segunda-feira, setembro 21, 2009

MATA-MATA: Round 1

Começa hoje os Mata Matas pra decidir quem será o novo Colunista do Blog Vermelho. Leia e depois vote no seu favorito entre Colunista #1 e #2. O vencedor passa pra proxima fase.

São 16 candidatos. Infelizmente recebi 17 e tive que eliminar 1 pessoa para que a Matematica desse certo. Mas se alguem cair fora e não entregar seu texto para a proxima rodada aí esse texto entrará. Todos os textos são bem interesantes, vai ser uma bela disputa!

Importante notar que os textos na maioria foram escritas entre 7 e 14 dias. Então lembrem disso caso algo escrito possa sentir um pouco "datado".

Vote apenas uma vez. Seu voto só sera contado se voce incluir seu nome. Candidatos por favor não revele seu nome até o fim do concurso e campanhas para amigos e familiares votarem é proibido. O Candidato PODE votar em si mesmo. Qualquer controversia será decidido por mim e pelos Bloguitas atuais do BV. Se der empate meu voto decide. Vamo lá então...boa leitura e deixem seus votos, opiniões e sugestões aos candidatos!
__________________

COLUNISTA #1

Das muitas coisas que penso

Penso, penso, e digo, não tenho opiniões, tenho impressões. E essas são tão volúveis como o vento que sopra no Beira-rio, mudam de lado o tempo todo. Eu era da turma dos defensores de tt, mudei, descobri que era contra ele quando este, acoado pelos motins internos, assédios de empresários, e incrivelmente com todos contra, inclusive eu, que estava naquele momento chutando um bêbado (o que não é do meu feitio, fui movido pela paixão extrema pelo internacional) queria sua saída. Achando eu que Muricy era o que foi quando Joel Santana assumiu o Inter, a solução. Mas não era, eis que por incrível que possa parecer, Fernando Carvalho estava certo. Manteve TT e hoje, estamos aí, jogando o melhor futebol disparado do Brasil, em segundo lugar prontos pra sermos campeões brasileiros.

Penso que os jogos que se seguem, se não houver manobras da CBF, devem consolidar-nos como lideres do brasileiro com folgas. Penso que contra o Avaí, não tivemos contratempos, fora os milagrinhos do Lauro, tudo transcorreu bem.

D’alessandro é craque, é diferente, Nelson 1954 e os três mosqueteiros, além do Cheiradona, não viram isso graças a Dios. Guina, o que dizer? Andrézinho é craque, desde que entre no meio da partida. Giuliano é melhor numero 1 (como dizia Zagallo sobre quem marca e ataca) muuuiito melhor que Tinga, que deve voltar pro Grêmio (caso ETs o conduzam para “AVAGA”) dizendo que sempre foi gremista. Alecsandro, Edu, Taison e Marquinhos acabaram com a tática que nos fazia perder jogos bobos, a “te vira Nilmar”.

Penso que tenho uma frase pra dizer a Fernandão, o lider, o carater, o maximo, o capitao, o dono do Inter nos momentos mais vencedores: “CALA A BOCA, SILENCIO, DEIXA ASSIM!!!!” Porque sabemos que não te quiseram, sabemos que tu queria vir, sabemos que o Fernando Carvalho não foi canalha, mas não foi....ortodoxo, digamos. Nós sabemos de tudo!!! O tempo dirá se essa “falha” do FC não foi o melhor pros dois, Inter e Fernandão.

Penso também que determinadas pessoas não podem dar opiniões sobre nada, como Jose Asmuz vai dar opinião sobre o Inter, se ele foi, junto com a família Zachia, responsável pelos anos medíocres no Inter. Venderam Falcão, enriqueceram, afundaram o Inter, por favor, fiquem longe. Penso também que Claudio Bier é um representante dessa facção, Junto com Mano (whitout brain) Changes, então afastem-se desse grupo. Por favor, chamem o Miranda pra fazer oposição. Se esses que citei acima conseguirem o poder, estamos ralados!

Aí, comentários sobre arbitragens, o lance da expulsão de Fernandão e quem aparece pra comentar na Globo.com? Marcio Rezende de Freitas. Logo ele, meu Deus (para os que acreditam) o “ajeitador” da CBF, podem deixar ele comentar arbitragens, mas não lances do Inter, por respeito, o que ele fez conosco, não se faz nem com cachorro puto. Bueno. Respira.

