domingo, julho 18, 2010

Cultura Local

Geralmente quando falamos em estádios modernos, as resistência vem de pessoas que temem a "cultura". Já vimos inclusive vice-presidentes de nosso Clube dizendo que o arame farpado na beira do campo e nas divisórias são fruto da "cultura local" (aqui). E esse é que deve ser nosso temor. Afinal quem lidera um processo de "modernização", deve estar na vanguarda de novos conceitos e não ser uma resistência a eles.
Já tivemos algum progresso, superando fortes resistências internas, contra o arame-farpado no Beira-Rio (aqui), com comparações com estádios brasileiros. Agora, também é interessante ver um trabalho muito interessante feito pelo "Street View" do Google Maps dentro dos estádios da Copa da África do Sul (aqui). País este com uma cultura local "em desenvolvimento", assim como o Brasil.
Nem tudo que é "modernização" - relativa à grande revolução no conceito de "estádio de futebol" ocorrida na Europa desde meados dos anos 90 - significam grandes transformações ou obras milionárias. Muitas vezes são questões simples de gestão e operação do estádio.
E é por não compartilhar dos mesmos objetivos e conceitos da FIFA sobre "estádio de futebol moderno" que o Caderno de Encargos (que é básico), vira um peso a ser executado e não uma orientação de questões básicas que deveriam estar no dia-a-dia do Beira-Rio.

Estádio Royal Bafokeng: redes sobre o fosso para proteger o TORCEDOR. Lembram do rapaz que morreu por cair no fosso do Olímpico?
Estádio Peter Mokaba, rede para "atrapalhar" uma invasão que funciona junto às equipes de stewards (os "seguranças" privados com treino específico para esse tipo de trabalho):
Estádio Mbombela:
Estádio Mandela Bay (fosso com rede. Não impede invasão, atrapalha, dificulta, retarda):
Ellis Park, o mais antigo, praticamente não tem divisória:
Estádio de Durban (até a Copa foram instaladas grades deitadas, como do Soccer City):
O gigante Estádio Soccer City:
Os sul-africanos importaram as infernais "vuvuzelas", fruto da "cultura local". Talvez o plano seja importar arame farpado "oficial" do Estádio da Copa.