domingo, abril 28, 2013

INTER x Veranopolis

Com Grêmio eliminado, o caminho para o titulo fica teoricamente mais facil, mas tambem tira um pouco o gosto do que sobrava do Gaúchão. Com todas as questões que temos no Inter, imagina ser Gremista onde não se ganha nada alem do proprio Gauchão a mais de uma decada.

PS: E essa manchete ali ao lado só pode ser piada "Trintões Índio e Kleber superam lesões e viram exemplo no Inter" ou jornalista sem ter o que escrever inventa uma materia qualquer. Agora vamos considerar atletas que ganham 300 Mil POR MÊS alguma especie de heroi ou exemplo de profissional porque ele trabalha pra retornar a fazer aquilo pela qual é pago seu enorme salário? Pior é usar esse chinelhino de Kleber como exemplo, um cara que ano a ano joga menos e menos. É, mas vamos fazer uma matéria sobre sua grandeza de se "esforçar" pra voltar ao gramados. Alguem vai lá e arranca o diploma da mão desse jornalista. Qual a próxima matéria? "Atletas dão exemplo de profissionalismo e se apresentam para jogo"?

Até isso me dá um desanimo, parece Jornalismo encomendado não? Estaria curioso pra ver o histórico de matérias desse jornalista em particular.





sábado, abril 27, 2013

"Pojeto fast fenix"

Renascendo sempre, para morrer logo ali.


Viva o imortal!





sexta-feira, abril 26, 2013

Futebol 2.0 Reloaded

Bom dia, pessoal.

O título do post remete ao que eu pensei, assim que a goleada do Bayern sobre o Barça começou a se desenhar, na terça passada. Há tempos atrás, escrevi um texto (aqui) sobre o que eu considerei "um novo paradigma no futebol" implantado pelo Barcelona. Segue abaixo os critérios que me fizeram afirmar isso:
Quanto ao jogo, muito já se falou, mas vou enfatizar alguns pontos: (i) uma filosofia absolutamente coletiva, em que nenhum jogador é "peça fundamental" e em que cada individualidade é potencializada pela atuação conjunta; (ii) o ritmo é o mesmo do início ao fim, não existe o conceito de "segurar resultado", no sentido de evitar o jogo; (iii) não existe posição fixa do meio pra frente, mas apenas áreas de atuação: todos devem ser capazes de concluir a gol e de participar do ataque; (iv) a movimentação dos jogadores é muito semelhante a de esportes como o basquete, com triangulações recorrentes e contra-ataques velozes em que sempre dois jogadores abrem totalmente para os lados; (v) os passes são como no futebol de salão: quase que na totalidade são rasteiros e curtos, com o jogador recebendo em movimento; e (vi) nenhum jogador pega a bola parado e sai driblando em direção ao ataque: dribles ocorrem com o jogador também já em movimento, o que dificulta a marcação e torna o drible mais objetivo.
É assim que eu vejo o futebol praticado pelo Barcelona e que considero ser eficiente o suficiente para mantê-los no topo (ou quase lá) indefinidamente. Aí vem a pergunta: se é assim, como explicar a derrota vexatória para o Bayern? Obviamente, o "futebol 2.0" não é perfeito e pode ser desenvolvido. Além disso, há outros fatores, tais como, por exemplo, a soberba. Além da qualidade enorme do Bayern, o Barça perdeu daquela forma por limitações do seu jogo, pelo mau momento de alguns jogadores, especialmente Messi, e por falta de um bom treinador. Vamos considerar um pouco de tudo isso, já que me interessa muito que o Inter trabalhe em direção a um futebol bem jogado.

Limitações. Esse paradigma de futebol, em que a posse de bola é um dos principais objetivos, acaba por levar o time a "desaprender" a marcar, visto que isso pouco ocorre em situações de jogo a valer. Quando digo "marcar", me refiro especialmente à marcação quando o adversário está atacando-o de fato, o que é muito diferente daquela marcação voltada para a retomada rápida da bola, ainda no campo do adversário ou no meio-campo. O Barça faz muito bem a marcação para a retomada, mas sua marcação em situações do ataque adversário é risível, para dizer o mínimo. Para mim, essa é a principal limitação do paradigma e para superá-la é preciso que os treinamentos coloquem o time artificialmente em situações de contra-ataque e pressão adversária. Assim, mantém-se alto o "tônus" marcador do time.

Soberba. Esse fator leva a vários problemas. Um deles, é passar a acreditar, dado o sucesso do time, que se é imbatível, mesmo estando fora de suas melhores condições e sem contar com grandes jogadores ou comissão técnica. O Barça mostra tudo isso, atualmente. Seu desempenho no espanhol, apesar dos problemas do time, prova a eficiência do paradigma. Porém, o Barça fez (e quer fazer) parecer que o papel de Guardiola no time era meramente de escalar o time, como se o técnico não fizesse diferença. Daí, eles tem insistido com Tito Vilanova, que já mostrou ser apenas um "Osmar Loss" com grife, pois ficou evidente nesta e noutras partidas, que ele simplesmente não sabe o que fazer para mudar o panorama de um jogo do Barça, não prepara alternativas de jogo para o time e não tem cacife para barrar o Messi, mesmo estando baleado. Além disso, o Barça começou a acreditar que qualquer jogador pode fazer qualquer função no time, montando uma zaga ridícula, praticamente sem jogadores especialistas na posição. Pois o Barcelona está enganado. É preciso sim ter ótimos jogadores em cada função e é ainda mais necessário ter alternativas para mudar o panorama do jogo, especialmente quando o adversário usar a tática de se defender e sair no contra-ataque. É preciso saber oferecer o jogo ao adversário, incentivá-lo a acreditar e se abrir, enfim, é preciso atraí-lo, coisa que o Barça não faz nunca.

Futebol "reloaded". Por outro lado, vejo o Bayern buscando exatamente praticar o novo paradigma, mas atualizando-o, de modo a contar também com as virtudes do paradigma anterior, numa fusão que, até o momento, tem se mostrado magnífica. Alterna um jogo de posse de bola e ataque baseado em tabelas para entrar na área com um jogo baseado em jogadas de linha de fundo e cruzamentos. O time é alto, forte, possui ótimos jogadores em cada função, busca também manter a posse de bola mas, o mais importante, sabe muito bem jogar sem ela, sabe atrair o adversário, marcando bem atrás e saindo em grande velocidade. Obviamente, esse sistema também não é perfeito e o Chelsea inclusive os venceu ano passado, fazendo o mesmo que eles fizeram ao Barça essa semana. Espero que o Bayern tenha aprendido a lição daquela vez. E, claro, seja Barça, seja Bayern, etc., todos precisam de bons jogadores e de um time compromissado. Tão importante quanto: um bom técnico.

Gostaria que nosso Inter mirasse essa direção também e acredito que poderíamos fazer grandes evoluções, apesar das carências. Técnico e comissão, na minha opinião, nós temos e devemos valorizar, para mantê-los aqui o máximo possível. Falta trabalhar o time nessa direção e ir contratando cirurgicamente jogadores para reforçar o grupo. Guardadas as proporções, dá pra chegar longe.



quinta-feira, abril 25, 2013

Torcedor INTERativo

Não há dúvidas, pelo menos para mim, que a Televisão do Rio de Janeiro - TVRJ, é um dos mais poderosos meio de comunicação da América Latina, e sem sombra de dúvida a mais poderosa do Brasil. 

Pois eles, artavés do seu canal esportivo (SPORTV) fizeram uma ampla pesquisa sobre os hábitos dos torcedores do futebol brasileiro.  Obviamente que não foram divulgados todos os dados desta pesquisa, mas aquilo que eles divulgaram já nos traz dados muito interessantes, dos quais destaco pelo menos um: 

 TORCIDA CONECTADA 

Os torcedores foram separados em 4 grupos (Seletivo, Torcedor, Ligado em Futebol e Interativo), para entender essa segmentação leia a reportagem AQUI. O que me chamou atenção é que no perfil interativo (que se utilizam de diversos meios e mídias para se informar sobre o clube do coração) nós COLORADOS somos os 4º mais representativos com 10% desse segmento. 

Isso quer dizer que somos torcedores conectados, que na nova geração nossa torcida é crescente e que nossa torcida participa do clube, mesmo de longe, muitas vezes pelo computador. Claro que isso não é novidade, o próprio sucesso do BV é uma prova disso, mas aquilo que era uma impressão, um "achometro" vem revestido de números de uma pesquisa importante. 

