quinta-feira, outubro 31, 2013

NÃO VOU

Em 1969 o INTER organizou sua festa e lucrou muito com isso

Eu não irei as festividades de reinauguração do BEIRA-RIO, e explico aqui as razões. A primeira e mais importante é econômica, os ingressos estão muito caros e não acho que esteja valendo a pena gastar essa pequena fortuna, para eu e minha família assistirmos aos eventos.

Alguém poderá olhar esse post e apressadamente dizer que eu sendo Conselheiro e falando isso posso estar desestimulando as pessoas de irem. Então quero deixar claro que essa é minha opinião pessoal nada mais que isso. Mas não vejo problema se os torcedores não forem, até mesmo por que ficou muito claro que o INTER não corre risco financeiro algum, se houver prejuízo ele será da empresa que está organizando o evento.

Isso tudo sem falar que o Presidente Luigi prometeu em reunião do Conselho que em 2014 TODOS OS JOGOS SERIAM REALIZADOS NO BEIRA RIO, ou seja em abril quando será a festa, já teremos tido diversas partidas de gauchão e até decisões de turno realizadas na nossa casa, tirando um pouco do sentido de gastar tanto para ir em um estádio que já estaremos frequentando.

Uma família média de 3 pessoas (um casal com um filho), mesmo que todos sejam sócios. gastará  no mínimo  R$ 1.200,00 para ir aos eventos (festa e jogo). Acredito ser errado cobrar esses valores do sócios que se mantiveram em dia, mesmo em período sem jogos. Mas fiquei ainda mais indignado com a cobrança no amistoso com o Peñarol, e explico

AMISTOSO

Cobrar ingresso dos sócios de carteira vermelha é um erro do ponto de vista do marketing, pois seria um reconhecimento com o sócio que permaneceu pagando, além do que seria um estímulo aos sócios que ficaram inadimplentes colocar em dia suas mensalidades. Não bastasse isso o artigo 7° do estatuto diz o seguinte:

Art. 7°  - Ao sócio, no gozo dos direitos estatutários, é  assegurado:
....
Parágrafo Único: É assegurado a todos os associados, e aos seus dependentes, a freqüência às instalações sociais do Estádio Beira-Rio em jogos ou espetáculos, na forma estabelecida pelo Regulamento do Clube.

Ora o estatuo é muito claro que as regras para acesso ao estádio é o mesmo tanto para amistosos como para os jogos oficiais (e também espetáculos), e a direção não pode cobrar ingressos dos sócios com carteira vermelha. Cobrar além de errado do ponto de vista de marketing é errado sob a ótica do estauto.

Agora vejamos, o sócio que quiser ir ao jogo amistoso com o Penharol gastará no mínimo R$ 150,00. Só para termos uma comparação na final da Libertadores em 2010 o ingresso mais barato (para sócios) foi de R$ 50,00 e acho que nem preciso comentar a diferença da importância de cada jogo nem o quanto nosso time piorou de lá para cá.

Não bastasse tudo isso as finais do Gauchão estão marcadas para os dias 09 e 13 de Abril, ou seja, poucos dias após podemos ter um greNAL, um jogo muito mais importante,mais histórico e com certeza com preços mais realistas. Por essas e muitas outras razões não irei ao jogo amistoso.

FESTA

A festa também não deveria ser cobrada, pelo mesmo fundamento do artigo 7°, além disso está muito caro, só para fazer uma comparação, pouco tempo atrás, Sir Paul MacCartney (integrante da segunda maior banda da história da humanidade) fez um show no BEIRA-RIO cujo ingresso mais barato era R$ 140,00 , já o ingresso mais barato da festa de reinauguração é de R$ 300,00

Na festa as maiores atrações anunciadas até aqui são a organização do cara do Criança Esperança (um show recheado de artistas como, Calypso e NXZERO, cantando em playback) e o iluminador do palco da Madona, há ainda a promessa de 4 a 8 atrações nacionais (nenhuma delas anunciada), todas elas, tenho certeza, menores que Sir Paul McCartney.

Não sei quais serão as atrações nacionais que vão abrilhantar a nossa festa de reinauguração, mas lembro que em 2009 nas comemorações do centenário, houve um mega show com Ivete Sangalo, Fafá de Belém, Monobloco, e Zeca Pagodinho, e o show foi gratuíto para o sócio, mas era outra direção, outra mentalidade, talvez por isso não tenha sido cobrado. Ah e é claro o show era organizado pelo próprio INTER, numa comemoração pela chegada na marca de 100 mil sócios.

Não sei qual foi a inflação do período entre o Show do Paul McCartney e como as principais atrações são nacionais não se poderá dizer que a subida do dólar influiu no aumento dos valores de ingressos. Então comparando as coisas vejo o quanto está caro e por isso não vou.

EVENTO GRATUITO

Mas você pode achar que estou sendo muito crítico, afinal há um evento gratuíto. Esse evento gratuíto será realizado a 3 Km do estádio, talvez a direção entenda que essa seja a distância que devem ficar aqueles sócios e torcedores que não queiram ou não possam pagar os elevados valores dos ingressos.

Um show preparado pelo Maurício de Souza e sua Turma da Mônica (será que ele trará seu personagem do Ronaldinho??) focado para as crianças. Tenho certeza que será muito legal, que as crianças irão adorar, mas não tenho certeza se há essa identificação do Cebolinha,do Cascão e da Magali com nossa torcida, mas por via da dúvidas vou levar meus sobrinhos

CONCLUSÃO

Antes de mais nada quero deixar claro que já pedi explicações sobre o contrato com a empresa que organiza os eventos e sobre a razão destes valores, mas até o momento reina silêncio da direção que nada me respondeu.

Então  resumindo, por achar caro, por achar errado cobrar dos sócios, por achar que esse era o momento de valorizar o sócio que ficou em dia nesse período, por achar que as atrações não são assim tão especiais e principalmente por entender que a cobrança fere o Artigo 7º do Estatuto eu não vou comprar ingressos para a Festa Gigante.

E vocês o que acham desta cobrança?? Acham que os valores estão adequados???


André Flores
@ojogodointer






quarta-feira, outubro 30, 2013

Ponto Final e Ponto Seguinte.. Adelante!

Acho muita mediocridade ficar preocupado com as cornetas do grezembe, porque temos mais o que cuidar, especialmente planejar um 2014 descente. Fazer um ano a altura de nossa história, nossa tradição e, principalmente, nosso orçamento. Devemos tocar flauta como sempre: com classe e fatos, sem perder o foco no que realmente importa.


Nem ela pode me chamar de morango
Se o time bi-rebaixado (e ressuscitado no canetaço em 1992... com 11, ONZE (!) clubes subindo junto) bobear ainda vão curtir um gauchão juntinho da gente com um gosto muito mais amargo. Pausa devida para esse meu ato falho de secar o gremixo, sigamos o assunto...

O Ano de 2013 acabou e de quebra iremos inaugurar o Gigante em 2014 com ano de gauchão.

Não é a vida que queríamos, mas é a que temos no momento. Então, vamos ter de vivê-la da melhor maneira.

Não tem porque ficar se comparando e medindo com qualquer time. É isso que faz com que fiquemos limitados a fronteiras regionais quando poderíamos estar num cenário mais amplo.

Tem de ficar bem claro a diferença entre comparação e ter uma referência. Comparação diminui e apequena porque limita o horizonte ao que o outro fez. Já usar referências nos levam a ir mais adiante porque mostra uma maneira de agir que deu certo, e nisso não há limites para o que será alcançado. Referências são, por exemplo, Manchester United, Bayern München, etc... E o grêmio? Uma piada.

Já falei que: a) não considero o grêmio rival - esportivamente sem comentários, eles não tem NADA além da licença poética de seus devaneios ou lembranças do passado pra nos atacar e na surdina os dois trabalham juntos quando se trata de arrecadar dinheiro. O Grêmio e os gremistas de maneira geral (especialmente manipulados pela mídia sensacionalista) agem como a raposa que desdenha as uvas, mas na verdade as querem. (Ser campeão da segunda divisão do campeonato brasileiro é melhor que ser campeão da Libertadores? Só no mundinho paralelo de algum time B).


MEDIOCRIDADE!
Comprovada a cada vez que se usa a expressão "do sul",
porque ser o maior do nosso chão é básico. A meta é ser muito maior.
Economicamente e politicamente o sul só vai voltar a ser grande quando deixarmos de nos preocupar com isso por bairrismo e trabalharmos PRA ISSO. A grandeza e o respeito são comprovados por feitos relevantes, levando nosso nome a plagas distantes. Grandeza e respeito não são ganhos no grito. Coincidência isso estar no hino do SC INTERNACIONAL? Claro que não, pois essa é a mentalidade que permeia a mente de grandes colorados. Bem, voltando do ato falho 2...

b) Temos de pensar como time grande, marca mundial. Planejar como Manchester United e não como um time do interior que tem como maior objetivo bater o time da capital. É isso que matou o momento que seria de virada e ficamos marcando passo ano após ano, permitindo que conduzam o INTER de forma medíocre - Isso passa decididamente por tudo, inclusive a maldita festa de inauguração que vai servir apenas pra enriquecer a RBS e parceiros. Grande coisa que os responsáveis tenham trabalhado na RGT. Muito provincianismo e amadorismo de quem se gaba disso e de quem cai nesse conto do vigário.