Aí quando penso que nada mais vai me surpreender, um jornalista dessa imprensa marrom que impera por aí vem dizer a seguinte frase: “Alan Kardec veio para o Inter e pretende fazer muitos gols espíritas” Nããããããããoooo! Sem trocadilhos baratos, por favor!

Penso que essas sao minhas impressões.

______________________

COLUNISTA #2

Colorado cada dia mais perto tetra


Do blog do jornalista Juca Kfouri, em maio deste ano:
“Este Inter pinta como autor, em seu centenário, da façanha da tríplice coroa”.

Bom, todos sabemos, infelizmente, o que aconteceu na final da Copa do Brasil deste ano. Há, ainda, uma quase unanimidade entre os colorados de que, não fossem os desfalques de Nilmar e Kléber para a Seleção e o apito desastrado de Héber Roberto Lopes no jogo de ida, no Pacaembu, o Inter teria levantado pela segunda vez a Copa do Brasil e galopava, confiante, em direção à tríplice coroa. Mas passado é passado e não queremos lamentar erros de arbitragem para não ficar com a pecha de bebê chorão. Vamos, então, a uma análise pontual sobre o que leva este humilde blogueiro a acreditar que o fim do ano nos presenteará com o tetracampeonato.

1. O Internacional tem um dos mais, senão o mais qualificado elenco do futebol brasileiro. Como a janela de agosto foi bem pouco sentida, o colorado tem peças de reposição à altura em qualquer uma das 11 posições do time. Quem pode se dar ao luxo de ter as opções de Sorondo, Fabiano Eller, Bolívar, Índio e Danny Moraes para a zaga? Sandro, Guiñazu, Magrão em grande fase, Giuliano, D'Alessandro, Andrezinho? E o que falar de Alecsandro, Edu, Taison, Marquinhos?

2. A preparação física da equipe é algo de cinema. Diferentemente do que aconteceu em 2007 e 2008, começamos o ano descansados, focados em 2009 e nas missões que teríamos em campo dali pra frente. Nas outras oportunidades, terminamos o ano disputando alguma coisa e comprometemos o primeiro e o segundo semestre. Contratações no meio do ano, aposta em treinadores novatos tiraram do Inter o embalo necessário para as conquistas. Agora, estamos no auge da preparação. Depois de um momento de instabilidade em que começávamos o jogo bem e cedíamos o empate ao adversário, agora sobre fôlego ao final de 90 minutos.

3. Os resultados estão aparecendo, e o que é melhor: estamos jogando bem. Os jogos diante de Atlético/MG, Goiás e Avaí são prova de que o Inter é superior aos adversários em campo. Contra o Palmeiras, nossa última derrota, depois que levamos o dois a zero fomos pra cima, dominamos o time do Parque Antarctica e só não empatamos porque o travessão protegeu São Marcos num chutaço do Andrezinho. Se a bola entra, estávamos na liderança dois pontos à frente deles e com DUAS vitórias a mais!!!

4. A defesa aprendeu a não tomar gols bobos com a chegada de Fabiano Eller e o ajuste feito pelo Tite com o 3-5-2. Além disso, o time evoluiu taticamente e consegue recuar para o 4-4-2 durante o jogo sem perder a consistência. Foi o que vimos duas vezes na semana passada, diante do Alético e no domingo contra o Avaí. O ataque (o melhor do campeonato em 2009) mostra sua força, mesmo quando os titulares não jogam. Prova de que o equilíbrio é uma das armas do técnico Tite.

5. O treinador Tite tem estrela, como já havia mostrado no co-irmão. Mesmo errando em algumas convicções e em subsitituições meio retranqueiras durante os jogos, tem sido iluminado. Bastante iluminado.

6. No ano do centenário, o Inter acerta a mão e é exemplo de gestão, administração e marketing. São 100 mil sócios e campanhas de dar inveja a qualquer clue europeu. Número fantástico e que daria saúde financeira ao clube para segurar no Beira-Rio alguns jogadores importantes ou, como remédio, repor algumas peças que saírem.

7. As estatísticas estão ao nosso lado. Com exceção de 2008, quando o time da Azenha venceu o primeiro turno e não levantou a taça - comemora A VAGA até hoje - todos os anos anteriores mostraram que o campeão do primeiro turno vence o campeonato. Mas o treinador azul em 2008 era o Roth e isso bom, já sabemos há muito tempo.

Bom, essas são algumas considerações que me fazem acreditar muito neste tetra. Só que dentro das quatro linhas, às vezes joga um tal de Sobrenatural de Almeida…