Ser um dos 4 mais importantes clubes brasileiros nesse segmento mostra que temos um potencial enorme, nos coloca a frente de muitos outros clubes, isso sem falar na conclusão óbvia de que esse é segmento que mais tende a crescer. Sei que o INTER explora pouco a interatividade da torcida, mas essa pesquisa ajuda até mesmo a traçar um perfil de nossa torcida, e talvez possa orientar nosso clube na necessária correção de rumos.

Vendo este dado penso no quanto foi equivocado renovar com a TVRJ até 2018, e nessa renovação incluir a plataforma de internet. Veja bem, hoje o pay-per-view pela internet está restrito aos assinantes da SKY e represnta muito pouco, mas o quanto isso vai representar nos próximos anos?? E nós com 10% deste segmento recebemos o mesmo que times como botafogo ou atlético-mg?? Penso que nessa negociação (contrato de transmissão) o INTER ignorou informações importantes, assim como tenho certeza que a TVRJ sabia muito bem de tudo isso.

OUTROS DESTAQUES

- Achei interessante que 75% dos entrevistados (no segmento Ligados em futebol) são indiferentes a marca que patrocina o clube, não sei se esse dado se repete nos outros segmentos, mas essa sempre foi a desculpa para a falta de novos patrocinadores no nosso INTER, pois as marcas, supostamente, não gostaria de patrocinar o INTER sem patrocinar o rival.

- A Fox Sports, em pouco mais de 1 ano no mercado Brasileiro já é o 3º colocado entre os canais pagos (atrás do SPORTV e SPORTV 2 e a frente da ESPN's) isso tenho certeza tem relação com o fato de ano passado eles terem transmitido com exclusividade da Libertadores.

- 57% dos interativos assistem vários programas ao mesmo tempo. Eu faço isso sempre, com o controle na mão fico mudando de canal vendo diversos programas ao mesmo tempo (principalmente domingo), eu pensava que era HIPERATIVO mas com essa pesquisa descobri que não estou só nessa e que na verdade eu sou INTERativo.


E vocês, qual seu perfil de torcedor??



André Flores
@ojogodointer


Se quiser ler outros dados da pesquisa, olhe esses links AQUI, AQUI, AQUI







quarta-feira, abril 24, 2013

Pausa para os Comerciais

Estava eu pensando em grandes problemas como a reforma do estádio, preço do time, orçamentos. Enfim, todos os gastos exorbitantes que estripam nossa moral, nosso discernimento e todos eles estão atrelados ao futebol profissional. Estava eu nessa vida quando uma imagem fez com que eu parasse tudo.

Uma criança com os pés colocados sobre paralelepípedos. Pra ser exato, um para cada pé. Era pra ser uma aula de atletismo, mas, na verdade, era uma aula de superação e sonho... aquela foto foi um tapa de luva na minha cara.

Enquanto o governo arrecada trilhões, os repasses ao esporte são aos bilhões, a ponta que importa, os jovens e atletas amadores praticam esportes de forma precária sem equipamentos e as vezes até mesmo sem um professor especializado nas escolas.

Quando é que vamos tomar uma atitude?

Basta ler o Blog do Paulinho ali ao lado pra completar o que digo.

Espero que não apenas a vergonha para compartilhar.

Vamos olhar para todos os lados, sem essa de "futebol, ópio do povo".

Uma ótima quarta-feira a todos.




terça-feira, abril 23, 2013

Começa no Gol

Seguindo minha regra de esperar um ano para proclamar um jovem como craque ou pereba, pra ter certeza e não ficar só na emoção como muitos, eu esperei bem mais que isso pra falar do Muriel. Ainda mais que é goleiro, pois esses só chegam no ponto mesmo com um pouco mais de idade.

Mas acho que com o Muriel já deu pra vê o que ele tras a mesa: Insegurança! Me desculpem, mas Muriel é muito fraco. Tinha esperanças, mas ele não parece melhorar. Está exatamente igual a 2 anos atras, não evoluiu. A especialidade dele é caçar borboleta na pequena area e muitas vezes as borboletas acabam na rede, não do caçador, mas do gol.

Ele não é um frangueiro como Renan, que é um frangueiro nato, mas sua falta de evolução me preocupa. E o que me preocupa também é a tolerância do Inter com seus goleiros. Parece que estão casados. Parece ser a unica posição no futebol que pra sair tu tem que se machucar ou tomar uma sequência de frangos. Goleiro é mais que isso. Goleiro tem que ser um cabra macho, passando uma certa tranquilidade ao time. Até o Clemer que gostava de franguear tu sabia que quando tava valendo ele estaria ali. Não sinto isso com Muriel. Parece que está em auto-piloto pois sabe que tá com o emprego e titularidade garantido.

É mais um probleminha daqueles que vai te prejudicando aos poucos...especialmente num campeonato como o Brasileirão que logo vem aí.

- No grafico, Muriel o bode do livro Revolução dos Bichos de George Orwell.





domingo, abril 21, 2013

VLOG do BV




Esta no ar, mais uma edição do VLOG do BV. Aproveitei o final de semana de sol e fui matar a saudade do BEIRA-RIO, no vídeo estão algumas fotos que tirei, além dos meus comentários do jogo e o "monday night football" do Gauchão.

Confira ai de deixa teu comentário.

André Flores
@ojogodointer







Inter x Lajeadense

Hoje é o Decimo quinto aniversário do Campeonato Gaúcho de 2013. Ao menos pra mim é o que parece ser esse interminável campeonato de Inter e Grêmio contra combinados de padeiros e açougueiros do Estado. Mas vamo lá, mais uma emocionante rodada do Gaúchão.... PS: E acho que o fato de não jogar no Beira Rio e sim nesses estadiozinhos só ajuda a piorar a situação. Fica a torcida pro Inter ganhar os 2 turnos e acabar logo com essa maratona.





quinta-feira, abril 18, 2013

GAUCHÃO



Enquanto espero a hora de torcer para o Huachipato, vou falar um pouco sobre o Gauchão, que começa de verdade agora, com jogos decisivos e com um mínimo de emoção. As fases classificatórias são longs, chatas e pouco interessantes, isso todos estão cansados de saber.

Eu gosto do Gauchão, digo isso para que não fique qualquer dúvida, embora vendo o vídeo acima já de para perceber isso.

Frequento o BEIRA-RIO desde um tempo em que ganhar o Gauchão representava muita coisa, as vezes "salvava o ano". Mas não posso brigar com os números nem com a realidade, essa fórmula dos Campeonatos Estaduais está ultrapassada. Ao ver esse link  AQUI fica fácil concluir que tirando os jogos com os grandes clubes, os estaduais tem menos público que as ligas de Volei ou Basquete.

Foi pensando nessa aparente contradição, eu gostar do Estaduais e a aparente falta de interesse que eles geram que me surgiu a questão, afinal qual a solução?? Penso que o Gauchão só é desinteressante na suas fases classificatórias, com um monte de jogos que não valem nada, pois o mata-mata por si só são emocionantes e a Copa Nordeste é um exemplo de quanto o Brasileiro gosta de mata-mata.

Ontem assistindo ao jogo do PSG contra o Evian pela Copa da França, me deu uma idéia. O Gauchão deveria ser uma Copa, com 32 times, que, exceção da Dupla gre-NAL se classificariam num torneio que duraria o resto do ano. A primeira fase de mata-mata com jogos só de ida, ou seja, em 9 rodadas teríamos o Campeão. 

Poderíamos ainda ter a Sul-Minas com o Campeão e vice de cada estado (8 times) que se enfrentariam em mata mata (mais 6 rodadas).  Poderia ainda haver um torneio entre os Campeões Regionais (Sul-Minas, Rio-São Paulo, Nordeste, Norte-Centroeste) em jogos de mata-mata (mais 4 rodadas). E ao final do ano uma Super-Copa entre o Campeão dos Regionais contra o da Copa do Brasil, onde o vencedor fica com uma vaga na Libertadores e o Vice na Sulamericana (mais 2 Jogos).

