segunda-feira, março 19, 2012

Faceiro

O título não remete ao estado de espírito dos colorados, felizes com o time que nos últimos jogos marcou 12 gols e desde a derrota contra o Santos parece estar encorpando, mas sim ao esquadrão que eu gostaria de ver jogar.

Nossos laterais há décadas não apoiam com qualidade (Kléber tem característica, mas sua letargia põe tudo a perder). E o pior, sobem deixando uma avenida à suas costas, geralmente sem cobertura e desequilibrando o time.

Pois bem, minha escalação começa com uma linha de 4, com os 2 laterais fixos, praticamente sem ultrapassar a linha de meio-campo.

Posteriormente, o primeiro dos triângulos. Guiñazu sendo o vértice defensivo, acorrentado, sem liberdade de atacar e responsável pela proteção à zaga. Dátolo e Oscar completam o triângulo, respectivamente pela esquerda e direita. Ambos têm fôlego e vitalidade para ajudar nas tarefas defensivas, e principalmente, uma excelente saída de bola, com qualidade e velocidade.

Para finalizar, o segundo triângulo, com D’Alessandro centralizado e Dagoberto e Damião no vértice ofensivo. Aqui há várias alternativas táticas, podendo D´Ale deslocar-se para um dos extremos, recuando Dagoberto e permitindo ainda a um dos “meias” (Dátolo/Oscar) projetar-se para fazer companhia a Damião.

O clássico 4-3-3, ou algo remotamente parecido com que o Barca joga, e para os menos utópicos, o que qualquer seleção holandesa tem apresentado desde sempre.

Os dois triângulos acima também ficam muito fortes na transição defensiva/ofensiva, com Dagoberto/Oscar/D´Ale e Guina/Dátolo/D´Ale.

Bem treinado, de forma a mecanizar as ações, deslocamentos e coberturas, pode dar samba.

Alô Dorival, cadê as alternativas táticas? Ou o time só joga no 4-4-2 e 4-X-X-1? Não se esqueça que o teu Santos que encantava era ainda mais faceiro, com Arouca (baita ventoinha) de volante, 2 meias e 3 atacantes.

Faceiro? Sim, “faceiro”, mas para alguns. Para mim, o time que eu gostaria de ver jogando, e que potencializa nossa melhor qualidade técnica nas peças ofensivas, sem desequilibrar a equipe. Ou alguém acha que Nei e/ou algum volante vão decidir os jogos?

Não custa tentar. Sem medo de ser feliz.