segunda-feira, janeiro 16, 2012

Campeão e Calma

Mais 2 textos de candidatos as novas vagas no BV. Deixe sua opinião sobre os textos, pois serão usados na decisão final.
_______________

CAMPEÃO DE TUDO
Escrito por André Flores

Em 2008 após vencermos a Sul-Americana o marketing COLORADO passou a usar a expressão CAMPEÃO DE TUDO para definir o INTER. Foram feitas propagandas em sites, rádio e jornal e a expressão logo caiu no gosto da torcida.

Eu particularmente gosto dela, pois exalta nossa história, não apenas esse último período vitorioso, mas todos os períodos vitoriosos do INTER. Mas meu texto não é sobre as vitórias do nosso INTER e sim sobre o quão a nossa torcida, mesmo acostumada a festejar, cobra e quer resultados.

Os torcedores querem que a senda de vitórias continue e que o INTER seja campeão em todas as competições que participa. Eu sou um desses torcedores, vou ao estádio querendo ver o nosso time vencer, assisto na televisão esperando os 3 pontos, é assim sempre, não importa qual a competição ou se o time está desfalcado.

Em 2006 além de ganhar a Libertadores e o Mundial o INTER acabou o Brasileirão em segundo lugar, mas lutando pelo título até as últimas rodadas, é assim que deve ser, devemos sempre lutar por todos os títulos, jogar todas as partidas com a mesma dedicação pois quem estará em campo é a camisa do INTER. Nesse sentido o vasco do ano passado também foi um bom exemplo e lutou com o que tinha de melhor no Brasileirão e Sulamericana, querendo todos os títulos, mesmo tendo ganho a Copa do Brasil no primeiro semestre.

Em 2010 poupamos titulares em todo o segundo turno do Brasileirão, visando uma suposta preparação para o Mundial FIFA e o resultado de tal decisão nem eu, e nem nenhum outro COLORADO, gosta nem de lembrar, mas incrivelmente ano passado foi a mesma coisa, poupamos jogadores no Gauchão e a eliminação da Libertadores veio a galope, e no Brasileirão mais uma vez cometemos o mesmo erro poupando jogadores para a Recopa e até mesmo um torneio amistoso na Alemanha foi justificativa para poupar titulares e no final das contas, deixamos de brigar pelo título do campeonato por poucos pontos, muitos deles perdidos em decorrência desses jogos com time reserva.

Por isso fiquei muito satisfeito com a decisão da comissão técnica de usar os titulares desde a estreia no Gauchão, pois um clube do tamanho do INTERNACIONAL tem que desejar a vitória a cada partida em todas as competições. Sem falar que penso que os atletas tem que ter ritmo de competições e cobrança de resultados todo o ano, jogar com “a corda esticada” como dizem os boleiros, assim que deve ser.

Portanto não basta apenas ser CAMPEÃO DE TUDO é necessário que o nosso COLORADO queira ser CAMPEÃO DE TUDO O QUE DISPUTA para ganhar tudo outra vez."

____________________

Novas Contratações? É preciso calma.
Por Daniel Santos

Nos últimos tempos no Beira-Rio temos visto muitas contratações sendo feitas. Jogadores como Jô, Ilsinho, Cavenaghi e Sandro Silva (pra citar apenas as contratações mais recentes) têm chego com muita fama, porém pouco futebol. Afinal, são os jogadores que não se adaptam à equipe? Ou o insucesso ocorre por um erro da direção, que faz contratações erradas?

Creio que a resposta seja: um pouco dos dois. Sim, muitos vão dizer: “Eu já sabia que contratar tal jogador era roubada, não ia dar certo”, mas também creio que muitos aqui, assim como eu, pensaram que a vinda de alguns deles seria sim uma boa para o time.Logo é preciso ter calma, tanto por parte dos dirigentes ao contratar, quanto pela nossa, fiéis torcedores colorados, ao “cornetar” a ineficiência alguns de jogadores recém contratados.

Nesse ano de 2012 o Internacional realizou, até agora, poucas contratações, sendo elas a vinda dos atacantes Dagoberto e Marcos Aurélio e a quase já concretizada vinda do lateral-direito Douglas que sairia do Goiás. Além disso, existe a busca, mais do que essencial, por um zagueiro para ser titular, muitos nomes são especulados, entre eles Naldo, do Werder Bremen (ALE), Lisandro Lopez do Arsenal de Sarandi (ARG) e Miranda, do Atlético de Madri (ESP), porém nenhum deles deve realmente vir, a busca envolve outros nomes, ainda não divulgados abertamente. Pelo o que nós temos visto o Inter vem sendo econômico nas contrações,mas, pelo menos aos meus olhos, pontual; Digo isso porque tais vindas têm tudo para dar certo e adicionar ao time do Internacional, todos os nomes citados seriam muito bem-vindos. Contudo é ai que está o perigo, a esperança exagerada. Muitos acham que Dagoberto e Damião farão juntos o melhor ataque do Brasil este ano, logicamente, eles têm potencial para isso e podem sim fazer muitos gols, mas se os esperados gols não aparecerem? Decepção, e boa parte da culpa jogada na direção do clube. Aí que entra a calma já citada anteriormente, é preciso cobrar, sem duvida, mas também é preciso acima de tudo apoiar e incentivar os jogadores. Qual jogador que é “cornetado” logo após algumas partidas não muito boas segue com animo para trabalhar e buscar seu melhor futebol? Acho que quase nenhum.

Não digo para simplesmente fecharmos os olhos e ignorar o que essas contratações farão no Inter, mas sim para termos calma e dar tempo a esses jogares, ver o que eles têm para mostrar. Um bom exemplo são os casos de Bolívar, Wilson Mathias, Renan e até mesmo Jô que jogaram varias vezes e foram mal, eles sim não merecem espaço no time e muita “corneta”, pois tiveram sua chance, tiveram tempo e não mostraram nada. Então vamos esperar e ver o que as novas contratações têm para mostrar; Vamos dar tempo, precisamos ser mais pacientes, precisamos ter calma.