 Esse modelo que estou propondo tem 21 datas, o Gauchão tem 23 datas, ou seja, é possível sem mexer com o calendário. Com isso o Brasileirão poderia ter jogos a partir de Março, com jogos aos finais de semana e esporádicamente no meio de semana, que seriam dedicadas as Copas (Estadual, Regional, Copa do Brasil, Libertadores, Sulamericana). Até mesmo para a TV penso que seria interessante, pois toda a semana transmitiria jogos decisivos, valendo vaga, com emoção que só um mata-mata tem.

Na inglaterra as coisas já funcionam mais ou menos assim, há a Premier League, ha a FA CUP (torneio de futebol mais antigo do mundo) com algo como 200 times, há a Copa da Inglaterra com algo como os 70 principais times do pais e os campeões das copas disputam a Super Copa em jogo só de ida, isso que a Inglaterra é uma pais geograficamente pequeno, com viagens relativamente curtas.

Essa é a minha sugestão, para que o Gauhcão não termine mas que volte a ser uma competição interessante. Abaixo deixo uma imagem da conquista de 97 com o Presidente Zachia erguendo a taça junto com o Gamarra. Os mais novos podem não acreditar, mas o Gauchão já foi emocionante! Naquele ano o INTER lançou até um VHS em comemoração à conquista.


E vocês, gostam do Gauchão??? Gostam de mata-mata, ou preferem os pontos corridos??



André Flores
@ojogodointer






etc...

- Só eu ou alguem mais acha que as declarações do Ronaldinho indica que meio que entregaram o jogo pro San Pablo? Ele falou no intervalo "pra nos isso é jogo treino, nao importa...tamos nos divertindo". E ai no fim do jogo..."Eles (San Pablo) sabem que na proxima será differente, eles sabem".

Nem sei se é caso de entrega de jogo, mas que é caso de DESCASO do Ronaldinho isso é. Se tivesse vestindo camisa do meu clube eu estaria PDC com a falta de respeito. Jogador que ganha salario como eles ganham tem que dar praticamente a vida em campo todo jogo.

- Hoje a noite Let's go Steelers!


- Não pensem que mutretas com estadios só acontece ai no Brasil. Uns 4 anos atras os donos do Florida Marlins (Baseball) convenceram a cidade de Miami a pagar 70% do seu novo e moderno estádio. 70% dinheiro do povo. Muitos não queriam, achavam que não valia a pena. Mas o Marlins dizia que sem estadio novo iria se mudar pra outra cidade e com estádio novo traria uma nova era de Baseball para a cidade, teria novas fontes de dinheiro e assim um time melhor. "Todo mundo ganhava" segundo o clube. Os politicos da cidades votaram e a medida passou para impostos pagarem 70% desse novo estadio que custou $640 Milhoões de Dollars. Mesmo se negando a mostrar suas finanças a cidade o projeto foi aprovado.

O Marlins comprou varias estrelas mas no primeiro ano do estadio já completo em 2010 o time fracassou. O Clube decidiu limpar casa...e mandou embora varias estrelas poupando ao clube e donos 160 Milhões de dollars em contratos. O time ficou uma baba com poucos jogadores conhecido e na parte debaixo da tabela. Se tivesse rebaixamento o Marlins já teria sido rebaixado. Em 2013 ainda em inicio de temporada o Marlins tem 3 vitórias e 12 derrotas.

O Marlins diz que teve que mandar embora os jogadores (aqui em varios esportes não existe essa de vender jogador...ou tu troca por outros ou simplesmente manda embora pagando multa) porque estava perdendo dinheiro. Ai vazou um documento que mostrou que naquele ano o Marlins lucrou 50 Milhões, longe de estar perdendo dinheiro.

Pior foi o negocio que a cidade fez. O Marlins ficou com diretos do Naming Rights, arrecadação de jogos, venda de bebidas e comida e varias outras coisas.

Hoje com estadio novo o Marlins vale cerca de $600 Milhões e os donos podem vender o Marlins a partir de 2015 e botarem essa grana no bolso e nunca mais pisar pé em Miami.

Vi a reportagem no HBO Real Sports. Aqui está uma previsa onde o Presidente do Clube é entrevistado. O Estádio por sinal é lindo. Cobertura que nem do Beira Rio? Que isso...cobertura que abre e fecha dependendo do clima!
E aind apor sima quando alguem faz um Home Run tem essa monstruosidade que parece coisa de flipperama que acontece...mas até que é legalzinho haha...







quarta-feira, abril 17, 2013

Seguindo os Passos


Confesso: me alegra muito golear o Juventude. Lembrança daquela final de 8 a 1 e de que o polentude (desculpa, mas não resisti) é filial serrana do grêmio. É muito bom vencer o time dos gringos.

Tá boa essa pré-temporada! (tudo que não for campeonato brasileiro esse ano, pra mim, ou é pré-temporada ou torneio amistoso... só pra lembrar os amigos esquecidos do refrão). Espero que o time embale para um bom desempenho esse ano. Sem essa de cultivar aquele lugar cativo na tabela... por volta da sétima posição.

Times mais cheios de nabas fizeram um papel muito melhor do que a maioria de nós espera ou tem em mente para o time esse ano. CORAGEM!

Não sirvo nada de referência. Megalomania pouca é bobagem. Exemplo: eu esperava no sábado na véspera do jogo final, no mundial do Japão, uns 3x0 pro INTER contra o Barcelona. Com meu argumento "com aquela zaga eles não são isso tudo", deixava os parceiros de olhos arregalados ao ver que era uma sandice sincera. Meu sangue vibrava em vamo, vamo... INTER!

Tudo bem que, por muitos anos, esperava uns 4x0 e no andar do jogo já ficava contente se o INTER conseguisse empatar. Brigava contra o pressentimento de "vai dar merda" e no final já ficaria contente se o INTER tivesse força em campo pra empatar. Torcedor de futebol tem sempre uns parafusos faltando (pelo menos quando o time está em campo, ou na tensão de véspera de um grande jogo). A PAIXÃO!

Li na intenet e acabei me identificando que não é por vencer que torcemos por um time.  Quem veste a camisa de um clube esperando apenas pelos troféus nunca vai entender o que é realmente torcer para um time. É MUITO MAIOR QUE O MEDO! 

É maior até mesmo que a razão. É pela adrenalina do jogo que torcemos por um time. Pela tensão, como soldados a espera da ordem para iniciar o combate. É por essa tensão nas veias que torcemos pra um time. Sentir isso a cada jogo é o que realmente importa... E VAI NOS FAZER CAMPEÕES!

PS: para completar a leitura, monte uma frase com as últimas palavras em caixa alta e com uma exclamação. É essa a mensagem do texto. Uma ótima quarta a todos.



terça-feira, abril 16, 2013

Banal

A generalização ou o uso extensivo de um termo acaba por banaliza-lo.

Veja a palavra craque por exemplo.

Deveria ser usada para definir um jogador de exceção, muito acima da média, com ampla capacidade de decidir jogos, e que com frequência o faz. Capaz de desequilibrar, praticamente imparável, decisivo nos momentos importantes, com ampla rodagem, títulos e contribuição inestimável ao time.

Messi é craque. Zidane é craque. Apenas para ficar em exemplos recentes.

Neymar, Lucas, Schweinsteiger, Xavi não são.

Pegue o contexto corporativo, e o uso da palavra urgente.

Não preciso me alongar, mas todos já devem ter recebido demandas “muito urgentes”. Ou há um sério pleonasmo aqui, ou um uso inadequado das prioridades. Com tanta banalização, daqui um dia surge uma demanda “definitivamente urgente” ou “urgente crítica” e por ai vaí…

Reforço.

Repito, reforço!

Do Aurélio: 
s.m. Ato ou efeito de reforçar.
Aumento de força.
Auxílio.
Peça que se junta a outra para torná-la mais forte.

Torná-la mais forte. Suprir carências. Ter reposição para peças chaves.

Em síntese, precisamos de três jogadores ao nível de titularidade.

Um zagueiro, um meia armador, preferencialmente de perna direita, e um atacante de velocidade.

Se a nova onda de contratações trouxer apenas jogadores equivalentes, medianos ou desnecessários, não será apenas o conceito de reforçar que será banalizado…

Banalizado também será as pretensões coloradas no campeonato brasileiro.

Sds coloradas
@Davi_Inter_BV


Falta pouco

Bom dia, pessoal. Resolvi escrever hoje, por algumas razões. Primeiro, faltei com meu post na semana passada. Segundo, os colunistas não deram as caras. Terceiro, tem gente cobrando do Louis que ele escreva sobre algo que não lhe causa o menor interesse, que é o Gauchão. Não insistam com o Louis, amigos, melhor assim. Já sabemos o que ele vai dizer, não é? ;-) Por outro lado, quando ele está mais animado escreve posts muito bons, então deixa estar.