Pelo amor de DEUS! Estamos em 2013 e a direção do clube ainda pensa como em 1909. Os tempos são outros... a vida é outra, não temos o direito de deixar que os dirigentes e comissão técnica do INTER joguem em 2014 o mesmo bingo abaixo:


Qual será a próxima desculpa usada?
Façam suas apostas... Como prêmio um caminhão de paciência




terça-feira, outubro 29, 2013

Lições

É óbvio que vencer é sempre melhor que perder, e qualquer derrota de nosso time nos deixa de mau humor, ainda mais quando vem em sequência como neste ano. Mas mesmo nos fracassos, há lições a serem aprendidas.

No entanto, a lição que este ano nos traz é recorrente, e é a mesma que recebemos nos anos anteriores, sem jamais ter aprendido os "porquês" e os "comos".

Nada indica que ano que vem será diferente, mas nunca custa torcer. A realidade entanto aponta para mais um ano vindouro a esquecer sob a direção de Luigi.

De qualquer forma, a amostragem recente apenas baliza a tese que, apesar de nossos treinadores terem tido suas deficiências, nunca foram a principal causa da derrocada do futebol colorado.

Muda treinador, preparador, auxiliar, sai e volta nomes renomados e o rendimento não se altera. Nem mais vou entrar no mérito de grupo envelhecido, renovação que não pode mais ser adiada, mudança de política de futebol e as outras ladainhas de sempre, porque, bom, este assunto já foi exaurido.

Clemer, tido como salvador da lavoura, agora já não é mais suficiente. Efetivado após uma vitória contra o Náutico, obviamente não conseguiu manter o embalo e recuperar o time, e mais uma vez o ano acabou precocemente.

Toda essa situação de nosso interino, agora efetivado, apenas ilustra a falta de convicção, e na falta dela, geralmente há ausência de bons resultados e continuidade.

Sei que vai doer em alguns dizer ou constatar isso, mas não são apenas os jogadores, mas todo o clube que está na zona de conforto.

O Inter teve a faca e o queijo na mão para se manter no topo por pelo menos mais alguns anos. Entretanto, o que se vê de 2010 para cá é um clube cada vez menos protagonista, cada vez mais resignado e a passos largos para um cenário não tão distante onde contentava-se apenas com figuração.

É óbvio que o clube iria e irá passar por entressafras de títulos, mas o que se vê (e indigna) é a aceitação como cada vez pode-se menos e não se consegue mudar os rumos.

Já falei o que penso sobre o provincianismo que tanto nos prejudica aqui.

A verdade é que a má fase do rival nos últimos anos acabou só aliviando a cobrança por resultados em nosso amado clube.

Em vez de termos como comparação nada menos que a excelência e as equipes de ponta, acabamos nos contentando apenas em sobrepujar o coirmão.

Cada oportunidade e/ou taça perdida era aliviada com um GreNal ganho ou mesmo serenada com a retumbante derrocada do coirmão. O Inter não ganhava, o rival também não, tocava-se flauta em nossos amigos e no ano seguinte esperava-se pelos bons ventos da melhora.

Este ano, infelizmente, tudo pode mudar. A Copa do Brasil está no colo da equipe gremista (muito por nossa incompetência), e a seca de mais uma década sem títulos pode estar com seus dias contados. É sem dúvida uma péssima notícia para nós colorados, e me daria um imenso prazer Atlético-Pr, Flamengo ou Goiás fazerem o crime.

Todavia, talvez esta seja o único fiapo de esperança restante em obter um mínimo de indignação, porque infelizmente, há um nivelamento por baixo e um enorme conformismo com tudo isso.

Se não for assim, ainda há as urnas no final do ano que vêm.

Se bem que algumas lições parecem que sempre serão incompreensíveis.

@Davi_Inter_BV


segunda-feira, outubro 28, 2013

Alguns pensamentos

- com esse papo todo de em 2014 teremos o Beira Rio de volta, fica minha duvida e desconfiança sobre a Fifa. Sabemos que são exigentes e se acham donos dos estadios da copa... Então será que não vai haver uma pressão dela pro Inter jogar o quanto menos possivel nele antes da copa? Especialmente 1 ou 2 meses antes dos jogos quando vao inventar 1001 coisas que vão ter que fazer e preparar no estadio. Eles não vão querer ver o gramado prejudicado por causa de gauchao ou inicio de Brasileirão. Anotem ai e me cobram depois. 

- abelão. Vem ai mais um salvador da patria. Agora vai! NOT! Todo respeito ao abel braga mas ele ja retornouao inter uma vez pos mundial e fracassou. Com esse elenco entao nem se fala. E sera que abelao que ja deve ser amigao da maioria dos veteranos vai chegar e limpar a casa? Sei não. É bem capaz de manadrem embora forlan (e seus 17 gols) e scocco e talvez mais um bode expiratorio e manter os mais mazembicos e medalhoes. Dito isso se nao abelão, quem? E faz diferença se for ele ou mano ou tite ou qualquer outro? Como ja disse no maior problema nao é tecnico. Tem que limpar o plantel. Fazer uma limpa geral e nao so um ou outro que vai levar a culpa..

- immediatamente dispensaveis. Vendiveis. Trocaveis. Aposentaveis. Encostaveis: Kleber, Indio, Muriel, Gabriel, Rafael Moura....esses são Dia 1. Outros que devem ser seriamente analisados e mais pra lá do que pra cá Juan, fabricio, willians, Alex. Talvez tenha esquecido alguem?

- manter. Scocco merece sequencia como titular. Damiao ter que se recuperar e ser vendido depois por vaor alto. Nada de mandar pro Corinthians por migalhas so pra ele fazer um golaço lá e voltar a ser paquerado pela europa. Lembrem, o Nilmar bastou fazer 1 golaço contra o corinthians e virou sensação mundial. Voltou pra europa e selecão e foi pra copa. Não desistem assim tão facil no Damião. Forlan, falem mal dele mas sem jogar longas sequencias mesmo assim fez 17 gols e varias assistencias. 

- meu medo é que tudo será feito ao contrario. Vendem damiao scocco e forlan e mantem o resto. 

- pra não esquecerem: nosso maior culpado de tudo continua sendo o Luigi que ano apos ano, derrot apos derrota não consegiuninverter a situação, inclusive estamos pior que em 2012. 


domingo, outubro 27, 2013

Inter x São Paulo

Mais uma derrota. 

Não pude assistir. Então me contem a historiande mais essa derrota. 

Alguem ainda não se convenceu que
Limpeza geral é necessario e que Luigi é o maior responsavel por tudo isso? 




sábado, outubro 26, 2013

The Beatas 4ever

Um Colorado chapa branca que conheço, que nem vou mencionar o nome pois não interessa para esse post, postou no seu Facebook no dia depois da eliminação do Inter na Copa do Brasil, um grafico mostrando algo sobre rendimentos financeiros do Inter sendo maior que do Grêmio e com o comentário na linha de "Inter ... somos o maior clube do RS".

Não sei exatamente o que ele estava comemorando. Depois de 3 anos de fiascos apos fiascos, escrevi a ele dizendo que é lamentável ver um post desses 1 dia depois de uma eliminação e ainda mais depois do virtual enterro de 2013 e 2014.

Sua resposta antes de apagar seu proprio post (ou me banir de ler) foi "Estarei sempre com o Inter no bem ou no mal". Essencialmente acusando quem critica e não sorri e comemora tudo de não estar "com o Inter sempre". Ele parece não entender que o INTER, clube, escudo, camisa é UMA COISA...quem está lá hoje em campo e na diretoria não são INTER...são empregados, funcionarios, todos ganhando dinheiro por estar lá direta ou indiretamente. Quando a gente critica a situação do Inter, não estamos criticando O INTER, estamos criticando as pessoas que estão lá e que parecem ter prazer em repetir os mesmo erros um ano apos o outro:

 Tecnico novato não deu certo? Então vamos contratar mais um novato. Esse tambem não deu certo? Então vamos contratar um que nunca treinou antes. Esse não deu certo...então vamos tentar outro que nunca treinou um clube. Esse tambem não deu certo, então vamos contratar outro que só treinou crianças. Vamos contratar aquele atacante da Serie B lá do Nordeste...vamos. Não deu certo? Então vamos achar outro com o mesmo perfil. Mas a torcida tá dizendo que não vai dar certo...vamos contratar mesmo assim. Não deu certo de novo? Então vamos achar mais um da serie B lá do Nordeste. Pior das hipoteses depois de 2 meses se não dá certo podemos emprestar ele a um time e pagar metade do seu salario! Poupamos assim metade! Que barbada.

Mas tem gente que parece não entender essa diferença entre INTER e os seres humanos que estão encarregados de cuidar do INTER que é um clube e não pode se auto-governar. Todos nós aqui estamos com o INTER. É nosso dever ficar de olho nas figuras que temporariamente se instalaram no clube. Seja no campo ou escritórios. Ficar comemorando rendimento$ 1 dia apos eliminação é uma piada de mau gosto. Ainda mais quando boa parte desses rendimentos some por exemplo em salários estravagantes de jogadores que não retribuem o que ganham em campo.

