segunda-feira, julho 05, 2010

Lições


É estranha a relação que temos com a derrota. Repetimos frases de efeito pra consciência, de frente pra parede do quarto ou do espelho, caminhando reflexivos ou escutando som do carro, solitários ou expansivos, aparentemente lúcidos. Todo mundo analisa que existe, a princípio, 50% de chance de vencer e a outra metade, de perder. Mesmo assim, é absolutamente certo que diante do fracasso a gente sempre repensa “se eu tivesse feito ou não feito isso ou aquilo”. E, mais certo ainda, é que no êxito simplesmente não conseguimos atingir a mesma autocrítica.

Ou seja, somos tão doentes pelo triunfo, quanto dependentes da sua falta. Pois é na ausência da conquista que aprendemos o caminho dela.

A lição da Copa de 2006 para a seleção brasileira foi uma única: comprometimento. Aquele grupo “distraído” nos deixou carentes de responsabilidade com a amarelinha. Talvez o efeito não tenha atingido a nação colorada como o restante do país, diga-se de passagem, pelo inversamente proporcional que vivenciamos com a camisa vermelha. Mas a verdade é que o principal objetivo imposto, logo após a eliminação contra a França, há quatro anos atrás foi o de constituir um grupo que realmente se empenhasse para defender as cores da bandeira nacional.

E, de fato, não há dúvidas da entrega dos jogadores de Dunga ao sonho da nação. Contudo, envolvimento representa uma parte do time campeão. Talvez a maior, não sei, difícil medir. Vontade pode não superar técnica, mas também não pode faltar. Por sua vez, técnica desequilibra - quanto mais, melhor, vontade em excesso pode atrapalhar.

Acho que a seleção de Dunga aprendeu a lição de 2006, mostrando aplicação, união, respeito aos que representa. Mas o grupo terá que se esforçar ainda um pouco mais na compreensão da lição de 2010: garra não pode sobrepor ao controle.

De qualquer maneira, Kaká, Elano e Cia estão de parabéns. Há de se lembrar que em 94 e 98 eliminamos a Holanda, uma hora eles ganhariam da gente.

Por isso eu digo, depois de toda minha reflexão filosófica e psicológica, que Inter vai eliminar São Paulo mais uma vez e então, na próxima, eles serão eliminados por alguém antes, por favor.

:)

bjs e boa semana a todos.