segunda-feira, novembro 28, 2011

Pauta

Terminado os 90 minutos contra o Flamengo flagrei-me pensando na pauta do que escrever hoje.

Pensei em escrever sobre os erros que culminaram num ano sem o tão desejado Tri da Libertadores ou Tetra do Brasileiro.

Também considerei comentar a repetição de mais uma boa partida em que o resultado foi de derrota, apesar da atuação sólida e consistente.

Outro assunto digno de nota é que nosso principal jogador, Damião ainda carece de maior ritmo, e nos últimos 6 jogos desde seu retorno apenas um gol foi marcado por ele.

Mencionar que Bolívar voltou no carteiraço e que Andrézinho não tem jogado nada seria chover no molhado, e julguei não serem dignos de nota.

Assim como não é digna da menor nota possível o fato de que André Sanchez é agora coordenador de seleções (ou qualquer cargo que o valha). Se faltavam motivos para menosprezar a seleção brasileira…

Por fim cheguei a conclusão mais óbvia possível: o ano ainda não acabou. Não é hora de perspectivas, conjecturas, acusações e divagações. Depois de domingo sim.

Estamos a 3 pontos e 90 minutos (aliadas a uma pequena dose de certa) de enfim enamorar de uma vez por todas essa morena de olhos azuis chamada Libertadores.

Espero que essa linda moça não esteja cansada de esperar por nós, infindáveis vezes que se ofereceu e se insinuou para nossas bandas e a desprezamos, fraquejantes e trôpegos. Torço para que esta não seja rancorosa e vingativa, nos ofereça novamente seus braços e seus beijos e que os resultados paralelos contribuam para sonhar como a reconquista da América.

Afinal, nada mais importa. Esta é a única pauta, o último jogo.

Um divisor de águas.

Beira-Rio, domingo, contra o co-irmão e maior rival.

Nem mais nem menos.

Os 3 pontos.

A Libertadores.

Repito.

Esta semana é de uma única pauta. Nada mais importa.