Mas se preparem colorados. Teremos um estadio remodelado e isso vai completamente desviar o foco dos nossos problemas serios. Pior ainda muito beata vai elevar Luigi a deus pela reforma , mesmo que a reforma PAROU por 11 meses no comando do Luigi. Se não fosse essa parada poderiamos ter jogado boa parte de 2013 no Beira Rio. Essas mesmas pessoas hoje dizem que o infeliz ano foi devido a falta do Beira Rio...pois bem...então não esquecem que o Beira Rio já estaria aberto se não fosse a parada de 11 meses nas obras.

São 3 anos de Luigi, repetindo os mesmo erros. Resta saber agora se ele vai continuar repetindo os mesmos erros. Até agore ele nenhuma vez seja 2011, 2012 ou 2013 mostrou algum poder de reação ou mudança. Continuou contratando velhos. Renovando com velhos. Instalando tecnicos sem experiência. aumentando salarios astronomicamente (quando luigi virou Presidente o Maior salario era do Dale que se não me engano mal chegava a 200 Mil...hoje qualquer um chega ganhando isso ou mais, por exemplo Rafael Moura 300-400 mil por mes).

Então minha esperança de mudanças é baixa. E sem mudanças drasticas 2014 pode ser um enorme problema. Problema que me dá medo em pensar no que pode acontecer em 2014...nem vou mencionar, vocês sabem do que tô falando.






quinta-feira, outubro 24, 2013

FELIZ 2014




Ainda estamos no mês de outubro e o ano do INTER já acabou, muitos dirão que eu sou beata, que o ano já havia acabado em setembro, na partida de ida contra com atlético-PR. Eu tinha esperança no jogo de ontem a noite, talvez por isso esteja muito decepcionado, mas ontem o ano acabou, mesmo que ainda falte pagar os quase R$ 10 milhões mensais da folha pagamento de novembro, dezembro e 13º (olha o prejuízo dessas eliminações precoces).

Alguém poderá dizer que o problema é a falta do BEIRA-RIO, mas em 2011 e 2012 jogamos no BEIRA-RIO e o resultado não foi muito diferente. Eu não sou capaz de acreditar que a reinauguração do estádio será uma festa tão maravilhosa que vai fazer o Damião voltar a marcar gols, o Gabriel e o ChiKléber jogar com vontade, o Willians acertar passes ou o Muriel se tornar um goleiro confiável,etc...

O INTER tem muito problemas, todos sabemos quais são, vão desde a falta de zagueiro, passam pelo grupo envelhecido, pela pouca qualidade dos laterais, a má fase do atacante, a falta de comando no vestiário, indo até nos erros de reposição do grupo, mas eu acredito que há problemas maiores do que esses mais aparentes.

Há uma falta de indignação no vestiário que chega a ser irritante. Desde a derrota contra o mazembe tenho a impressão que os dirigentes estão mais preocupados em dar uma boa desculpa do que em arrumar uma solução. Esse ano desde janeiro ouço que é um ano difícil por conta da dificuldade de jogar longe do BEIRA-RIO, embora nunca tenha tido tanto dinheiro investido em futebol, e mesmo que o cruzeiro de 2010 tenha sido vice-campeão Brasileiro jogando pelo interior de Minas.

Em 2012 eram as obras que atrapalhavam e em 2011 foi a falta de pré-temporada ocasionada pela classificação para a pre-Libertadores, foram as desculpas do ano inteiro. Ora, um time como o INTER que gasta quase R$ 200 milhões por ano em futebol, que tem o terceiro maior orçamento de futebol de todo o Brazil, não pode se contentar com essas desculpinhas e terminar certames atrás do Goias ou do Vitória-BA. 

O Pior não foi a derrota de ontem, nem as suas circunstâncias com o time se arrastando em campo durante todo o segundo tempo. O pior não foi ver o Rafael Moura entrar como se em algum dia ele fosse solucionar alguma coisa (NUNCA ACONTECEU EM TODO 2013), o pior foi saber que a derrota de ontem não ensinou nada, não vai servir de catalisador para mudança alguma, que o discurso conformista já estava pronto antes mesmo da eliminação.

Hoje o INTER gasta todos os meses mais de R$ 1 milhão para reforçar equipes como Goias, Sport e Portuguesa, hoje o INTER gasta fortunas para repatriar jogadores em declínio competitivo como o Alex, o INTER aposta em jogadores de pouca qualidade como Vitor Jr e Marcos Aurélio (pagando altos salários), e dificulta o surgimento de jogadores da base. O INTER não aprende com seus erros, e isso gera desperdício de dinheiro e perda de campeonatos, só não vê quem não quer enxergar o óbvio. 

Mas o pior de tudo mesmo é que a história nos ensina que há uma gangorra no futebol gaúcho, e saber disso é saber que cada vez que o INTER perde ajudamos nosso rival a se reerguer, colocamos o adversário no caminho das vitórias mas pela nossa incompetência para gerir um grupo dos mais caros do Brasil.

Por fim deixo para vocês uma reflexão, que talvez possa nos ajudar a entender onde realmente está o problema: O que as companhas ruins de Celso Roth, Falcão, Siegmann Loss, Dorival Jr, Anárpio, Fernandão, Dr. Luis Cesar, Marcelo Medeiros, Dunga e Clemer,  tem em comum?? Quando o INTER voltou a ter essa cara de Anos 90???

André Flores
@ojogodointer

Ps.: Hoje eu ia falar sobre os preços da festa de reinauguração do BEIRA-RIO, mas fica para o próximo post.





quarta-feira, outubro 23, 2013

VERGONHOSO

Que vergonha esse time de merda. Nunca vi um time tão desanimado em campo durante uma decisão mata mata. Mal tentaram ganhar.

DESISTO. Não assisto mais Inter esse ano e nem em Gauchinho de merda que nao passa de campeonato de quarta divisão. Sou capaz de largar até sair Luigi e metade desse time de merda. O que assistimos hoje foi uma vergonha. E o CLEMER já perdendo credibilidade em escalar Rafael Moura que entrou e perdeu um gol feito. Alguem me explica como deixam esse He Merda vestir a camisa do Inter?

TENHO VERGONHA DO INTER DESDE O FIM DE 2010.

Enfia festa do novo Beira Rio lá onde o sol não brilha.  Isso vai pra todos os beatas chapa brancas que andam por ai que acham que tá tudo bem, que me chamam de corneteiro (sou realista), que acham que basta trocar de tecnico e que acha que estadio remodelado fará do Luigi lenda vivo. Vai tambem pra RBoSta que teve que comprar essa festa de merda com esquema armado via Roque-en-rou de Bombachas. VTNC todos dessa mafia e os babacas que suportam eles todos.

Acabou 2013...e 2014 vem ai Gaúchão. Não foi por falta de aviso.

PS: E ainda como insulto final Gremio esta lá na semi e Alexandre Pato cobra um penalti como um imbecil viado FDP. Volta pra Italia Pato, vai ser socialite que tu ganha mais...imbecil. Pato confirma o que sempre pensei, que ele é um pouco retardado mental.Mas isso é só um PS...pois nosso problema é o Inter/Luigi/RicosVelhosAcomodados e não Grêmio ou Pato. Só esses Mazembicos pra nos tirar o gosto de uma Final Mundial Inter x Inter e um GreNal numa semi de Copa do Brasil.


PPS: Desculpe o vocabulario mais vulgar do BV ultimamente...mas faltam poucas outras palavras que eu posso usar pra descrever o que sinto em relação aos ultimos 3 anos do Inter.




INTER x Atletico-PR

TUDO EM JOGO

Pré-Jogo

O Ano de 2013 e de 2014 entram em campo hoje no Parana. Tem muito em jogo hoje. Uma vitória ou empate com muitos gols nos classifica e nos leva a um passo de uma final Nacional. Possivelmente com um classico GreNal na Semi da Copa do Brasil. Seria o novo GreNal do Seculo ou algo parecido. Assim tambem segueria o sonho de disputar a Libertadores em 2014.

Já uma desclassificação seria um desastre sem tamanho. Significaria que não teremos titulo de expressão em 2013 assim como em 2012. E tambem significaria a quase certa eliminação da Libertadores em 2014 já que no Brasileirão tá quase impossivel.

O histórico recente do Inter infelizmente não promete. Nós torcedores podemos torcer mas os atletas que vestem a camisa do Inter em conjunto não tem dado a nós a minima esperança de um time vencedor, muito pelo contrário.

Mas se há dia para esse grupo se superar, esse dia seria hoje. Hoje é o dia pra esse grupo virar a pagina...se é que isso é possivel com esse grupo. Já demos inumeras chances para eles provarem seu valor pra nós...pra se regimir pelo passado recente e quase sempre nos falharam. Hoje eles tem mais uma chance. Uma última chance.

.



Classmate & Classroom

É meu irmão, Tá fácil não...


