quinta-feira, abril 29, 2010

Estado Vegetativo / Coma....



O Futebol Colorado está ligado apenas aos aparelhos para manter as mínimas funções vitais, já foram perdidos quase todos os movimentos, os órgãos já não se entendem e estão em precário funcionamento, o contato com a realidade é imperceptível e o cérebro aparentemente nada registra a não ser ´grunhidos` descifráveis...
Nos resta sómente uma esperança....
Gritar INCESSANTEMENTE E COM TODAS AS FORÇAS no ouvido do moribundo !

Tira aquela coisa engravatada na boca do vestiário !

Este poderá ser um choque positivo na como forma de primeiro dar uma sobrevida ao paciente...depois um passo de cada vez !

Se a ouvidoria futebolistica ouvir o povo colorado...não precisaremos de treinador para ganharmos do Banfield...o povo ganha no grito !

Mas ouvir não é a melhor virtude dos sabe-tudos...então com o señor JF o tunel é escuro !
Salvar a LA já acho quase impossível, temos de salvar o BR10 já ...

E mais um detalhe:
No final do ano a torcida vota ! E tomara somente o futebol esteja em coma, pois se o Clube for contaminado.... !


Detalhes

Não adianta nem tentar
Me esquecer
Durante muito tempo
Em sua vida
Eu vou viver...

Detalhes tão pequenos
De nós dois
São coisas muito grandes
Prá esquecer
E a toda hora vão
Estar presentes
Você vai ver...

Se um outro cabeludo
Aparecer na sua rua
E isto lhe trouxer
Saudades minhas
A culpa é sua...

O ronco barulhento
Do seu carro
A velha calça desbotada
Ou coisa assim
Imediatamente você vai
Lembrar de mim...

Eu sei que um outro
Deve estar falando
Ao seu ouvido
Palavras de amor
Como eu falei
Mas eu duvido!
Duvido que ele tenha
Tanto amor
E até os erros
Do meu português ruim
E nessa hora você vai
Lembrar de mim...

A noite envolvida
No silêncio do seu quarto
Antes de dormir você procura
O meu retrato
Mas da moldura não sou eu
Quem lhe sorri
Mas você vê o meu sorriso
Mesmo assim
E tudo isso vai fazer você
Lembrar de mim...

Se alguém tocar
Seu corpo como eu
Não diga nada
Não vá dizer
Meu nome sem querer
À pessoa errada...

Pensando ter amor
Nesse momento
Desesperada você
Tenta até o fim
E até nesse momento você vai
Lembrar de mim...

Eu sei que esses detalhes
Vão sumir na longa estrada
Do tempo que transforma
Todo amor em quase nada
Mas "quase"
Também é mais um detalhe
Um grande amor
Não vai morrer assim
Por isso
De vez em quando você vai
Vai lembrar de mim...

Não adianta nem tentar
Me esquecer
Durante muito
Muito tempo em sua vida
Eu vou viver
Não, não adianta nem tentar
Me esquecer...


Obs: Em 1992 quando tive meu pai internado em um hospital por 45 dias, tanto quanto possivel, acho que mais de vinte vezes, adentrava a noite na CTI e lhe dizia coisas no ouvido o mais alto que seria civilizado, ou apenas o chamava...e sem qualquer resposta ou reação...um belo dia ele acordou ! Acho que passaria toda minha vida naquela CTI !