quarta-feira, dezembro 28, 2011

Intervalo e reforços

E como é triste esse período que ficamos sem futebol. Não sei se é só eu, mas os domingos perdem todo o sentido. Mas todo ano é assim e aos poucos nos acustumamos. O maior problema durante esse período sem jogos é acompanhar as os programas/sites/qualquer coisa esportivos, que viram uma especulação danada atrás de pautas para cobrir o expediente.

Consequentemente, o mercado parece muito mais movimentado do que é. Até agora, Kléber foi e voltou e foi e voltou e nada, só para dar um exemplo. Garanto que ele não sai. Mas de qualquer forma, não é o mais importante. Bolívar é outro que já saiu e voltou quantas vezes, mas esse todo mundo torce que saia. E logo.

Um motivo extra para torcer pela saída do Bolívar, é que, ele indo embora, temos uma desculpa para trazer um reforço para a defesa. Sabemos que não precisamos de desculpa para melhorar o time, mas conhecem os dirigentes. Se ninguém sai, automaticamente ninguém precisa entrar.

Me sinto meio desumano falando assim do Bolívar, ainda mais se lembrarmos de tudo que ele já jogou pela gente, na Libertadores, no Mundial. A mesma coisa quando reclamamos do Índio. Mas torcemos pelo time, e não pelos jogadores. Se o remédio agora mata, temos que cortá-lo.

Estou muito feliz com a (finalmente!!!) vinda do Dagoberto. Excelente jogador com um nome estranho. Imagina a dupla de ataque que incrível que vai ficar. Quero ver como o Dorival vai organizar o nosso time, agora com dois atacantes. Além disso, com a saída do Andrézinho, acho importante conseguirmos uma reposição para ele. Talvez até o próprio João Paulo sirva bem.

Pra fechar o time, um lateral direito. Não precisa ser uma contratação, mas que deixem sacrementado um reserva que nos dê segurança. Pode ser até o Elton. Na parte final do ano, o Nei começou a jogar bem feito louco. Mas se ele sai, se machuca ou é suspenso (o que acontece muito) só temos remendos. 

Um zagueiro, um meia e um lateral direito, talvez esquerdo também, pelo mesmo motivo que o direito. Nosso time não precisa de muito, é só consertar seus pequenos problemas. Teremos um bom ano, e como sempre, entraremos no Brasileirão como um dos favoritos, o que quase nunca é bom. Nada que não possamos vencer.