Matemática, Português e Literatura

Toda vez que eu tenho de usar a calculadora ou a partícula SE com o INTER bate o desânimo. Puta que Pariu! Fazer contas pra rebaixamento, G4 e o que quer que seja ou ficar traçando cenários "se ganharmos" ou "se perdermos" não é digno de nosso tempo. Gostaria de deixar a máquina para finanças ou engenharia e o pronome para o Rudyard Kipling (SE você não sabe de quem ou o que estou falando clique aqui - Prêmio Nobel de Literatura).


Geografia, Biologia e História

Hoje contra o Atlético Paranaense o INTER vai jogar o ano, não só de 2013, onde a COBRA é nossa última chance de título, como também o de 2014, por definir nossa agenda colorada do ano que vem.

Assim, ou teremos a América pra conquistar ou o brasil pra nos conformar. Sem meio termo. Roubei o termo COBRA pra definir a Copa do Brasil de alguém nos comentários, por favor o inventor se manifeste ;-). Já pra mim a Copa do Brasil é uma desgraça, pois, explico: para meu doce desgosto, eu odeio a Copa do Brasil, MAS... ser campeão é SER Campeão, isso não se discute. 

Não quero que ninguém comece um jihad comigo por conta da COBRA. Nada contra a competição esportiva, mas é que a COBRA é peçonhenta porque serve de moeda de troca pra CBF e para manter os regionais varzeanos que temos... outro dia conto melhor essa história.


Educação Artística

Pra terminar a aula de hoje...

ISSO QUE SERIA SHOW DE INAUGURAÇÃO!!!! Não uma comédia pastelão mal formatada, arranjada e com artistas desgastados de segunda linha (Maria Paula e Cia...). Até seria um teste a ser implementado pelo departamento de futebol do INTER: jogador não poderia ser contratado se tivesse alguma referência da Maria Paula gostosa antes de virar MILF (temos uma lista auxiliar ao departamento de futebol aqui e aqui)





terça-feira, outubro 22, 2013

All-in

Um dos clubes do G4 ganha a Copa do Brasil e a Sulamericana não é ganha por um dos brasileiros (basicamente São Paulo).

Nesta situação, abre-se vaga para a competição continental para o 5º colocado do Brasileirão, atualmente o Goiás. Hoje estamos distantes 4 pontos, que deveriam ser recuperados em 8 rodadas.

Caso a condição acima não ocorra, a distância para o 4º colocado hoje é de 8 pontos, ou exemplificando, é necessário tirar 1 ponto por rodada, o que na prática significa um aproveitamento próximo a 90% nas rodadas faltantes.

Basicamente, vaga na Libertadores, pelo campeonato de pontos corridos só com reza braba, mandinga e macumba. E muita, muita sorte.

Resta a Copa do Brasil. 

Se os deuses do futebol ignorarem fatores como estabilidade, velocidade, conjunto e momento técnico, e acabarem privilegiando peso de camisa e qualidade individual, talvez seja possível acreditar na classificação à semifinal da Copa.

De qualquer forma, não é exagero dizer que o Inter joga suas últimas fichas em aspirar um título neste ano.



Colocando de maneira simples, o Inter decide quarta se o pulso ainda pulsa, ou se vamos encerrar o exercício corrente fazendo figuração no restante da temporada.

Um êxito quarta-feira passa obrigatoriamente por não tomar gols bobos, fundamentalmente no começo do primeiro ou segundo tempo.

E passa, obviamente, em marcar ao menos um gol, haja visto que o 0 a 0 favorece a equipe paranaense.

A escalação do Grenal me parece a mais apropriada de momento. Como alternativas para o 2º tempo temos Scocco, Caio e Forlán.

Em momentos de desespero, uma outra alternativa é o ingresso de Alex para a 2ª posição do meio, de forma a começar e qualificar a articulação, isso considerando estarmos em desvantagem e contra um adversário que não vai se expor desnecessariamente.

É necessário atenção redobrada ao ótimo atacante Marcelo, atacante forte, veloz e de grande qualidade técnica.

E obviamente, não fazer faltas desnecessárias próximas a área, já que nosso goleiro Muriel recorrentemente sofre da síndrome de braço curto mau posicionamento.

De qualquer forma, é difícil ficar otimista, ou ao menos criar muitas expectativas, até mesmo como uma forma de autopreservação, pois o time vem decepcionando constantemente este ano.

Agora é torcer para um jogo de exceção e de atenção redobrada, e caso os bons ventos não soprem, fazer a nossa parte no brasileiro somando o maior nº de pontos possível, esperando por um milagre e a vaga cair no nosso colo.

Independente disso tudo, é acelerar o planejamento e a reformulação para 2014, que não pode mais ser adiada. 

@Davi_Inter_BV




segunda-feira, outubro 21, 2013

Ela Veio da Zona

Há poucos dias o São Paulo vivia na zona do Rebaixamento. Estava 10 pontos atras do Inter. 10 pontos que parece pouco, mas que nesse campeonato pode significar a diferença entre o inferno e conforto de acomodado (titulo não). Agora o São Paulo está apenas 2 pontos do Inter, encostou. E se ganhar do Inter na proxima rodada passa o Inter na tabela. Se o Inter tivesse o mesmo poder de reação estaríamos na Libertadores.

Isso mostra a diferença em fazer nada pra melhorar e fazer algo. Enquanto SP contratou Muricy um dos poucos tecnicos competentes do Brasil o que que o Inter fez para solucionar seus problemas? Inventou mais um tecnico. Como se apostar em tecnico novo ou com pouca experiência em clubes não bastasse com Fernandão, Dunga e Falcão...a direção decidiu apostar o resto do ano no Clemer. Nada contra Clemer e tudo contra os outros tecnicos rodados que ja passaram pelo Beira Rio 3 vezes cada...mas fica evidente que o problema nunca foi o tecnico. Talvez no São Paulo fosse...mas no Inter não é. O cumulo dos absurdos e melhor exemplo de loucuras da diretoria foi sem duvida a invenção de Fernandão como tecnico. Sem 1 minuto de experiência no cargo. Tu iria num dentista que nunca trabalhou como dentista? Contrataria um arquiteto que nunca desenhou uma casa? Pegaria um Taxi com um motorista que nunca dirigiu um carro?

Vamos torcer que o Sào Paulo fique atras da gente na tabela porque é muito vexame ver um quase rebaixado passar voando pela gente na tabela.





sábado, outubro 19, 2013

INTER x Grêmio



Este foi o gol do primeiro GreNal que assisti em pessoa em Outubro de 79. Estava ali na inferior do lado onde a falta foi cobrada. Era GreNal 200 e tantos. Foi na conquista do Tri Invicto do Brasileirão, incrivelmente nunca mais levamos esse titulo (oficialmente né sem ser roubado). Eu recem tinha chegado no Brasil em Setembro do mesmo ano. Não sabia nada sobre o Inter, nada, mas naquele mês até esse GreNal eu já estava viciado no Inter, sabia tudo. Aprendi rapido. Nessa partida até falei as pessoas que me levaram que iriamos ganhar aos 43 do segundo tempo. Dito e feito...o gol foi aos 43 do 2 tempo. E que gol. Falcão e jair correm pra bola, Falcão toca pro lado e Jair mete o pé...Manga, no Grêmio não tinha como pegar. 1 a 0 placar final.

Legal no video tambem é se tu olhar bem no finzinho, nos ultimos segundos quando os jogadores estão pequenos na tela...da pra identificar Falcão dando aquele soco no ar tradicional dele 2 vezes...e tambem ao seu lado Jair que tava uns meio-saltos enquanto comemorava, uma especial dos dois primeiros pulos de um salto triplo. E eu bem menor na tela ainda em agum lugar na inferior a direita. Grandes tempos!

Já com o time atual é impossivel adivinhar resultado. Estam os chegando perto do greNal #400...faltam só o de hoje e mais um e estaremos no 400.  Mas por enquanto é 398. Se o Inter acordar #400 PODE ser na segunda partida da Semi da Copa do Brasil...mas teremos que bater o Atletico PR primeiro.

Quanto a 398, é o mesmo de sempre em todas as partidas do Brasileirão; Cada partida é uma final. Precisamos somar pontos. Não tenho confiança no time. Não acredito que derepente vão começar a jogar muita bola. Minha esperança é que o fator de ser GreNal façam eles ficarem mais ligados. Mas não espero muito desse time, mas torço para o melhor. Perder o GreNal seria mais um tapa na cara do torcedor.

Comentem.

PS: Enquanto isso está programado mais 8 eventos em comemoração ao novo beira rio ou algo parecido nos proximos meses. Luigi está sendo campeão de Festas comemorativas...Quero é evento de comemoração de titulo.





sexta-feira, outubro 18, 2013

Biografias não autorizadas

Esse é um assunto que vira e mexe eu tenho tocado nesses anos de BV. Ontem por acaso dei uma olhada nas noticias de O Globo e vi que o assunto está em debate no Brasil. Que bom.