Bom, não há muito a acrescentar sobre o que já temos discutido aqui. Mas cabe uma reflexão sobre a variação no rendimento do time, que em alguns momentos nos causou calafrios e lembranças assustadoras dos anos de 2011 e 2012. Até o Dale pareceu querer retomar suas burrices costumeiras.

Vimos que o Inter, depois do 5 x 0 na final do primeiro turno, caiu bastante de rendimento, sendo que apenas o segundo tempo do último jogo pode ser classificado como "bom" ou pouco mais que isso (mas não ótimo e muito menos excelente). Vários fatores poderiam justificar essa queda. Por exemplo, a sequência de jogos e o cansaço dos jogadores, especialmente os laterais, que não tem nenhum reserva. Os zagueiros titulares também tem tido alguma dificuldade, por conta de lesões. Não esqueçam também da volância, que tem mudado constantemente e não há time que aguente um meio-campo sempre em renovação.

Outro fator possível é o desinteresse, na medida em que o time viu que podia (em tese) alçar maiores vôos, mas que ainda tinha todo o resto do Gauchão e o início precário da CdB, antes de enfrentar adversários de verdade. Ou seja, começaram com tudo, animados com o novo comando, com as renovações no elenco, mas esse ânimo por si só não se mantém, é preciso desafios. Mas nem o Gauchão, nem o começo da CdB podem ser chamados de desafios. Daí, o time deu uma acomodada, uma relaxada.

Um terceiro fator também plausível, é que após os 5 x 0 sobre o São Luiz, os adversários entenderam (exceto o Juventude) que se jogarem abertos contra o Inter (pelo menos o time titular), vão acabar goleados. Assim, todos passaram a jogar mais retrancados contra o Inter, apostando em contra-ataques e nas falhas. Essa é uma tática que, para o bem do futebol, funciona contra o Inter, assim como contra o Barcelona ou o Real Madrid. Uma marcação encaixada e muita raça pode sim fazer o Davi dar trabalho ao Golias, às vezes até a vencê-lo.

Portanto, ainda não temos razão para desespero e nem, como sempre nos lembra o Louis, para animação demais. Para quem ainda sonha com títulos de expressão este ano, sugiro ir na onda do Louis e esperar o BR para ver como o time começa. Estes não devem, para o bem de seu próprio humor, basear sua confiança nos resultados atuais. Para os que, como eu, não esperam por tais títulos este ano, a confiança é admissível, pois essa não vem dos resultados, mas da forma como o trabalho tem sido conduzido por Dunga e pela comissão técnica. Enquanto os primeiros bocejam nesse período de espera até o BR, os últimos observam com atenção e interesse o trabalho que tem sido feito e se satisfazem com os frutos colhidos até aqui.

Enfim, o que importa - e isso vale para todos - é que falta pouco para começar o BR e fases mais interessantes da CdB.

---

No mais, a obra no estádio segue bem, ao que parece. Ainda temo pela cobertura e não me surpreenderia se ela só ficasse pronta ano que vem, dado o ritmo atual. Mas nada que seja tão ruim quanto a vergonha que Maracanã e Mané Garrincha estão passando neste momento, quando prometem estar prontos apenas um mês antes da CdC, estourando prazo atrás de prazo. Até a FIFA tem passado vergonha, ao estabelecer o "último prazo" a cada mês que passa.




segunda-feira, abril 15, 2013

Escreve Porra!

Alguem me mandou esse comentário no twitter:

" nem tu te presta a comentar quando é gauchão. Desvaloriza o produto todos os dias, depois quer que acessem".

Engraçado...agora sou cobrado pra escrever aqui. Como se eu tivesse um contrato e salário para entreter as massas! Será que preciso explicar toda semana como fiz AQUI, que pra mim escrever preciso de inspiração e que estou zerado há meses com o futebol do Inter e futebol em geral. Ainda se estivessimos numa Libertadores o negocio seria diferente....mas simplesmente não tenho nada pra comentar sobre Gaúchão e partidas contra times de quinta categoria. E nem é só porque é Gaúchão...é mais ainda por causa de minha desconfiança no proprio Inter. Por isso espero o Brasileirão. É só no Brasileirão que teremos uma imagem concreta de que o Inter é hoje. Me recuso a ficar com o minimo de otimsimo mesmo com 10 goleadas seguidas contra São Luizes e Lageadenses. A unica coisa que importa é como esse time jogará contra Flamengo, Fluminense, Galo, Santos etc etc etc... E só o tempo nos dirá como isso será.

Sei lá só acho incrivel alguem me escrever reclamando que não tô escrevendo. Reclame ao Inter...minha atitude ou falta de inspiração é apenas consequência dos descaso acumulado do futebol do Inter desde aquela noite em Abu Dhabi....na verdade uns meses antes e até o fim de 2012.  Essas coisas ao menos comigo não é varido debaixo do tapete tão facilmente. Eu não esqueço o Brasileirão de 2010, 2011, 2012. Nem Abu Dabi. Nem 2 eliminações ridiculas na libertadores. Nem o descaso de muitos jogadores. Nem as estranhas mutretas que aconteceram em renovações e contratações. Nem a não classificação pra libertadores 2013. E querem que eu fique comentando vitorias contra Juventude, time da Serie D?

Não eu sou Colorado, não jornalista, forçado a escrever pra receber um salário....entendem a diferença. O meu prazer de escrever vem de outras fontes. Fontes que andam secas há muito tempo.

Só o Brasileirão me interessa nesse momento. Pois ali que está a resposta que procuro.





domingo, abril 14, 2013

Juventude x INTER

Comentem!

sábado, abril 13, 2013

Kicker

E em noticias mais leves....esse cara que ficou famoso no Youtube acaba de ser contratado pelo Detroit Lions da NFL como Kicker. Esse Europeu nunca jogou Football (NFL) e só comprou uma bola em 2011. Ms assim que postou seus videos no youtube chamou atenção. Chegou a fazer treino com o NY Jets em Dezembro mas agora é do Detroit Lions.

Vamo vê se "bater penalti" sozinho ou com amigo é a mesma coisa que "bater penalti" com 10 caras de 150 quilos querendo te esmagar e 80 mil pessoas assistindo...sem falar no uniforme pesado.

Falando nisso será que no futebol não existiria um lugar para um Super Especialista em conrança de falta. Alguem que não sabe fazer nada alem disso? Um cara que acerta 99% dos chutes exatamente onde quer? Deve ter gente assim. Ai tu bota ele no banco e espera uma situação de fim de jogo onde uma falta é cavada e ele entra pra bater. Why not?

PS: Enquanto isso amanhã o Inter pega um time de nome mais ou menos conhecido! O Juventude. Mas um time de quarta categoria. Vem Maio!






quinta-feira, abril 11, 2013

PLÁGIO AINDA


Meu post falando sobre a última reunião do Conselho Deliberativo foi certamente o que mais repercutiu "fora do BV". Matérias em jornais e sites esportivos deram grande repercussão as coisas que falei, principalmente a questão do plágio. 

Sou Conselheiro do INTER é meu papel fiscalizar a gestão e foi isso que fiz. Os dados do processo são públicos, qualquer cidadão pode fazer como eu e ir ao foro central olhar o processo e copiar todo ou parte dele. Fiz isso e cobrei providências no Conselho Deliberativo e falei sobre um processo que é público.

Tanto aqui no BV como no twitter uma galera me pediu que explicasse melhor a questão do plágio. Esse é um caso tão surreal com questões surpreendentemente amadoras e que causou um prejuízo milionário ao nosso INTER que é até  difícil de acreditar que aconteceu. Vou tentar fazer um resumo:

Em 2006 o INTER, através do Departamento de Marketing,  iniciou tratativas com uma empresa chamada Midia Light para a confecção de placas de publicidade no entorno do BEIRA-RIO. Nesse projeto a empresa esperava ganhar R$ 25.000,00 mensais. Após sete meses de negociação (já no ano de 2007) o projeto foi aprovado, segundo o então Vice-Presidente de Marketing Jorge Avancini e alguns dias depois o nosso Marketing encerrou as negociações alegando que iria realizar o projeto com recursos próprios, cancelando as negociações com a empresa.

