quinta-feira, julho 22, 2010

Tinga e Guina





Em minha opinião, além do retorno (sobre) natural do Tinga, que mais maduro, jogando com mais inteligencia e clarividencia, menos correria deu o ritmo certo ao time com passes a lá Verón, foi a descentralização do time em função de um só jogador (Dale).

Com isto todos cresceram naturalmente, ficamos mais postados e objetivos, o Guina correu menos e jogou mais, o Sandro só saiu na boa, o Dale foi mais sacrificado pela ineficiencia da parceria (Nei muita correria e cérebro à altura de sua cabeleira)

Até o Taison cresceu, se pensar um pouquinho mais, conseguirá ser um razoável jogador, só não pode querer fazer o que não sabe, ou seja, passar a bola e receber. O passe dele é simplório, se inventar, dança...

Os problemas ainda são nossas laterais, muito ineficientes e o Indio (insuficiente quando tivermos adversários melhores).

Ainda gostaria de ver o Guina por ali com a efetivação do Giuliano no meio-campo, ficando assim

Pato (Renan)
Glaydson, Bolivar, Sorondo e Guina
Sandro, Giuliano, Tinga e Dale
Sóbis e Damião (Taison)

Já o Alecsandro esteve numa noite ´não`, tomara assim continue, mas não o vejo como solução definitiva para a centro-avancia (Sóbis vem aí e deveria entrar no lugar dele ou do Taison). Damião tem que ter mais oportunidades e Sorondo titular (Dalton deve ser avaliado), Bolívar vem novamente se consolidando como um bom zagueiro.

Pena o Tinga estar fora do primeiro jogo, mas o maior reforço deverá ser a torcida, pois apesar da fase do SP vão ser 02 jogos muito dificeis, convém lembrar que há pouco estávamos jogando p...nenhuma e desencantamos !