Eu mencionei isso uns tempos atras não sei se nos textos principais ou se em comentarios, mas sempre achei um absurdo censurarem livros no Brasil no ponto de não permitirem ser vendidos se não for autorizado. Isso só ajuda os corruptos que não tem que se preocupar com algum autor contando todas suas trapassas.  Outra loucura é ter que pagar o biografado ou sua familia por contar sua historia (sem autorização). Foi assim com Garrincha. Um autor escreveu o livro a Estrela Solitária e foi processado por alguns familiares do já morta a 30 anos Garrincha. Teve que pagar pro livro voltar as lojas. Como disse o autor, porque familiares tem copyright sobre a história de uma pessoa contada por outra pessoa em formato de livro. Será que parentescos do Hitler deveriam receber grana por cada um dos livros escritos sobre ele? O copyright é do autor do Livro. É bem diferente do que pegar uma musica de um cantor e regrava-la sem autorização. Isso aqui nos EUA não existe. Se eu escrever amanha um livro sobre seja lá quem for eu não devo a ele e muito menos sua familia um centavo. Mas o pior é o livro nem poder ser publicado...isso é censura total. Se o sujeito do livro discordar com a matéria ele pode processar o autor...simples. Tanto que aqui nos States deve sair 100 biografias não autorizadas e raramente leio algo sobre um processo depois por calunia. Isso porque a maioria (nem todas mas a maioria) das Biografias não autorizadas enquanto contam sujeiras do sujeito...as sujeiras não são mentiras. Alem disso o proprio povo tem que saber filtrar o que lê e entender que nem tudo que se lê é verdade. Mas proibir que seja escrito um livro sobre uma figura publica? As bibliotecas pelo mundo estariam vazias!

Por isso hoje temos poucos livros sobre nossas estrelas de futebol, especificamente do Inter. Quantas Biografias não autorizadas sobre o Falcão existem no Brasil? ZERO. Batista? ZERO. Valdomiro? ZERO. Rubens Minelli? Acho que ZERO. Enio Andrade? ZERO.

Olha se Gabiru fosse atleta Americano, pode ter certeza já teriam uma biografia oficial dele e mais umas 3 não autorizadas...E olha as autorizadas tem muito valor. Biografia Autorizada só conta um lado da história. Ultimamente até que alguns artistas abriram bem o jogo como a auto-biografia do Clapton assim como a auto-biografia do Lobão. Mas mesmo assim são apenas 1 ponto de vista. Outros são necessarios pra ver a história completa.

Agora, para meu choque um grupo no Brasil chamado "Procure Saber" da qual fazem parte Caetano, Gil, Buarque, Roberto Carlos entre outros apoiam a lei que exige autorização e pagamento das biografias não autorizadas. Caetano e Gil...que conhecem bem a censura...que tiveram que sair do Brasil por causa disso que hoje velhos e ricos querem censurar Autores de seu direito de se expressar em forma de livro sobre qualquer assunto que quiera.

Um amigo e editor Americano do Ceatano escreveu uma otima carta aberta ao Caetano pedindo pra ele mudar de ideia no assunto. A carta é tão boa que vou publicar na integra abaixo.

Por sinal...essa história toda não deixa de caber direitinho na minha teoria dos 20 anos..se bem que ta mais pra 60 anos.

Leia a carta ao Caetano do Benjamin Moser:

Caro Caetano,
Nos EUA, quando eu era menino, havia uma campanha para prevenir acidentes na estrada. O slogan rezava: "Amigos não deixam amigos bêbados dirigir". Lembrei disso ao ler suas declarações e as de Paula Lavigne sobre biografias no Brasil. Fiquei tão chocado que me sinto obrigado a lhe dizer: amigo, pelo amor de Deus, não dirija.
Nós nos conhecemos há muitos anos, desde que ajudei a editar seu "Verdade Tropical" nos EUA. Depois, você foi maravilhoso quando lancei no Brasil a minha biografia de Clarice Lispector, escrevendo artigos e ajudando com o alcance que só você possui. Admiro você, de todo o meu coração.
E é como amigo e também biógrafo que te escrevo hoje. Sei que você sabe da importância de biografias para a divulgação de obras e a preservação da memória; e sei que você sabe quão onerosos são os obstáculos à difusão da cultura brasileira dentro do próprio Brasil, sem falar do exterior.
Fico constrangido em dizer que achei as declarações suas e da Paula, exigindo censura prévia de biografias, escandalosas, indignas de uma pessoa que tanto tem dado para a cultura do Brasil. Para o bem dessa mesma cultura, preciso dizer por quê.
Primeiro, achei esquisitíssimo músicos dizerem que biógrafos querem ficar com "fortunas". Caetano, como dizem no Brasil: fala sério. Ofereço o meu exemplo. A biografia de Clarice ficou nas listas de mais vendidos em todo o Brasil.
Mas, para chegar lá, o que foi preciso? Andei por cinco anos pela Ucrânia, pela Europa, pelos EUA, pesquisando nos arquivos e fazendo 257 entrevistas. Comprei centenas de livros. Visitei o Brasil 12 vezes.
Fiquei contente com as vendas, mas você acha que fiquei rico, depois de cinco anos de tais despesas? Faça o cálculo. A única coisa que ganhei foi a satisfação de ver o meu trabalho ajudar a pôr Clarice Lispector no lugar que merece.
Tive várias vantagens desde o início. Tive o apoio da família da Clarice. Publico em língua inglesa, em outro país. Tenho a sorte de ter dinheiro próprio. Imagine quantos escritores no Brasil reúnem essas condições: ninguém.
Mas a minha maior vantagem foi simplesmente ignorância.
Não fazia ideia das condições em que trabalham escritores e jornalistas brasileiros. Não sabia quanto não se pode dizer, num clima de medo que lembra a época de Machado de Assis, em que nada podia ofender a "Corte".
Aprendi, por exemplo, que era considerado "corajoso" escrever uma coisa que todo mundo no Brasil sabe há quase um século, que Mário de Andrade era gay. Aprendi que era até inusitado chamar uma cadeira de Sergio Bernardes de feia.
Aprendi o quanto ganham escritores, jornalistas e editores no Brasil, e quanto os seus empregos são inseguros, e como são amedrontados por ações jurídicas, como essas com que a Paula, tão bregamente, anda ameaçando.
É um tipo de censura que você talvez não reconheça por não ser a de sua época. Não obriga artistas a deixarem o país, não manda policiais aos teatros para bater nos atores. Mas que é censura, é. E muito mais eficaz do que a que existia na ditadura. Naquela época, as obras eram censuradas, mas existiam. Hoje, nem chegam a existir.
Você já parou para pensar em quantas biografias o Brasil não tem? Para só falarmos da área literária, as biografias de Mário de Andrade, de João Guimarães Rosa, de Cecília Meirelles, cadê? Onde é que ficou Manuel Bandeira, Rachel de Queiroz, Gilberto Freyre? Você nunca se perguntou por que nunca foram feitas?
Eu queria fazer. Mas não vou. Porque o clima no Brasil, financeiro e jurídico, torna esses empreendimentos quase impossíveis. Quantos escritores brasileiros estão impedidos de escrever sobre a história do seu país, justamente por atitudes como as suas?
Por isso, também, essas declarações, de que o biógrafo faz isso só por amor ao lucro, ficam tão pouco elegantes na boca de Paula Lavigne. Toda a discussão fica em torno de nossas supostas "fortunas".
Você sabe que no Brasil existem leis contra a difamação; que um biógrafo, quando cita uma obra ainda com "copyright", tem obrigação de pagar para tal uso. Não é diferente de você cantar uma música de Roberto Carlos. Essas proteções já existem, podem ser melhoradas, talvez. Mas estamos falando de uma coisa bem diferente da coisa que você está defendendo.
De qualquer forma, essas obsessões com "fortunas" alheias fazem parte do Brasil do qual eu menos gosto. Une a tradicional inveja do vizinho com a moderna ênfase em dinheiro que transformou um livro, um disco, uma pintura em "produto cultural".
Não é questão de dinheiro, Caetano. A questão é: que tipo de país você quer deixar para os seus filhos? Minha biografia foi elogiosa, porque acredito na grandeza de Clarice. Mas liberdade de expressão não existe para proteger elogios. Disso, todo mundo gosta. A diferença entre o jornalismo e a propaganda é que o jornalismo é crítico. Não existe só para difundir as opiniões dos mais poderosos. E essa liberdade ou é absoluta, ou não existe.
Imagino, e compreendo, que você pense que está defendendo o direito dos artistas à vida privada. Mas quem vai julgar quem é artista, o que é vida privada e o que é vida pública, sobre quem, e sobre o que se pode escrever e sobre quem e, sobre quem não? Você escreve em jornal, você, como o artista deve fazer, tem se metido no debate público. José Sarney, imortal da Academia Brasileira das Letras, escreve romances. Deve ser interditada também qualquer obra crítica sobre ele, sem autorização prévia?
Não pense, Caetano, que o seu passado de censurado e de exilado o proteja de você se converter em outra coisa. Lembre que o Sarney, quando foi eleito governador do Maranhão, chegou numa onda de aprovação da esquerda. Glauber Rocha, também amigo seu, foi lá filmar aquela nova aurora.
Não seja um velho coronel, Caetano. Volte para o lado do bem. Um abraçaço do seu amigo,
Benjamin Moser
Benjamin Moser é autor de "Clarice" (Cosac Naify)




quinta-feira, outubro 17, 2013

KOFF E O CARÁTER


Velha escola da CBF e Clube dos 13

Hoje eu iria escrever um post sobre os salgados preços da festa de re-ianuguração do BEIRA-RIO, de como eu achei errado a condução desse processo, da apresentação que assisti, das coisas que achei errado e das que achei certo, mas essa confusão dos ingressos do greNAL é mais urgente e retomo esse assunto semana que vem.