Essa sequência de fatos foi descrita da seguinte forma pelo juiz de primeiro grau (fl. 4 da sentença que você pode ler AQUI):

"...que o próprio responsável pelo marketing do clube, Jorge A. Avancini, levou a proposta para análise do Comitê de Marketing (fl. 25), tendo sido aprovado o projeto dos demandantes (fl. 27). Em uma das correspondências eletrônicas, Jorge Avancini deixa bem claro que “o conceito está aprovado” (fl. 27), e que seria necessária apenas a realização de uma reunião para que fossem acertados alguns detalhes e os valores do contrato..."

Mais adiante trata do final das negociações

"... No entanto, após mais de sete meses de negociações, em 19/06/2007 o Gerente Mercadológico do réu, Juan Pablo D. Boeira, encaminhou um e-mail curto e simples (ou 'curto e grosso', num linguajar popular) ao autor ANDRÉ BALLE ALMEIDA, afirmando que o requerido não tinha mais interesse no contrato, uma vez que “desenvolveria o projeto com recursos próprios”."

Alguns meses depois o projeto foi executado por outra empresa, chamada BOX SERVICE, ao ver seu projeto executado em nosso estádio a Midia Light ingressou com processo de plágio, requerendo receber os valores que esperava ganhar mais dano moral.

Em nossa contestação, o escritório contratado alegou que o projeto não era da Midia Light, que em verdade o projeto executado no INTER foi realizado pela empresa BOX SERVICE (itens 19 a 23 da contestação e chegou a juntar uma cópia deste projeto (doc. 3 da contestação). O item 21 da contestação diz o seguinte: 

"21. O Projeto executado, que foi previamente aprovado pelo Departamento de Marketing do Clube réu, foi aquele apresentado pela empresa contratualmente responsável à instalação dos totens e pórtico,  SJM Indústria Gráfica Ltda., cujo nome fantasia é Box Service (Cópia do cartão CNPJ em doc. nº 02), o qual ora anexa em doc. nº. 03"  (Para ler a íntegra da Contestação AQUI e ver o o Projeto da Box (doc 3) clique AQUI.

Esse projeto que o Marketing alegava ser da Box Service e a Mídia Light alega que é seu, é o centro deste processo, é o objeto do plágio.  Após pareceres técnicos, analisada as trocas de e-mail,  e comparados os projetos sob a perspectiva leiga dos magistrado, tanto o Juiz de Primeiro Grau, quanto os Desembargadores  do Tribunal de Justiça concluíram que o projeto apresentado pela Box Service nada mais era do que uma cópia do projeto da Midia Light. Após o trânsito em julgado do processo, não há mais dúvida de que o projeto foi plagiado, e ai vem a pior parte, os pagamento da condenação.

Por conta deste plágio nosso COLORADO restou condenado em primeira (3ª Vara Civel do Foro Central) e segunda instância (10ª Camara Cível AQUI)  e vendo que seria inútil continuar recorrendo,  resolvemos fazer uma transação, para pagar de maneira parcelada essa dívida. O valor da transação é de R$ 1.935.503,61 (se quiser ler cópia da transação CLIQUE AQUI).

Depois de ler o processo e  tirar cópias, imaginando que essa situação seria apontada pelo Conselho Fiscal, na hora de analisar o Balanço de 2012 (até mesmo por causa dos valores), em uma das minhas primeiras ações como Conselheiro, questionei a direção duas coisas:

1 - Que providências estavam sendo tomadas para que o nosso INTER fosse ressarcido desse prejuízo milionário que não causou? 

2 - Se o INTER continuava contratando a empresa Box que apresentou o projeto da Midia Light como sendo seu (segundo informação do item 21 de nossa contestação)?

A resposta que recebi foi surpreendente, o INTER continua contratando a Box (pagamos a ela mais de R$ 35 mil em 2012) por entender que "não foi ela a causadora do fato gerador da referida contingência". Já sobre as providências para ressarcir o INTER reina silêncio nas respostas.

Ai que está minha indignação, afinal QUEM É O RESPONSÁVEL PELO FATO GERADOR DA REFERIDA CONTINGÊNCIA???

Que o projeto executado é um plágio que nos custou quase R$ 2 MILHÕES isso não há mais dúvida, duas sentenças e um acordo judicial provam isso. A questão é:  DE QUEM É A RESPONSABILIDADE??? 

Como a Box teve acesso ao projeto da Midia Light?? Ninguém no INTER se deu conta que os projetos eram iguais??? Por qual razão acreditamos que não foi a Box que deu causa, se fomos condenados a pagar por um projeto apresentado por ela (com timbre da empresa e tudo mais) como sendo seu e que na verdade era plagiado??? Quanto rendeu ao INTER essas placas executadas pela Box e Dez Propaganda??? Essa conta vai ficar para o sócio pagar, sem que  haja qualquer apuração de responsabilidades???

Estou disponibilizando todos esses documentos (Sentença AQUI, Contestação AQUI, Fls do processo referidas na sentença AQUI, Transação do pagamento AQUI) , que são públicos, para que cada leitor faça seu próprio juízo do que aconteceu, penso que com os fatos e documentos vai ser mais fácil de entender esse processo, mas uma coisa é certo, essa condenação só aconteceu pela desastrada ação humana de algum(ns) dos envolvidos.

Gostaria que o nosso COLORADO apurasse os fatos, para que coisas assim nunca mais aconteçam e para que essa conta não estoure única e exclusivamente nos sócios, pois é muito dinheiro, um prejuízo deste tamanho não pode ficar por isso mesmo.

São muitas perguntas que estão sem resposta, um prejuízo milionário, e como até agora não tenho notícia de que a Presidência esteja tomando providências para apurar responsabilidade e promover reformas no Marketing protocolarei um pedido de que o Conselho Deliberativo instale uma Comissão Especial, e espero ser apoiado pelos demais Conselheiros, para analisar três questões que envolvem a Vice-Presidência de Marketing:  

1 - Apuração das responsabilidade nesse processo de plágio;

2 - Duplicidade do pagamento de Comissões no Contrato com a Nike

3 - Contrato com a empresa SPR,  que tem mais de 4 anos, ferindo o art. 30, Parágrafo Único de Estatuto.

Peço desculpas pelo post muito longo, mas é um assunto complexo, que demandava muitas explicações, prometo retomar outros assuntos nos próximos posts, falar de futebol  é o que mais gosto. Apenas não poderia ver nosso clube ter um prejuízo deste tamanho e simplesmente deixar passar.

André Flores
@ojogodointer  





quarta-feira, abril 10, 2013

Oito Toques



As vezes é difícil começar alguma coisa. Em outros momentos é difícil terminar. Mas diferente de começar e terminar é ter de continuar um trabalho onde se recebe a obra em andamento, mas com as paredes tortas.

Costumo brincar que refazer (ou revisar e corrigir) alguma coisa dá mais trabalho do que fazer novo três vezes. Nem sempre o trabalho fica pronto e mesmo com todo o sacrifício os defeitos ficam mais destacados do que aquilo que está certo.

O DUNGA, por exemplo. Pegou um grupo cheio de fragilidades, que nos últimos anos vinha apresentando mais conversa e status do que resultado. Daqui dois ou três meses alguns esquecerão que ele pegou a obra em andamento, com as paredes tortas e vão começar a culpá-lo se não tiver vitórias seguidas e um rendimento de alto nível sempre. Rendimento profissional em todos os jogos, com um calendário amador e um respaldo de várzea.

Não adianta brincar de "Somos o Manchester United dos Pampas, com toque de bola do Barcelona e um elenco do Real Madrid". É o mesmo que faz aquele moleque que amarra uma toalha no pescoço e sai gritanto: "sou o super-homem... pampampam pampampampã".

Eu canso cada vez que começa aquela conversa mole que houve-se quando o time perde ou  o desempenho é fraco. É culpa do gramado, é a sorte ou é a fase da lua. Nunca são eles e quase nunca foi um erro. Tudo foi o maldoso acaso e a malvada sorte que não sorriu para o INTER.

