terça-feira, julho 06, 2010

Copa BV: Round 1

Hoje começa a Copa dos Blogueiros, onde num sistema de Mata Mata vocês leitores do BV vão decidir quem serão os novos Escritores do Blog Vermelho.

Ainda há vagas para candidatos (leiam AQUI para ver instruções), então quem se interesar ainda dá para mandar seu Text para essa primeira fase.

Hoje teremos 2 candidatos sem revelar seus nomes para que um não leve vantagem sobre o outro por qualquer razão. Depois de ler os textos vocês podem votar em 1 nos comentarios do Topico. Podem tambem deixar dicas aos candidatos para proximas fases. O Autor tambem pode votar em si uma vez mas não pode revelar que o texto é seu. Tambem não vai valer votos de amigos ou familiares...tem que ser a galera que lê o BV mesmo. Por experiencia eu consigo ver quando alguem tá estufando a caixa de votos, então por favor nada disso :) Que o melhor vença. O Vencedor passará a proxima fase do Mata Mata. Vamos lá:

BLOGUISTA #1

A semifinal da libertadores e Celso Roth

Não sou partidário de nenhuma facção: não sou dunguista nem não-dunguista. Ou seja, não defendo o futebol vistoso ou o de resultado. De todo o modo, tendo a preferir o de resultado quando se trata do meu time do coração, muito embora ele sempre tenha se caracterizado pela técnica em toda a sua história.

Ocorre que os tempos são outros, e neste momento histórico o que para mim importa (e isso não se constitui em “partidarismo”) é o resultado.

Prefiro ser campeão na decisão por pênaltis com dois jogadores expulsos do que perder o campeonato “jogando bem”.

Desse modo, quatro anos após, estamos novamente em um lugar privilegiado do futebol mundial, lugar de onde deveríamos nunca ter saído, mas os motivos que originaram isso fogem a este simples texto.

Em razão disso, um novo velho nome começou a comandar nosso time: Celso Roth. Ao que me parece, a reação da torcida (inclusive a minha) foi menos negativa do que tendia a ser. O fato é que, passado pouco tempo, tenho visto com bons olhos (ou boa vontade) o que vem sendo primariamente feito pela nova comissão técnica.

A direção, inclusive, parece querer concertar os recentes erros cometidos. Sóbis, Tinga e Renan são jogadores que, ao menos em tese, agregam valores altamente significativos, independentemente da situação atual do grupo.

Nessa linha, com a vinda de novos jogadores (claro que não esquecendo a controversa antecipação da janela de transferência, se será ou não efetivada) somada ao modo de trabalho do novo técnico que, sabidamente, tem um começo avassalador nos times em que inicia o comando, mais o pragmatismo que, me parece, está norteando os trabalhos do time, vejo com bons olhos a vitória sobre o time paulista e, dependendo das circunstâncias naquele momento, a libertação da América pela segunda vez.

Uma conhecida frase de Maquiavel parece sintetizar o sentimento da torcida e do clube neste momento de decisão: os fins justificam os meios. Para mim é o que importa.

Os jogadores serão reconhecidos como campeões.

A direção será reconhecida como campeã.

E a torcida, que é o patrimônio mais valioso do Sport Club Internacional, continuará a não se intimidar com qualquer time ou situação.

A taça no armário não indica como a mesma foi conquistada. Ela está lá, para quem quiser ver e invejar.

BLOGUISTA #2

O Inter de Celso Roth:

Começamos ontem a ver na prática o time montado pelo Celso Roth, um treinador contestado, odiado por muitos, inclusive sendo debochado por nós colorados , há exato 01 ano.

Existem algumas incógnitas sobre o trabalho dele no Inter:

1. Esquema com meio de campo congestionado, dependendo de um centroavante polêmico, que na maioria das vezes só faz gols com a goleira vazia;
2. Jogadores em que a torcida não confia muito, como Indio, Mathias; Jogadores inconstantes como Pato, Nei, Giuliano, Dalessandro, Kleber, Bolivar. Alguns unânimes (quase) Sandro, Guinazu.
3. E aguardando futuros titulares, mas em fora de forma como Tinga e Sóbis.

Vale lembrar que tem coisas boas que ele trouxe, como treinamentos em dois turnos e realiza a inter temporada, onde ele não vai poder reclamar que não teve tempo para armar o time. Em anos anteriores chegou quase lá com outros clubes, mas sempre disse que ora faltou grupo, ora não teve tempo para iniciar a pré-temporada.

Os jogadores estão motivados, querendo mostrar serviço, agradar o chefe, mas....

Fica o recado: Como será o time do Roth? Incógnita ou um time com vontade.