Que o presidente do time da vila farrapos prejudica o INTER nos bastidores todo o Brasil sabe, eu lembro que o clube do 13 fez de tudo pro INTER nunca disputar a Copa Mercosul, ou a Taça Conmebol, no tempo em que as vagas eram por indicação e não critério técnico.

Mas eu não vou ficar aqui remoendo o passado, vamos falar do presente. Em julho eu e alguns amigo ingressamos com ação judicial para obrigar o grêmio a garantir 10% dos ingressos aos torcedores COLORADOS. O time da vila farrapos alegava que seu novo estádio não tinha condições de receber torcida visitante alguma (não queriam dar qualquer ingresso) que mal podiam lidar com geral, quem dirá com visitantes.

Eles alegavam ainda que o estádio que locam da OAS não tinha sequer condições de acesso, pois lá é tudo muito precário, desde as vias de acesso, passando por estacionamento e transporte público até mesmo as bilheterias (que são "conteinerizadas"). Contavam com apoio da Brigada Militar nesta idéia de deixar os COLORADOS de fora do primeiro greNAL da arena.

Após muitas negociações ficou definido que nos cederiam  2,5% dos ingresso AQUI e AQUI.
s (e não os 10% previstos no regulamento), com a promessa de reciprocidade nos próximo clássico. Tudo isso foi amplamente divulgado pela mídia

Agora o mau caráter do Koff quer malandrear e pedir 10% dos ingressos, os mesmos 10% que ele não nos deu na arena, com a conivência da Brigada Militar. Querem punir os COLORADOS pelo fato de arena ser precária?? Como ficará se os dois times passarem de fase na Copa do Brasil???

Espero que a direção do INTER de uma resposta forte, na terça-feira, em reunião o Presidente Luigi reforçou que o acordo era dar 2,5% dos ingressos a gremio, e ele esta coberto de razão. O INTER tem de fazer de tudo para garantir seu direito de reciprocidade. Pois daqui a pouco o Koff vai exigir também que o Fabrício Neves Correa apíte o greNAL, e o resultado disso todos sabemos.

Começo a pensar que os clubes que boicotaram o Clube dos 13 não estavam tão errados assim, ou você gostaria que o Koff continuasse negociando os direitos de televisionamento em nome do INTER???? Um cara que não cumpre sequer um acordo de ingressos feito 3 meses atrás vai negociar bem um contrato de muitos, muitos mesmo, milhões???

Na minha opinão ter caráter é cumprir a palavra, ser autêntico. Tem cara que diz uma coisa quando pensa, e pretende fazer, outra, só para ter vantagem. Uns chamam esse cara de esperto eu chamo de sem caráter, e você??

André Flores
@ojogodointer






Santos 0 x 0 Inter

Como não pude assistir a partida deixo a palavra com um comentarista do BV:

Igor Morais
"0 x 0 mais do mesmo e outra "derrotinha"
Jogo perfeitamente "ganhável"... o INTER teve um certo controle da partida mas no final acabou levando pressão. Faltou AMBIÇÃO no segundo tempo e faltou o Clemer tirar o CONE Damião. Como o Luigi apequenou o INTER um empate foi considerado um bom resultado pelos jogadores."

PS:

Time que me da prazer em assistir MESMO SEM GANHAR MUITOS TITULOS (prova de que não sou movido apenas por titulos!) é a dos EUA. Acompanho o time de perto desde seu revival em 1990. Esquece a politica externa Americana...a seleção dos EUA é um prazer em assitir. Os caras ainda jogam com o coração, são dedicados...podem não ser craques mas tem outra mentalidade do que a podridão da seleção brasileira e dos jogadores de clubes do Brasil. Quase dá pra se dizer que falta malandragem. Mas é para o bem.

Ontem os EUA já classificado pra Copa jogava de sangue docê e ainda sabia que se perdesse pro Panama eliminaria o maior rival, Mexico da Copa. Existe uma rivalidade ala GreNal entre os 2 países no futebol.

Enquanto o Mexico mais uma vez se cagava diante da ja classificada Costa Rica, os EUA perdia no panama para o Panama. Mexico ficando fora da Copa. Ai aos 48 do 2 tempo, deixe eu repetir, aos 48 do segundo tempo com os EUA Perdendo e o Mexico então eliminado da Copa... os EUA empata o jogo e assim coloca o Mexico na repescagem e Panama fora da Copa (seria sua primeira). Ainda fariam mais um gol nos ultimos segundos. Os EUA fez o que o Gremio não consegiu fazer em 2009...não entregou um jogo por causa do rival. Agora...escutem a narração dos Mexicanos que acompanhavam os 2 jogos ao mesmo tempo. Vamo vê se no futuro os Mexicanos lembrem dessa mãozinha Americana se a situação for revertida. Os Mexicanos agora vão ter que disputar um playoff contra a Nova Zelandia. E sinceramente nem mereciam essa chance estão muito muito muito mal.

 






quarta-feira, outubro 16, 2013

O Que a Casa Oferece

Vivemos boa parte da vida em dois mundos: o que a gente deseja e o que temos. Custa um tempo para aprendermos que temos de viver da melhor maneira com o que temos e sempre buscando o melhor - para alguns nem uma vida inteira é suficiente pra chegar a esse nível de síntese, mas daí já é outro problema.

Quando a gente descobre isso, para a maioria depois da "aborrecência", descobre-se que tão importante quanto água, comida e horas de sono para a saúde do corpo precisamos de pessoas que nos inspirem a ser o melhor (ou até mesmo o pior) que podemos ser para manter a saúde de nossa alma.

Nisso, alguns casam, outros trabalham sem parar, enquanto que outros se jogam em uma vida de fé ou sem fé alguma. Enfim, uma incontável lista de pretextos e motivações que temos para acordar todos os dias e arrastar o nosso fardinho (para uns maiores, para outros menores), mantendo um sorriso no rosto todos os dias para cativar quem nos motiva. 

Mas, no final, um ponto que temos de convergência, comum a pelo menos aqueles que apreciam esportes, acaba sendo, para nós, o futebol. Especialmente nosso time. Acaba sendo um pré-filtro de caráter o time de um desconhecido. Se a preferência coincide com a nossa, bingo! Senão, tem de haver uma eficiência maior pra desenvolver uma afinidade. Isso tudo, porque quase como um exorcista, ele, o futebol, põe pra fora emoções que nós reprimimos de nós mesmos (sem piadas com a Coligay, por favor... deixem isso pro Paulo Santana). Bem ou mal, todos saem mudados ao final dos 90 minutos de jogo. É como sair de uma guerra que não houveram baixas, conquistadores ou dominados... apenas um placar, uma história pra contar, e algumas "cornetas" (para tocar, para ouvir, ou ambos os casos).

Mas, enfim, no meio dessa loucura, sentimos que a vitória ou a derrota do time é nosso próprio mérito (mesmo que inconscientemente). Senão, quem me mostra outra lógica? 

Os jogadores quando estão em campo não são mais eles, pessoa física, membro de uma família, com RG, CPF, passaporte e contas a pagar e receber. Não! Eles são o alter-ego de cada torcedor naqueles 90 minutos de transe. Representam ali a expectativa de cada um, seja quem está em casa ou no estádio, de folga ou não, que foi promovido ou perdeu o emprego, está no hospital ou está numa festa, está apaixonado ou teve as expectativas frustradas... enfim, CADA UM!

E tem uns que são tão burros que não entendem isso. Acham que acompanhamos o jogo pela capacidade técnica dos jogadores ou pelas pernas da bandeirinha (tá, tudo bem, a bandeirinha ajuda... quando não atrapalha). Mas, francamente, o que nos importa de verdade é apenas o transe.

E aí chegamos ao ponto: quanto vale tudo isso?

Eu penso que cada um tem a ideia que poderia ser de graça o acesso ao estádio, afinal somos gente VIP (ao menos nossa mãe acha). Mas, todas as coisas nessa vida tem um custo, um preço. Assim, a proposta apresentada pelo clube, nas condições delineadas é uma alternativa aceitável para manter esse brinquedo caro. Me surpreendeu positivamente o resultado final, na teoria, vamos ver na prática como fica. Até porque, não adianta ter estádio padrão mundial, orçamento de time Europeu, orçamento de Gigante e apresentar um futebol nanico. Ouçam o Clemer, gente boa, concordo com ele e acrescento que assim como nos negócios é o futebol: é simples, é RESULTADO.



Essa versão da música foi meu despertador por MUITO tempo.



terça-feira, outubro 15, 2013

REUNIÃO CD - SETORIZAÇÃO




Ontem houve reunião do Conselho Deliberativo, cuja a pauta era a SETORIZAÇÃO. Como já expliquei outras vezes essa é minha opinião parcial sobre o que eu vi e eu considerei importante, não tem a mínima pretensão de ser a ata da reunião, e vou me ater apenas aos meus atos como forma de prestação de contas do meu mandato.