Caras, gastamos, segundo estimativas, R$ 8 milhões só na folha de pagamento. Nem um, nem dois... dou-lhe oito motivos para se indignar:

1) O INTER foi o clube que mais obteve receita com venda de jogadores nos últimos 10 anos (no futebol brasileiro) e sempre temos um elenco mediano com apenas meia duzia de bons jogadores;

2) O SC INTERNACIONAL é tido como exemplo de profissionalização. "Profissionalização, onde, cara pálida?". O clube é gerido como um time de várzea;

3) Transparência e informação do que é feito e dos atos de gestão pra quê? Ninguém sabe, ninguém viu: contratos de marketing, contratos de parceria sem licitação e ampla divulgação dos termos e condições;

4) Inexistência de concorrência. Somado ao item três, cheira mal;

5) Nos últimos 10 anos o SC INTERNACIONAL arrecadou quase metade do que vale o Manchester United e o que de fato evoluímos com isso?

6) Sairam correndo atrás da RGT e de outros parceiros que nem as menininhas que correm atrás do Justin Bieber, mesmo tendo condições melhores de negócio sem dar satisfação aos sócios e com o amém dos conselheiros;

7) O clube tem disparado o maior número de sócios do futebol brasileiro. Porém a velocidade que sobe os gastos do clube é uma, já o desempenho e as melhorias são de uma dimensão onde as coisas acontecem muito, mas muito devagar;

8) ACREDITE: o BOOM nas receitas aconteceu após a conquista do primeiro mundial, até então eramos um time financeiramente mediano. Então, não venham com a conversa de que tudo isso nos trouxe títulos internacionais. Não! Tudo isso nos trouxe é aquela sensação de ser enganado.


Oito sugestões:

1) Abertura e divulgação dos dados financeiros e econômicos do clube. O clube é dos sócios e feito para os torcedores. Tudo deve ser público. Não há nada que deva ser escondido do torcedor. tudo deve ser divulgado de forma clara, explícita e com pouco tempo após a efetivação do movimento. O ideal, por exemplo, é divulgar em abril o que houve em março;

2) Lançamento de edital para concorrência sempre que uma ação for implementada.

3) Reestruturação no organograma do clube. Todas as funções devem ser remuneradas e profissionalizadas;

4) Criação de uma empresa para gerir e comercializar a marca INTER e seus produtos e transfira a receita integralmente para o clube cuidar APENAS do futebol. Sem essa de contratos guarda-chuva onde quem menos ganha (se ganha algo) é o clube e, no fim, é quem acaba arcando com o custo se a brincadeira não dá certo;

5) Fortalecer e aproximar relacionamento com os torcedores. Promoções, divulgação de ações pessoais que promovam a marca e a identificação com o clube. Dentre outras milhares de lacunas do modelo atual de relacionamento com o sócio e com os torcedores não sócios. Chega de só lembrar do povo para arrecadar as moedas de seus bolsos;

6) Divulgar a marca INTER de fato a nível mundial. Preencher brechas no mercado brasileiro. Eu rio (pra não chorar) das versões em inglês, espanhol e japonês do site do inter;

7) Separar o que é estratégico, do que é tático daquilo que é operacional nas funções e atribuição de responsabilidades no clube. Da mesma forma, o que são negócios de LONGO PRAZO daqueles que são negócios de CURTO PRAZO;

8) Voltar a ter (e ser) no futebol apenas um clube de futebol.




terça-feira, abril 09, 2013

Cheerleaders



Estamos rapidamente chegando perto da metade do ano...bom ao menos parece assim, estamos o que 30 e poucos % já passados e ainda nada de futebol serio pro Inter esse ano. OK até dá pra considerar a Copa Do Brasil...

A unica coisa que continua passando pela minha cabeça nesses dias é a importância de se classificar pra Libertadores. Foi por causa do fracasso em 2012 que estamos hoje fazendo apenas maratonas de jogos contra times de quinta categoria. É simplesmente, ao menos pra mim, uma tortura! Não aguento mais ver São Luiz, Canoas pela frente. Nunca pensei que teria tantas saudades de Botafogo, Vasco, Galo...

ALerta: Olha minha "Teoria dos 20 anos" (leia na coluna esquerda do BV) mais uma vez se realizando. Cheerleaders no Inter esse ano. Se bem que tá mais pra teoria do 50 anos nesses caso. Mas tá valendo.

Fica ai a foto da mais tradicional organização de cheerleaders no esporte dos EUA...as meninas do Dallas Cowboys. Se querem fazer o negocio direito e não meia boca como já tem sido feito pelo Brasil estudam como o Dallas faz.

PS: Eu particularmente no aspecto esportivo não me interesso muito em cheerleaders em jogos. Mas quanto mais mulher no estádio melhor.  Por sinal, vai um aviso aos comandantes do Beira Rio. Os Americanos tem regras serias por experiência (e problemas) no sentido de não permitir contato entre jogadores e cheerleaders. Aproveitem 50 anos de experiência no assunto do Dallas por exemplo. Não tentam reinventar a roda.  Good luck with that.

As meninas do Inter



PPS: E assim o Brasil continua sua "Americanization". Não estou reclamando...nem fazendo piada, só constatando. Afinal, eu sou a pessoa que vive sugerindo coisas boas daqui nos EUA para o Inter aí no Brasil. Nunca sugeri cheerleaders porque como disse...não vejo muito beneficio nisso. Mas como disse...tá valendo.

PPPS:
Uma coisa que no Brasil que eu saiba ainda não pegou muito é torcida pagar caro por items autografados por jogador e coisas desse tipo....se bem que isso normalmente acontece (pagar $1000 por algum botão raro...ou $10000 por uma cadeira do seculo 19 etc) quando um povo começa a ter dinheiro para gastar em coisas desse tipo. Ao pouco o Brasil começa a chegar nisso tambem. Coincidentemente ando vendendo uns carrinhos de infancia Matchbox que tenho há decadas. Estou vendendo pois ja foram ao Brasil comigo e voltaram já mudaram de casa varias vezes e continuam guardados numa caixa. Chega né. Estou fazendo uma limpa aqui. Tenho cerca de 70+ carrinhos em otimas condições incluindo um BatCarro e BatBarco que provavelmente levarei cerca de $200 US. O resto provavelmente de $10-$30 cada. Pretendo re-investir a grana num Gibson Les Paul. Não quero queimar a grana em coisa que desaparecerá. Quero algo que vou usar e vai manter seu valor.

Falando nisso...se eu fosse vender meu Jornal do Japão que Gabiru autografou bebadaço horas depois do gol em yokohama, quanto você pagaria? Taí o momento do autografo....filmado pelos colorados da Australia...e vê se alguem entende as ultimas palavras do Gabiru no video!




segunda-feira, abril 08, 2013

VLOG #3




Essa é mais uma edição do VLOG fazendo uma retrospectiva da semana, a falta que faz ter um xerifão no time do INTER e outros assuntos, confira ai e deixa teu comentário.


André Flores
@ojogodointer





domingo, abril 07, 2013

Veranopolis x INTER

Partida valida pelo Gaúchão 2013, segunda fase.  Mais uma partida em preparação ao Brasileirão.

O que vocês estão achando que está faltando para o Inter especialmente para o Brasileirão? PS: Não estarei em casa hoje então não vou poder assistir ao vivo. Um dos outros colunistas pode abrir um Post Post-Jogo se quiserem.





sábado, abril 06, 2013

Basta parecer

Não, não basta. Mas esse é o sonho de muita gente: sair bem na foto, posar de gente fina, apesar de estar podre na vida real. Nosso mundo é cada vez mais o mundo da ilusão, do "imagem é tudo", o real não é nada. Nunca se gastou tanto em marquetim, como agora. Todo banco é socialmente engajado e preocupado com sua alegria e bem-estar. Todo supermercado tem os preços mais baixos. Usar algo que um famoso usa, o fará como ele.

Ãhã. Eu conheço um ditado que diz "não basta ser honesto, tem que parecer também". Hoje, poderíamos dizer que vivemos tempos em que "não precisa ser honesto, basta parecer".


Comecei o texto dizendo isso para ressaltar meu apoio e incentivo ao trabalho que o André vem fazendo aqui no blog, ao nos inteirar sobre discussões no CD e sobre problemas do clube. Sim, eu quero saber do que se passa no clube e como estão se comportando os diferentes grupos frente aos problemas. Não quero que meu clube pose de bonzinho e organizado pra galera, sendo podre por dentro, arcaico e amador. E, sinceramente, é isso que o Inter tem feito. Adora promover slogans como o de "clube mais organizado", que "promove a profissionalização" e quetais, mas a verdade é que se em algum momento demos um passo à frente nestes quesitos, já demos tantos para trás depois que estamos no prejuízo.

