sexta-feira, julho 16, 2010

Anatomia do jogo

'Ossos... Musculos... Pele... Celulas, tecidos, orgãos e sistemas... Tudo orquestrado para a VIDA do ser...'

Tá na hora de pararmos de visualisar 'linhas' de 2-2 ou de 4, ou 'quadrados e retangulos'... Meio-cancha não é rede de arrastão... Como se 2, 3 ou 4 vão juntos para frente e para trás, lado a lado ou que bloqueiem hermeticamente espaços imaginários. Que, nada! Cada meio-campista deve fazer tarefas específicas adequadas a sua função e característica... e levar meu time para sua única meta: bola na rede do Ceni!!!

O mote Nº1 SEMPRE deve ser obter a bola o mais limpo, vigoso e rápido possivel... Lá na frente ou até dentro da nossa area... Ai, é faze-la avançar com mais ou menos velocidade, precisão e técnica, vertical ou diagonalmente, com a participação coletva dos atores em anarquica harmonia. Ok?

Se seus posicionamentos forem complementarmente em avanço (não em linhas ou formas geométricas) então ok... o motor desenvolve. ELES SÃO AS PEÇAS FUNDAMENTAIS da equipe. Se existe sobreposição ou falta das valências em 1 dos 4... Fud... A continuidade da evolução do time e o progresso da bola 'fastfward' (pode ter ritimo e cadência, desde que sem esquecer a meta lá do outro lado do campo) é a razão deste motor da equipe.

Se não, repito, acabou. O time não progride nem dentro de uma partida nem ao longo de varias num campeonato, num ano ou em vários... Tudo isso pra rapetir novamente: Sandro e Guiña não servem um ao lado do outro em termos de futebol vencedor! PRECISAMOS DE ALGUEM PIOR QUE UM DELES COMO 'CALÇO' DO NOSSO MOTOR... e 2 mais a sua frente... e 1 a 2 para fazer a bola chegar e adentrar a área... e chegar ao VERDUGO... e então ao gol adversário... para a EXECUSSÂO FATAL !!!

Os sistema de jogo simulam um desenho dinâmico para a estratégia. E está é, simplificadamente, obter a bola, trocá-la de condutor em condutor coletivamente e de forma eficaz com, digamos, 6-7 jogadores até atingir A META: Colocá-la dentro da moldura guarnecida pelos oponentes. Um, as vezes 2, 3, 4 ou até 10 são os responsáveis sistematicamente pelo desfecho fundamental almejado: o GOLO !!!

Mas FUNDAMENTALMENTE o ataque deve ser composto carrasco(s), que são 1 a 3. Estes devem invariavelmente ser os incumbidos, ou melhor ainda, os sinônimos, de GOL. De bola na rede! Sempre ! SÓ ISSO! Claro que o protagonista principal deve ser o Centroavante.

Mas se um centroavante recua, ele ficará longe do gol. Logo fará outras coisas, não gols... E se quando porventura lá ele está, mas não ambiciona a posição privilegiada (não antecipa-se e/ou desloca-se dentre os opostos lá na área), se não dispõe de todas armas para ser letal (2 pernas e uma cabeçada competente) nem de velocidade para superar o oponente... e nem mesmo o ânimo para superar-se e fazer algo que parece dificil (coragem e disposição)... bom, daí né, complica... Ele até pode ser tosco mediocre, bom ou ótimo... Mas atacante nato, que usa a Nº 9 AMBICIONA sempre ser ou fazer o que descrevi...

Umas 4 ou 5 peças de time de futebol basicamente devem trabalhar para ele. E este, para os outros 10 em campo. O jogo não foge disto. Desenvolvimento...desfecho... meta atingida... bora pra casa. CLARO, QUEM PODE MAIS, MAIS GRITA 'É CAMPEÃO', segundo esse modelo aqui proposto... Mas nossa sistemática de equipe e nosso(s) atacante(s) escolhido(s) já nem são e/ou não andam fazendo isto mais ! Desvirtuou... O Mandamento META FINAL ficou desvirtuado !!!

Porque? Por que os fundamentos para seu desenvolvimento (bola-verticalização-zona de desfecho-finalizador da META) estão com alguns (poucos) paradigmas óbvios quebrados... É perna sem fêmur... coluna sem vertebra... crâneo sem cérebro...

Carro sem UMA roda, motor sem UMA vela, não andam... e o mecânico vinha mexendo na surdina.... E o motorista só olhando as bobagens do mecânico... Agora temos Mecânico novo... que encontre e corrija o paradigma, pois !!! Arruma esse motor, que é a alma... é o próprio veículo.... Não é nem complicado. Ao invés dos ‘melhores, bonitos ou caros’ acerte com ‘OS MAIS CERTOS’. Ao ínvés de 2 turbos... Um turbo e dez velas...

E, é claro, na centroavância e ataque, p. favor!, não inveta uma parábola.. Se falta roda, BOTA RODA poxa!!! TROQUE O QUE SE REVELOU A ANTÍTESE DO CENTROAVANTE... VAI COM UM CENTROAVANTE QUE DESEJE, ASSEDIE E AMBICIONE, ALI NA GUILHOTINA A NOSSA (dos outros 10 e + 6 milhões) SINGELA MAS DESEJADA META... EXECUTE !!! E A FOME DO GOLO ACABA!!! Simples assim.

P.S.:

'Ah, mas Alecs fez 16 ano passado e já ANDOU com meio (!!!) gol por jogo em 2010'. PÔ... O CONE É UM PESCADOR! Taí: CONE, o ‘PESCADOR DE ILUSÕES'. Ontem, em Campinas, outro de pescaria pra continha dele. Sem goleiro... Bah !!!

Aliás, engraçado né. Se o cirurgião após sua octagésima-centésima cirurgia bem sucedida, errar pela primeira vez, tá degraçado... processado e caçado. Dois frangos acabam a carreira de um goleiro... Tú que está aqui lendo, leva crítica pesada por seu eventual 1º erro, ao ínves de elogios pelos seus outros 'n' acertos...

Mas com Alecs que se omite a 18 meses, não... Quanto mais teremos que aguentar os erros e omissões do nosso pseudo-centroavante... Esse ai, meus amigos, só bota faixa de campeão (de Gauchão) como reserva... Teria ele feito já algum gol em final...? Na Arábia, será? Duvido, hein... Realmente... Esse não servirá nem pra AlecGABIRÚ...