Antes da reunião um grupo de cerca de 30 ou 40 torcedores, que de um grupo chamado "o povo do clube",  fez um protesto contra o que chamam de elitização do BEIRA-RIO manifestando seu descontentamento contra o aumento de cadeiras locadas no estádio.

A REUNIÃO E A PROPOSTA

Foi feita uma apresentação da proposta da direção pelo Presidente da Comissão de Obras Max Carlomagno, seguido pelo Presidente do Conselho Fiscal Eduardo Knijinik e finalizando pelo Presidente da Comissão de Relacionamento com os Sócios Alexandre Limeira..

A proposta já havia sido divulgada pela imprensa AQUI e AQUI,  e não houve grandes novidades. Como eu já havia adiantado AQUI NO BV, meu grupo sugeriu que não fossem locadas cadeiras na arquibancada inferior e nesse sentido me manifestei.

Entendo que a pressão do BEIRA-RIO é muito importante para nosso time, não casualmente TODOS nossos grandes títulos foram conquistados em casa (exceção óbvia ao mundial), e para preservar esse "rugir" de nosso estádio entendo importante que fosse mantida a inferior sem cadeiras.

Além dissso entedia o MAIS INTER que o INTER nunca locou totalmente as atuais 5 mil locadas, pela nossa proposta haveria um aumento para 8 mil locadas e quando todas fossem locadas, poderia haver um aumento colocando cadeiras na inferior.

O representante da direção garantiu que há previsão de mecanismos para diminuição do número de cadeiras locadas, caso as locações não tenha a procura esperada pela direção. Nossa emenda não foi aprovada , teve uns 40 votos,  e o projeto de setorização foi aprovado por unanimidade (todos Conselheiros votaram pela sua aprovação). Para conhece-lo OLHE AQUI.

ELOGIO

Não é segredo para ninguem que eu muitas vezes tenho uma postura crítica, mas eu não posso deixar de elogiar o trabalho dos COLORADOS que contribuíram para esse projeto. Em primeiro lugar a Comissão de Obras, na pessoa do Presidente Max Carlomagno que ouviu a todos e teve a humildade de modificar radicalmente o seu projeto inicial, ouviu todas as sugestões e buscou fazer o melhor possível .

Não posso deixar de parabenizar o pessoal da Comissão do Relacionamento com Sócios, criada pelo Conselho Deliberativo, pois sei que todos se dedicaram, e muito, para viabilizar que o projeto de setorização fosse o melhor possível, destaco os Conselheiros Alexandre Ribeiro e Alexandre Limeira, que foram incansáveis ao ouvir sócios e Conselheiros e fazer a análise técnica dos dados.

O fato de termos sugerido uma emenda não quer dizer que o projeto não fosse bom, ele é muito bom e incomparavelmente melhor que qualquer outro do Brasil e não por outro motivo foi aprovado por unanimidade pelos Conselheiros eleitos para representar os sócios.


CONFUSÃO

Havia um protesto que pelo que pude identificar, era liderado por um grupo chamado "o povo do clube", que disputou a última eleição e fez pouco mais de 5% dos votos na última eleição, e um grupo chamado FNT (Frente Nacional de Torcedores), ligado ao PSOL e PC do B.

Esse grupo ficou do lado de fora da sessão do Conselho, acreditam que não fossem sócios, ou não tinham interesse em entrar e ouvir, pois foi aprovada a entrada dos 31 sócios que pediram para assistir a reunião. Passaram o tempo todo ofendendo os Conselheiros que utilizavam a tribuna, chegaram inclusive a ameaçar alguns.

Esse comportamento por si só já seria lamentável, não condizente com a convivência democrática, pois democracia é isso, respeitar as decisões da maioria. Não foi o que aconteceu e ao final, se já não bastasse tudo apedrejaram o galpão crioulo do Parque Gigante, onde se reunia o Conselho. Danificaram carros de Conselheiros, picharam pelo menos um veículo com os dizeres "fora burguesia", um pensamento tão idiota quanto a atitude.

Lí hoje pela manhã no twitter alguém definindo esse comportamento como "panfletopatas", e me parece uma boa análise, querem impor uma verdade panfletária, pela força e pela intimidação. Ninguem é mais legítimo para decidir isso que os Conselheiros, ninguem representa mais os sócios que os Conselheiros.

Digo isso pois todos, repito TODOS, os Conselheiros foram eleitos pelos sócios, seja pelo seu voto ou pela sua omissão. Posso não gostar das idéias de alguns Conselheiros ou grupos, mas negar a legitimidade de quem foi eleito tentando impor uma verdade a pedradas não é democracia, é FACISMO.

Por mais que fosse correta suas idéias, nem vou entrar nesse mérito, na da justifica jogar pedras em nos Conselheiros, muitos deles pessoas de idade, que se dispõe a ficar horas a fio debatendo o futuro do nosso COLORADO, representando o associados, não apenas os que lhe elegeram, mas todo o quadro social, isso é a democracia representativa, e eu acredito nela.

Ontem o Conselho deu uma prova de maturidade política, aprovou uma setorização que acolheu proposta de todos os grupos e pensamentos, equem mais ganhou, pode ter certeza, foi o INTER, mas infelizmente um pequeno grupelho manchou isso tentando intimidar os Conselheiros e apedrejando no final.Se forem identificados os autores tem que ser punidos civil e criminalmente, e se forem sócios, devem ser expulsos do quadro social

O INTER é o clube do POVO, dos ricos, dos pobres,e dos classe média, dos brancos, dos negros e amarelos, o INTER é de todos, para todos, onde o COLORADISMO é maior que alguma eventual divergência de idéias, é assim desde 1909 e tem de ser assim por mais um milhão de anos.


André Flores
@ojogodointer










domingo, outubro 13, 2013

INTER x Nautico

PRE-JOGO

To de saída para o dia, mas rapidinho dei uma olhada nas manchetes. Não me contive e tive que rir:

"Clemer confirma o retorno de Kleber".

Quantas vezes já não vimos essa manchete só com nome de outro tecnico? Parece que Kleber tem uma certa magia. Depois de ser afastado do time, uma ou duas ou três rodadas depois como magica vira solução novamente. Isso sendo um jogador que já deveria ter vazado do Beira Rio no minimo 1 anos atras. Então lá vem ChiKleber mais uma vez. E o que será que vai acontecer...nosso é muito dificil imaginar... Até tu Clemer.

Não estarei aqui no Pos-Jogo então se um colunista quizer escrever um pre-jogo fique a vontade.

O resto de vocês comentem a vontade.





sexta-feira, outubro 11, 2013

A que ponto chegamos

A que ponto chegamos. Nos anais do BV e em outros lugares já estamos seriamente debatendo como evitar a degola. Calculadoras estão sendo usados não pra vê como podemos chegar ao tão esperado (e já roubado) Tetra Brasileiro ou quanto falta pra entrar na zona da Libertadores. Em vez disso temos que passar a humilhação de ter que calcular quantos pontos faltam pra nos garantir FORA da Serie B em 2014.

Isso com uma folha de pagamento de 9 milhoes de reais por mês. Com um elenco super lotado de "craques" ou "ex-craques". 2013 é igual ou pior que 2012 que era igual ou pior que 2011 que era pior ou igual a segunda metade de 2010.

O nosso Presidente tem tido muito tempo pra trabalhar e até agora produziu nada no futebol. Nada. Mas seguimos a velha rotina...demitimos o tecnico e assim abrimos a valvula de escape por um tempo. Nesse caso foi de apenas uma partida. A pressão já voltou.

Alem dessa humilhação toda temos que aturar rumores de que Roth estaria voltando (eu não acredito...acho que vai ser Mano). O Luigi não pode ser tão burro assim pra trazer de volta o comandante do fiasco Mazembico. Aí dá pra declarar Luigi louco de vez.

Agora minha pergunta a vocês. Vocês sabem que eu já venho repetindo que so demitir tecnico não adianta. Tem que limpar a casa de metade do elenco. Então fica a pergunta, alguem sabe quais contratos de jogadores acabam nesse fim de ano? Sempre que falo em contrato lembro o maldito contrato do Kleber que foi renovado uma ou duas vezes demais! Alem de outros como o Indio que já deveria ter saído.

Temos que ver quais contratos acabam...e se forem um desses jogadores problemas tem que deixar ir embora logo. O bom mesmo seria mandar metade embora mas ai tem a tal multa...ou acabamos pagando metade de seu salario lá no Parana ou Bahia...já gastamos 1 Milhão por mês fazendo isso.

Me parece que o problema é a falta de analise e critério na hora das contratações. Com tudo isso na linha não se pode ficar contratando cachaceiros como Vitor Jr. que todo mundo sabe que não ia dar certo. O cara durou 6 meses no Inter, jogou 3 partidas...e agora está num outro time com o Inter pagando 100 Mil por Mês para ele jogar lá. E ele não é o unico. He-Man tá recebendo dizem 300 mil por mês. Um cara que nunca deu muito certo...e não tá dando no Inter. Como pagam um salario desses e quanto tempo de contrato? Agora estamos casados com Rafael Moura por quanto tempo?