Hoje, vejo uma reportagem no UOL tratando dessa questão do processo de plágio. É muito provável que seja um dos desdobramentos do texto do André Flores, escrito essa semana. Certamente, vão aparecer inúmeros "torcedores" e possivelmente conselheiros e dirigentes, indignados e cobrando que certos assuntos sejam tratados apenas internamente, que divulgar tais problemas é prejudicial ao clube. "Indignados"... não me façam rir. Se estivessem mesmo, não permitiriam um MAU CARATISMO desse porte ser praticado pelo clube e, muito pior, sem que os responsáveis fossem punidos.

Não quero imagem de clube bom, quero um clube bom. Não quero imagem de clube do povo, quero um clube do povo ou que pelo menos parem de falar isso, já que não é mais, há muito tempo.

Estou decepcionado com o Convergência, por ver que também não fizeram questão de ir a fundo nesses problemas. Pra quem até já pediu votos para eles aqui no blog, fiquei constrangido, foi um duro golpe. Por outro lado, há os independentes, e o André Flores está de parabéns pelo entusiasmo e seriedade com que iniciou sua atuação como conselheiro. Ah, se todos tivessem esse compromisso com o clube!

Portanto, André, por tudo isso, novamente parabéns, cara. Imagino que não será fácil para você fazer esse trabalho de informação dos torcedores, o que fez com muito equilíbrio, diga-se, sem agressões a ninguém, sem politicagem, sem molecagem. Você apenas ressaltou problemas graves e nos deixou ver a forma irresponsável como são tratados pelo clube, infelizmente. Mas saiba que tem o meu apoio incondicional como sócio e torcedor.

---

No mais, vitória importante na CdB, nesta quarta, mas as últimas atuações tem sido preocupantes nos últimos jogos. Ainda mantemos um ótimo preparo, mas o time tem me parecido mais lento e a marcação no meio-campo está muito, mas muito frouxa. Normalmente, sou paciente com jogadores novos e aguardo. Mas Aírton teve 4 jogos em sequência e em todos a marcação do meio foi muito mole. Pode ser falta de entrosamento ou que as características dele não batam com as do Josimar. Não sei, mas sei que não está bom.

Dátolo também está muito, mas muito fraco. Não marca, não ganha dividida, não chuta forte, nada. Falta de ritmo? Não sei se justifica, mas como ele já mostrou um futebol melhor, vou tentar manter a confiança. Quanto ao Dale, lances como os de quarta me fazem pensar que estou no meio de idiotas (nesse mundo) ou que eu estou meio maluco. Sim, ele não tem que ter sangue de barata, pra ficar apanhando e não fazer nada. Mas, caramba, você tem volante e zagueiro pra quê?!!!! Coloca os caras pra pegar os imbecis que estiverem batendo nos nossos melhores jogadores e botar ordem na casa. Mas não, é jogo atrás de jogo com o Dale abandonado pelos demais jogadores, apanhando sozinho. Ninguém chega pra dar uma peitada pra valer nos caras que batem nele. É muita imbecilidade, não acham? Enfim, espero que Dunga consiga detectar o que não vai bem no time nesses últimos jogos.




sexta-feira, abril 05, 2013

Campeão Do Mundo

ATUALIZAÇÃO (06/09/2013)
Até o Inter entrar na Zona da Libertadores nesse Brasileirão 2013 (estamos em sexto hoje) o segundo e terceiro poster estará descontado em 50%. Aproveite!
______________________________

Como vocês devem saber eu estive no Japão em 2006 para ver o Inter no Mundial. Minha esposa a Corinne foi comigo. Levamos uma camera Profissional e tambem uma pequena filmadora ainda na infância das filmadoras HD. Meu objetivo era documentar o que eu esperava ser a conquista do Mundial. Olhando pra trás hoje eu fico pensando "Que loucura ir até o Japão pra ver um jogo que 99% das pessoas já davam como certo a vitória do Barcelona".
Mas quem assistiu o documentario que eu faria depois o Soy Loco Por Ti Mundo (ou quem lia o BV na epoca), sabe que eu estava cada dia mais confiante. Já no estádio em Yokohama eu tinha certeza que iamos vencer. Talvez fosse pura esperança, disfarçado de confiança. 

Mas esse sentimento foi confirmado aos 36 do segundo tempo quando Adriano Gabiru recem colocado em campo no lugar do lesionado Fernandão fez o gol do titulo Mundial. Um momento inesquecível.

Enquanto eu filmava lances da final contra o Barcelona a Corinne estava encarregada de tirar fotos. Enquanto a bola rolava ela tirou poquíssimas fotos mas por alguma razão nesse lance ela sentiu que uma foto tinha que ser feita. Não parecia ser um ataque comum. Ela tirou apenas uma foto nesse lance e captou perfeitamente da arquibancada o momento exato em que Adriano Gabiru colocou o Inter na frente do Barcelona. Pequenos e importantes detalhes podem ser vistos como os dois tecnicos na linha lateral, uma mão colorada pronta pra comemorar (essa mão é interesante pois traz uma terceira dimensão para a foto), Beletti caído de boca aberta assistindo Gabiru acabar com o jogo e varios outros detalhes. Acredito que seja a unica foto tirada do instante do gol lá da arquibancada e ainda mais com qualidade profissional.

Agora, quem no Brasil quiser um Poster 30x45 deste momento histórico pode comprá-lo no link abaixo. Entrega no Brasil é de 5 dias uteis. Se alguem estiver fora do Brasil e quiser um entra em contato comigo pra vê como pode ser feito.


 
 

Poster 30x45


Rafael Gesswein, postou essa foto do Poster, uma versão diferente que fiz uns anos atras. Valeu Rafael! Diz Rafael:

"Te encontrei em abu Dhabi. Tomamos uma ceva junto no hotel do inter. A corine me deu até um card dessa foto autografada! Naquele dia te perguntei se você tinha essa foto com qualidade de impressão. Alguns meses depois você anunciou a foto a venda no blog. Fui o primeiro a comprar. Desde então ela e marca registrada aqui em casa. Me mudei para sampa e inaugurei o ape colocando ela em cima da churrasqueira!!! Obrigado amigo. Batia foto, inesquecível, alias obrigado Corine!!!!!!!! Todo colorado deveria ter essa foto na churrasqueira...Abraços Rafael Gesswein"

quinta-feira, abril 04, 2013

ANIVERSÁRIO




Hoje o nosso COLORADO está de aniversário completando seus 104 anos de Glóriase Feitos Relevantes. O INTER é parte da minha vida, das minhas memórias de infância, de alguns dos momentos mais marcantes da minha existência.

Torcer para o INTER não tem um motivo, não precisa ter razão, é apenas um sentimento que naturalmente acontece. O que mais me impressiona em tudo isso,  e até hoje não consigo entender, é como torcer para o INTER nos une.

Todo esse tempo me fez colecionar amigos, cujo maior laço de amizade é justamente o COLORADO. Tenho amigos do tempo de colégio que até hoje nos encontramos em jogos, ou para falar do nosso time. A mesma coisa acontece com os amigos do tempo de faculdade, ontem mesmo recebi uma ligação do Sandro Farias (que foi meu colega na PUCRS) para falar do COLORADO. 

Em tempos de internet tenho amigos COLORADOS que só conheço virtualmente, é o caso do Louis, que me oportunizou escrever aqui no BV, outros que conheço só pelo twitter, e esse sentimento, esse coloradismo, é uma forma de vínculo até para quem não se conhece.

Mas o interessante é que tenho diversos amigos que conheci indo aos jogos, ou como digo, são meus amigos do BEIRA-RIO. É o caso da minha amiga Sibele Severo que hoje também está de aniversário. Na foto ali abaixo estamos eu, a Sibele, seu namorado Roberson (também meu amigo de Beira-Rio), meu amigo de infância e colega de colégio David (que neste dia ganhou o apledido de Ivan) e o Lucas "Aurack" outro ganhe amigo que o INTER me proporcionou.  Hoje todos frequentamos a casa um do outro, mas o maior vínculo com certeza ainda é o INTER.

Esta foto foi tirada no dia da caminhada do Centenário COLORADO 04/04/2009, e tenho muitas histórias com todos estes amigos, seja deste dia, ou de viagens para acompanhar jogos, ou de jogos no BEIRA-RIO, todo COLORADO quando se junta tem sempre muita história emocionante para contar e conosco não é diferente.

