier, vai ser preciso repensar o futebol e o próprio Inter como um todo, e todo sopro de renovação parece ser bem vindo.

De certa forma, os próximos 3 jogos meio que encaminham se tal objetivo será alcançado. Chapecoense fora, e 2 confrontos diretos em casa (Fluminense e Corinthians).

Seis ou mais pontos praticamente selam o alcance do prêmio de consolação; já novos revezes podem complicar a situação, com consequências irreparáveis.

Cabe agora lamber as feridas (abraços Tite, saudades!) e deixar pra trás uma atuação (e postura) que de certa forma não apenas desiludiu completamente os colorados, mas deixou também um que de indignação e inconformidade nos torcedores.

Certeza é, que se não houver mudança de postura, muitas dificuldades se avizinham pelas bandas do Gigante.

@Davi_Inter_BV





segunda-feira, outubro 06, 2014

A História do Poste


Louis Schroeder estava bem de vida em sua mansão, em um bairro upper class (Dicas BV #366) de New Jersey, curtindo suas fotos publicadas e premiadas internacionalmente em seu basement roquenrou, quando de supetão teve uma idéia capaz de revolucionar o Blog Vermelho (e por consequência todos os blogs do planeta e da ISS).

Sede do BV em NJ (não confundir com a sede-avançada no Hawaii)

Pensou que talvez fosse demais para a população. Talvez não fosse a época. Lembrou da Teoria dos 20 Anos... Talvez melhor esperar... Focar (pun intended) em fotografias ainda mais ousadas (note to self: contact Hope Solo), expandir para a arte de "Drone Photography", algo cutting edge (mega dica BV #1).

Após consultar Corinne, o Oráculo e seu pai (vulgo Joe), botou seu boné do Inter (não licenciado, produzido e distribuído sem-fins lucrativos), se levantou, subiu as escadas até o quarto andar, e, ao passar pela Sala de Jogos, ao vislumbrar a mais famosa foto de sua coleção, pensou...

"Acho que vou contar a história do poste!"

Agora é com vocês galera: terminem a história!



domingo, outubro 05, 2014

...........

Pois é.




sexta-feira, outubro 03, 2014

Cruzeiro x SC Luigi

Um empresário trapaçado pelo sócio.
Um ladrão dedurado pelo seu parça.
Um roqueiro roubado pelo seu empresário.
Um namorado traído.

Bom...acho que não preciso dar mais exemplos...dá pra entender. É assim que me sinto 1 dia depois de cada vez que eu boto confiança no Inter. Talvez por isso tempos atrás eu deixei de acreditar. Cansei de me decepcionar. Prefiro ter expectativas baixas. E tudo começou lá em Abu Dhabi. Primeiro com aquela derrota..e logo depois com a renovação do Roth. Ali dava pra ver que algo estava podre...e desde então praticamente só fomos em uma direção. Pra baixo.

Amanhã teremos o primeiro jogo há tempos que dá vontade de assitir. Não por confiança, mas por curiosidade. Curiosidade de ver se depois de varios anos o Inter pode botar o pé e dizer "Isso sim é Inter" ou se apenas teremos mais uma decepção cheio de desculpas como os das NN derrotas na era Luigi.

O presidente continua o mesmo. O tecnico o mesmo. Os jogadores os mesmos. O que mudou pra achar que agora vai? Estamos em segundo lugar...otimo....eu já me conformo com vaga na Libertadores (e olha que nunca fui de apenas querer vaga) mas sinceramente acredito que nosso segundo lugar é mais por causa da nivelação por baixa do Brasileirão do que meritos do time que até poucas semanas atras tava tomando tufu do Bahia , Ceará e outras maquinas.

Sim podemos ser positivos, acreditar, fazer discurso bonito mas o que importa é que os jogadores vão fazer. E quando penso nisso volto ao Topo desse Post. 

Ps: o SC Luigi está invicto desde sua criação. Deu sorte. Por enquanto.





quarta-feira, outubro 01, 2014

A Hora

A hora é agora. Não tem mais o que dizer. A hora do time mostrar ao que veio. É a final do campeonato. É a hora de devolver a derrota sofrida no estádio Centenário.

Atirem bem na cabeça: três pontos!
Esperamos do time sempre um retrospecto perfeito. Não é possível. As vezes admitimos demais erros graves, em outros momentos somos muito rígidos com falhas bobas (mas que as vezes causam um grande estrago).

Dessa vez não adianta, é sem perdão: ganhar ou passar mais trabalho. É a vez em que a decisão do futuro do time está nas mãos dos próprios jogadores, em muito tempo que isso não acontecia. É só fazer o trabalho certo sábado e o resultado vier.

Esqueçam o Luigi. Foquem no que importa!

Sem desculpas... Sem perdão... Atirem na cabeça!


@cristiandrs


Funeral de raposa ou dor de cotovelo.
Não tem uma terceira opção