Só pode ser outros interesses envolvidos pra renovarem com Klebers, contratarem Vitor Juniors...renovarem com jogadores com 37 anos de idade e coisas desse tipo. Só pode. O fato que o dinheiro não sai do bolso de Luigi tambem deve facilitar nessas contratações. Com dinheiro de brinquedo qualquer um pode gastar a vontade em merda. A fonte nunca acaba! Ainda mais hoje com dinheiro de TV, Socios, Naming Rights a vir....o dinheiro só não sai do bolso dos que fazem essas palhaçadas.

Falando em Luigi eu não deveria ser tão mal agradecido né..afinal o cara tá ja a quase 1 decada trabalhando no Beira Rio em um cargo ou outro, tudo sem receber um santo salario. E eu aqui pegando no pé dele. Poxa, alguem da imprensa...sabe algum jornalista (já ouviram falar nessa profissão?), deveria perguntar ao Luigi, como que ele consegue se sacrificar por tanto tempo sem receber um salario...e ao mesmo tempo ter que ver jogadores que nem jogam receber 100, 200 mil por mês.

É só uma curiosidade minha. Tem tanto jornalista em Porto Alegre que uma hora ou outra alguem vai perguntar isso , né?  





quinta-feira, outubro 10, 2013

Flamengo x INTER

POS-JOGO

ERA LUIGI A QUEIMAÇÃO CONTINUA

FALCÃO
FERNANDÃO 
DUNGA 
CLEMER

Flamengo 2 x 1 Inter

Vou repetir pela MILÉSIMA vez...O TECNICO NÃO É NOSSO PROBLEMA...agora todo mundo repete comigo....O TECNICO NÃO É NOSSO PRBLEMA....vamos mais uma vez....O TECNICO NÃO É NOSSO PROBLEMA. O Problema é nossa direção lenta, desligada e um time repleto de idosos, cheio da grana com salarios milionarios garantidos, acomodados e satisfeitos com a vida. Os poucos de pouca idade que prestam nossa direção vende porque precisa de grana...pra pagar salario milionario de jogadores como Vitor Junior, Rafa Moura e tantos outros que pouco contribuem ou até jogam em outros clubes. Gastamos 12 Milhoes por ano em salarios de jogadores que nem jogam mais no inter. Esse baita negocio tem Carimbo Luigi. Alem de tudo isso temos um goleiro ElRuiM que não pega nada...e a direção contratou um goleiro pela ultima vez quando mesmo?????

Mas tudo bem, alguns de vocês acham que bastava trocar o Falcão...o Dorival...o Fernandão...o Dunga...VOCÊS NUNCA APRENDEM!! Chega a dar nojo ver quando ganhamos uma partida a torcida fica toda esperansosa "Agora Vai"....ou quando culpam o Dunga...ele sai e "Agora vai"....logo logo se ja nao começou vamos comecar com as criticas ao Clemer....o PROBLEMA NÃO É O TECNICO!!!

PS:Virou rotina ver pos jogo o outro time, quase sempre em crise, saindo de campo sob aplausos da torcida por terem ganho de nos. Todo jogo é a mesma historia....


 PRÉ-JOGO

Deve ser um jogo interessante. Clemer em sua segunda partida como tecnico (mesmo que talvez somente interino...e isso dependerá dos resultados a vir), o Inter tentando se recuperar um pouco depois de tanto fiasco e o Flamengo tambem tentanto uma recuperação.

Mas pensando ao Medio e longo prazo uma coisa é certa, o Inter (ou alguem lá dentro) precisa começar a pensar no time que entrará em campo em 2014. O time atual está velho e segundo a logica e uma obviedade, ano que vem estará mais velho ainda.

O problema é que sem tecnico e um sendo escolhido só no fim do ano ou quem sabe ano que vem o navio fica sem capitão. Clemer é novo e deve ter 1000 coisas na sua cabeça...e o time de 2014 não deve ser um deles. O Luigi sabe se lá o que está pensando...deve estar com a cabeça no novo Beira Rio e festas e mais festas de inauguração com a High Society de Porto Alegre e outros da FIFA. Então fica a pergunta, quem e quando alguem começará a renovar o time pra 2014? Klebers, Indios, Alexes, Forlans, Juans e o proprio Dale não vão durar pra sempre, alguns inclusive já passaram da data de validade.

Um dos problemas do Inter nos ultimos anos foi esse de planejamento. Com jogadores chaves sendo vendido no meio de campeonato e outros só chegando em meio a temporada...um time remendão e aparentemente sem foco. Por isso, passaremos mais um ano sem conquistar o Brasileirão que é um titulo que depende de foco e continuidade.






VEM AÍ A SETORIZAÇÃO



Hoje a noite o COLORADO joga uma partida importante, não tanto pela classificação, mas pela possibilidade de afastar de vez a má fase e por poder consolidar o Clemer como treinador, mas enquanto a hora do jogo não chega gostaria de falar de um tema muito importante que é a SETORIZAÇÃO DO BEIRA-RIO.

Na próxima segunda-feira o Conselho Deliberativo vai se reunir para votar essa matéria, o material  com a proposta da Direção e parecer do Conselho Fiscal e Comissão de Sócios chegou essa semana para todos os Conselheiros. Desde já convido todos os sócios a ir a reunião acompanhar esse debate, pois é o futuro da nossa casa que estará sendo decidido.

O documento que recebi veio com uma indicação de que é "Documento confidencial", e embora eu não concorde com essa confidencialidade, tenho de respeita-la, mas não posso deixar de antecipar minha posição pessoal sobre o tema, sem entrar em detalhes da proposta.


LOCAIS MARCADOS E LOCAIS SEM MARCAÇÃO


A primeira proposta que a direção trouxe ao debate com os diversos grupos trazia um aumento de locais marcado (cadeiras locadas) que passariam de 6 mil para 17 mil, que somadas aos 5 mil lugares da Andrade Gutierrez, faria com que o BEIRA-RIO tivesse praticamente o quadruplo do que havia antes da reforma.

Havia na proposta inicial da direção a ocupação por cadeiras locadas de quase toda a lateral da inferior (como acontece no Maracanã e Mineirão), colocando os sócios Carteira Vermelha e Carteira branca atrás das goleiras até a intermediárias. Tudo baseado na experiência de outros países (com características econômicas e sociais bem diferentes do nosso) ou estudo de outros estados (que acabaram se mostrando equivocados)

A primeira proposta da direção era parecida com esta publicada pelo Correio do Povo
Crédito: Arte de Jonathas Costa

Houve protestos de todos os grupos que tenho notícia da apresentação, e tal contrariedade dispensa maiores explicações. Se pediu uma pesquisa junto ao associado, para poder ter uma avaliação mais fiel, e que essa pesquisa balizasse a proposta. Aqui tenho que reconhecer e parabenizar a humildade e compromisso da comissão de obras, que após o resultado da pesquisa mudou completamente o proposta da direção, que não é sequer parecida com a primeira, reconhecendo tacitamente o equívoco daquela.

Não posso deixar de falar do trabalho primoroso da Comissão de Relacionamento com os Sócios (cujo presidente entrevistei AQUI no BV). Foram incansáveis na análise dos dados, na sugestão de alterações de forma que o BEIRA-RIO não perdesse sua alma vencedora, e nisso eu acho que foram muito felizes.


Proposta do MAIS INTER

Meu grupo o MAIS INTER, vai sugerir que a proposta da direção, referendada pelo Conselho Fiscal e Comissão de Relacionamento com os Sócios, seja aprovada com algumas pequenas modificações, a principal delas é que não haja cadeiras locadas nas inferior.

O Sócio carteira vermelha e carteira branca (sem lugar marcado) já perdeu a área da antiga social (que agora é área VIP da Andrade Gutierrez), não pode perder ainda parte significativa e nobre da inferior. Lembrando que os sócios sem local marcado (carteira vermelha e branca) somam algo como 90 mil sócios. Nossa proposta é essa AQUI.

AUMENTO DAS MENSALIDADES

Nesse tema meu grupo o MAIS INTER vai propor que seja aplicado a inflação do período desde o último aumento em TODAS as categorias, sem qualquer distinção. Essa é uma proposta que entendemos valorizar o sócio que permaneceu pagando mesmo no período sem jogos.

Gostaria de trazer muitos outros temas para o conhecimento dos sócios, antes da votação, para que cada um pudesse enviar pro clube sua opinião antes da decisão ser tomada, mas infelizmente isso não é possível. Na última reunião do Conselho Deliberativo propus que as reuniões fossem trasmitidas ao vivo na TV INTER na área exclusiva dos sócios, a idéia foi bem recebida mas acho que ainda não há condições técnicas de implementa-la.

Então a semana que vem promete ser movimentada, com muitos posts, na segunda vai haver reunião do Conselho Deliberativo para debater e votar a setorização do estádio. Na terça vai haver a apresentação dos detalhes da festa de re-inauguração do estádio, na domingo tem greNAL em Caxias (vou no jogo e farei vídeo). Espero que até lá já esteja definido quem será o treinador até o final do ano (torço para que o Clemer seja efetivado)


André Flores
@ojogdointer


ps: Os sócios que quiserem ir a reunião do Conselho Deliberativo acompanhar a votação da setorização, ela vai ser segunda dia 14/10 as 19 horas no GALPÃO CRIOULO DO PARQUE GIGANTE  (em razão das obras mudou o local das reuniões)