Isso é o que o INTER representa para mim, um sentimento apaixonantemente intenso, que me faz sorrir, chorar, ficar irritado quando perde e eufórico quando ganha. Gosto de ir ao estádio pois tenho a certeza que meu grito de incentivo ajuda o D´Ale na hora de aplicar o "la boba" ou que cantarmos o jogo inteiro fazia o Abel dar as orientações certas ao Fernandão e ao Alex. 

Até hoje eu tenho certeza que se não tivesse ido, com todo minha família, ver aquele INTER e palmeiras em 99, o Dunga não teria feito aquele gol de cabeça. Ser COLORADO é isso, é acreditar que cada torcedor pode fazer a diferença, seja no estádio, seja ouvindo pelo rádio, seja simplesmente fazendo uma oração antes do Célio Silva bater aquele penalti.

Tudo isso pode parecer loucura, mas tenho certeza que ao ler o parágrafo anterior muitos riram de si, pois se identificam com esses sentimentos, isso é ser COLORADO e isso é o que nos une, por isso tantos amigos do BEIRA-RIO ou amigos por causa do INTER.

A todos os COLORADOS parabéns pelos 104 anos do nosso clube, e para minha amiga Sibele meus parabéns pelos mais de 18 anos (vocês não acharam que eu ia entregar a idade dela?)




André Flores
@ojogodointer





quarta-feira, abril 03, 2013

Rio Branco x INTER

PÓS-JOGO

Classificado. 2 a 0....e sem ter que se preocupar em jogar contra esse timeco novamente. Caio entrou e fez, lembra muito o Giuliano fisicamente...mas é mais rapido. Dale mais uma vez expulso em jogo da Copa do Brasil. Justo ou não parece persegui-lo essas expulsões. Missão cumprida o Inter segue adiante.

Rio Branco 0 x 2 Inter

Caio (Fabricio)
Forlan de penalti

Tenho que atualizar a produção ofensiva dos ultimos 3 jogos.

DURANTE O JOGO

Desobri o seguinte...o que acham disso?

INTERMob : Applicativo do Inter em celulares.
INTERMob : é Powered by QUEENmob
Quem seria dono da empresa QueenMob que trabalha com o Inter?
Para ver a resposta lê isso lá do longinquo 2009.

RESPOSTA: A Filha do Fernando Carvalho.

O que acham disso? Será que foi dificil ganhar esse projeto? Quanto será que a empresa da Filha do FC recebe pra fazer o aplicativo Mobile do Inter? Eu gostaria de saber mais sobre essa relação. Vocês acham legal filhos, filhas, parentes de dirigentes se envolvendo em negocios do clube assim? Nem sei se tem dinheiro envolvido, mas imagino que deve ter pois não sei de empresas que trabalham de graça. Não tô dizendo que é algo illegal, mas é algo que deveria ser de conhecimento publico se algum parente de dirigente é contratado pra fazer projetos para o Inter.

PRÉ-JOGO

Finalmente um jogo que me interessa nesse ano de 2013!

Não é contra um time poderoso mas é um jogo Nacional, longe de casa, fora da rotina e zona de comforto dos jogadores e com uma certa pressão pra produzir. Estamos em Abril, demorou, mas finalmente chegamos a um momento assim.

Mas como no Gaúchão, uma vitória não garante muito no sentido de confirmar que o time tá pronto ou bem, mas uma derrota ou até empate confirma que não estamos. Resta esperar agora e ver o que acontece. No papel deve dar Inter facil...mas futebol não é no papel.

PS: Sabiam que o Inter pagava 80 mil por mês pelo Gil até Dezembro de 2012!? Sim o Gil que não joga no Inter desde 2010 e quando jogou fez nada. Praticamente 3 anos o Inter passou pagando 80 mil por mês pro Gil dar uma de aposentado.  Quase $3 Milhões de Reais! Esse é o preço (hoje até bem mais) que pagamos com esses contratos longos demais. Contrato Apostas...apostas que raramente acabam bem. Quantos outros jogadores ou ex-jogadores será que estamos sustentando até hoje por causa de contratos de 3, 4 anos que gostamos de fazer? Será que se o dinheiro saísse do bolso do dirigente ele apostaria sua grana dessa maneira?




Buffet ou A La Carte?

Hoje o INTER joga pela Copa do Brasil. Esse é o máximo que vou escrever sobre isso, por dois motivos: não dou importância alguma para esse campeonato e, pra mim, não passa de um gauchão em nível nacional.


Se alguém mencionar o grêmio ou qualquer coisa que o valha merece levar um tiro de beretta. Não gosto da Copa do Brasil porque ela se torna igual ao gauchão no momento em que coloca times de grande expressão, como o SC INTERNACIONAL a jogar em campos de várzea sem nem ao menos haver realizado uma qualificação prévia do adversário (apenas os varzeanos que sabem do que se trata o futebol poderiam disputar com times do orçamento do tamanho do INTER). Se bobear o Caipora é escalado hoje e o DUNGA nem vai poder preparar uma marcação especial.

Só no Brasil mesmo. Falando nisso, NÃO PERCAMOS O FOCO: o que importa é ganhar o CAMPEONATO BRASILEIRO, de resto tudo ou é pré-temporada ou campeonato amistoso.

Buffet ou a La Carte? Pode ser o campeonato "massificado" e caça-níquel ou o restaurante mal administrado que vende fast food junto com a mais seleta coleção da gastronomia mundial, no mesmo ambiente e para o mesmo público. Não pode! Isso faz mal para todo mundo: times, torcidas, campeonatos... será que precisa desenhar?

Por fim, sorte aos meninos (e aos velhos também) do time, ao DUNGA, ao time do Acre e Paciência, MUITA PACIÊNCIA para nós. Todo mundo precisa muito de tudo isso hoje.



PÓS-POST:
(19:45)

Não fui bem entendido. Acho que na primeira frase, por conta de não dar bola alguma pra Copa do Brasil, o resto foi entendido como um complemento. O que penso é igual, porém diferente.

Muito lindo mencionar copas inglesas, espanholas e outras europeias pra defender a Copa do Brasil. Só esquecemos de um detalhe: o Brasil é muito maior do que qualquer país europeu. Gastos de transporte e demais custos são muito maiores. Basta Comparar o tamanho (território mesmo) da Espanha, Inglaterra ou qualquer outro país europeu com o Brasil. Sem contar a renda per capta, preço de ingresso e remuneração do campeonato. Nisso fica a pergunta: por exemplo, o Manchester United ia até o sul da Espanha pra enfrentar um time da quinta divisão sem faturar bem pra isso? Ou, ainda, porque a FIFA faz mata-mata com os continentes de menor expressão antes da semi-final no mundial interclubes?

- Segundo informações off a Copa do Brasil pode dar algum lucro apenas a partir das quartas-de-final.

Além disso, tudo demanda recursos (financeiros, humanos, técnicos, etc.). E esses recursos são escassos. Alguém ponderou que o custo da oportunidade de priorizar a Copa do Brasil pode ser um desempenho medíocre no Campeonato Brasileiro? Que priorizar o Gauchão pode significar um desempenho fraco na Libertadores? (uma lesão, um desgaste ou outra coisa de bastidor que ponha tudo a perder). Sem contar que tem-se uma folha de milhões ao mês pra manter em dia, ou seja, temos de faturar bem sempre. Quanto vai render ao INTER essa brincadeira no Norte, descontadas todas as despesas? Se ainda assim, não convenci de que dinheiro em caixa é importante, repita "não podemos pensar só em dinheiro" na próxima janela de transferência e não pudermos trazer aquele jogador que tanto queríamos.

A Copa do Brasil e até mesmo os estaduais poderiam ser campeonatos mais leves e agradáveis de assistir. Porém, como eles estão sendo conduzidos não tem como oferecer entretenimento melhor.

Claro que sempre precisaremos de campeonatos menores. Nem todo ano é a vez do caçador. Da mesma forma que não tenho pena de colocar jogadores de "time grande" a jogar com os de "times pequenos", afinal, lá dentro são todos homens tentando resolver da melhor forma que podem. 

A minha bronca é colocar no mesmo degrau todos os campeonatos. Por fim, quando acabam se sobrepondo quem não tem as suas prioridades, não é mesmo?