segunda-feira, setembro 27, 2010

Lembra

Ontem foi um daqueles jogos que, em vinte - trinta anos, na possibilidade de algum reencontro com amigos contemporâneos de arquibancada, será trazido ao bate papo através do: - Lembra aquele Inter e Corinthians, no Beira Rio, Brasileirão 2010. Lembra?
E a resposta será: Claro! Andrezinho fez o dele de falta, nos acréscimos. Como batia bem aquele doido, que corria igual a um boneco de posto!

- A jogada foi do Alecone.
- Sim. E nesse jogo teve até bicicleta do Edu.
- Que Edu?
- O Edu, que veio do Bétis.
- Ah sei...
- E teve um “Charles” do Damião.
- Hahaha.

Nesse instante inicia um breve silêncio, poucos segundos. É a memória refazendo toda partida. Até que falam juntos:
- Nei botou a mão na bola!
(risos)

- E que passe do D’Alessandro no gol do Tinga.
- O que jogou o gringo naquele ano!
- O gol do Jorge Henrique foi bonito. Era um nanico desgraçado, sempre fazia gol dentro do Beira Rio.

- Aquele jogo deu a liderança do Campeonato ao Fluminense, esquentou a briga e trouxe o Inter de volta pra disputa.
- Pois é, o Corinthians era líder.
- E depois...

... Depois não sei. Ainda vou presenciar e registrar para posteridade o que aconteceu depois do jogo de ontem.

Hoje o que importa é a história escrita pelos pés, braços e vozes de quem ontem esteve no Gigante. Além da sensação inebriante da vitória no finalzinho, está marcado no espírito vermelho e branco: o ímpeto de vencedor que parece não mais sair da gente; tal como brilho nos olhos de apaixonados, pele estonteante dos amantes ou plenitude na alma dos amores.

Internacional. Orgulho do Brasil.