quarta-feira, março 24, 2010

Libertadores e conjecturas

A Taça Libertadores da América apresenta um calendário onde as datas e as sequências dos jogos não obedecem uma ordem estabelecida.

Dessa maneira existe grupos cujas todas equipes já realizaram 4 jogos (grupos 2,3 e 6), grupos onde há equipes que realizaram apenas 3 partidas (1,4,7 e 8) e ainda o grupo 5, onde Deportivo Quito e Emelec realizaram até o momento apenas 2 jogos.

Face a essa diversidade de situações, para tentar prognosticar e contextualizar a campanha colorada até o momento, foram adotados os seguintes critérios:
- Apenas os 3 primeiros jogos de cada equipe foram computados, tendo em face que todas as equipes já realizaram 3 jogos.
- Apenas os 2 primeiros colocados de cada grupo são considerados, para efeitos de classificação.
- Considerando as 2 premissas anteriores, é irrelevante o fato de que Deportivo Quito e Emelec possuam apenas 2 jogos até o momento, pois independente do resultado ambos não irão alcançar quadro classificativo, face a diferença de no mínimo 4 pontos do Inter, 2º colocado do grupo.

Segue a classificação do 1º turno da fase de grupos da Libertadores:

1º Alianza Lima - 9pt
2º Libertad - 7pt
3º Banfield - 7pt
4º Once Caldas - 7pt
5º Cerro URU - 7pt
6º Velez - 7pt
7º Universidad Chile - 7pt
8º Corinthians - 7pt
9º Universitário Peru - 7pt
10º Flamengo - 6pt
11º São Paulo - 6pt
12º Nacional URU – 5pt
13º Guadalajara MEX
14º San Luiz MEX
15º Inter - 5pt
16º Cruzeiro - 4pt

Vale ressaltar que os critérios de desempate e a classificação das equipes obedecem os critérios vigentes da competição que são:
- Os 8 primeiros colocados são distribuídos entre as 8 posições, independente de um 2º colocado apresentar campanha superior a um dos primeiros colocados de grupo
- Critérios de desempate:
1º Saldo de gols
2º Gols a favor
3º Maior número de gols fora de casa
4º Sorteio

Devido ao surto de gripe suína ocorrido no ano anterior, a LA2010 apresenta uma peculiaridade: 2 equipes mexicanas entram direto nas oitavas de final e os dois piores segundos colocados não se qualificam para a próxima fase.

Tais equipes mexicanas, Chivas Gualadajara e San Luiz, entram respectivamente nas 13ª e 14ª posições.

Nesta conjuntura, ao final do primeiro turno, estariam ficando de fora as seguintes equipes:

17º Estudiantes - 4pt
18º Racing - 4 pt

Os confrontos, após primeira fase seriam os seguintes:

Alianza (1º) x Cruzeiro (16º)
Libertad (2º) x Inter (15º)
Banfield (3º) X San Luiz (14º)
Once Caldas (4º) x Guadalajara (13º)
Cerro (5º) x Nacional (12º)
Velez (6º) x São Paulo (11º)
Universidad Chile (7º) x Flamengo (10º)
Corinthians (8º) x Universitario (9º)

As equipes do Cerro (5º) e do Velez (6º) teriam q ir pra sorteio para definição de posições, pois tem rigorosamente a mesma campanha em todos os critérios de desempate.

Analisando a tabela, podemos ressaltar q todos as equipes brasileiras estariam se classificando.

Um outro fator que corrobora esse provável favoritismo no que tange a uma possível classificação é o fato de que todas as equipes nacionais jogaram 2 partidas fora, o que representa um returno com 2 mandos de campo e apoio da torcida.

A distribuição geográfica também reflete uma supremacia tupiniquim, e um certo enfraquecimento da Argentina, com apenas 2 equipes:
- Brasil: 5 equipes (Inter, Corinthians, Flamengo, São Paulo e Cruzeiro)
- Argentina: 2 equipes (Vélez Sarsfield e Banfield)
- Uruguai: 2 equipes (Cerro e Nacional)
- México: 2 equipes (Chivas Guadalajara e San Luiz)
- Peru: 2 equipes (Alianza Lima e Universitário)
- Paraguai: 1 equipe (Libertad)
- Colômbia: 1 equipe (Once Caldas)
- Chile: 1 equipe (Universitário)

Prognósticos e perspectivas, já analisando alguns dos jogos que já aconteceram da quarta rodada:

  • São Paulo já venceu primeira do returno, e passou Once Caldas que apenas empatou, assumindo a liderança do grupo. Já possui 9 pontos, e deve fechar com 12 a 13 pontos e, provavelmente, uma das 6 melhores campanhas.
  • Com a derrota do Alianza Lima e a vitória do Estudiantes, o grupo 3 é o mais embolado. Dificilmente o atual campeão argentino ficará fora, mas também não deve fazer campanha suficiente para ficar nas primeiras posições gerais. O que indica um possível confronto de morte com uma grande equipe já nas oitavas-de-final.
  • A vitória fora de casa do Nacional sobre o Banfield fora de casa na quarta rodada fez com que a liderança do grupo passasse para a equipe uruguaia que surge como forte candidata ao título: dificilmente ficará fora da primeira posição do grupo, o que joga o copeiro Banfield para a segunda posição e o torna um possível adversário brasileiro.
  • Libertad e Universitário, ambos possuem 8 pontos em 4 jogos no grupo 4 e provavelmente se classificarão com campanhas na zona intermediária (entre 7ª e 10 posições provavelmente).
  • Flamengo e Corinthians, vencendo as 2 partidas em casa alcançarão respectivamente 12 e 13 pontos, e com um empate ou vitória fora de caso provavelmente terminem no topo da tabela classificativa.
  • Cruzeiro, principalmente devido a competitividade do seu grupo, deve classificar, mas apenas em 2º, o que provavelmente representará um confronto de oitavas de final bem interessante com um dos primeiros colocados.

Voltando para os lados do Guaíba, a situação do nosso colorado é simples: é obrigatório no mínimo fazer 6 a 7 pontos no returno, para ficar em primeiro lugar do grupo e talvez enfrentar uma das equipes mexicanas.

Mesmo como primeiro colocado do grupo, ainda há o risco de cruzar com equipes de tradição como Estudiantes e Cruzeiro, além dos sempre casca-grossa Libertad e Banfield.

Caso some 3 a 6 pontos, a classificação, caso ocorra, será em segundo lugar do grupo, e aí os possíveis adversários são Corinthians, Flamengo, Vélez, São Paulo ou até mesmo o Alianza Lima.

Como se vê, os próximos jogos, especialmente contra o Cerro são fundamentais para o primeiro semestre da nossa amada equipe.