quarta-feira, janeiro 26, 2011

Inter B e Jonas

Acredito que essa seja a melhor semana do ano para nós colorados. Começando com o jogo do Inter B contra o Inter de Santa Maria, que acabou de terminar. Pela primeira vez conseguimos ganhar com alguma moral no campeonato. Vitória de 4x1. Porém, em uma análise individual, a única parte do time que talvez se salve é o ataque. Ricardo Goulart é um atacante que há alguns jogos vem sendo o destaque. Sem esquecer do garoto Marquinhos, que ano passado não correspondeu as expectativas mas hoje deu 3 assistências resultantes em 3 gols. Nada, nada mal. Ainda assim, Muriel não passa nenhuma confiança, o que faz com que cada vez mais fichas sejam apostadas no goleiro Lauro, o mais cotado para ser titular nesse novo ano.

O melhor de ter ganho de goleada é a moral que o Inter vem para o Grenal. O time B é feito de garotos e eles vão estar em chamas para metralhar o rival. Vamos torcer para que eles correspondam as expectativas.

Além disso, chegou esse novo cara argentino. Só ouvi falar bem dele até agora, e estou bastante empolgado. Principalmente pelo fato de que ele já conhece o D'Alessandro, o que causa uma pré-entrosação no time e provavelmente vai render bons frutos. O problema é que essa coisa toda me lembra o Edu, que também veio da Europa com uma popularidade boa. Só que ninguém guarda nenhuma lembrança boa do Edu. Por isso, acho que vale a pena ir com calma e não cometer os mesmos erros de antes.

Isso sem comentar a notícia de que o Inter está negociando com um volante argentino, que também joga na Europa. Se vier será ótimo. Existem grandes chances do Guiñazu sair depois do final da Libertadores (foi prometido que antes disso ele não sai). A contratação de um volante vindo da Europa seja melhor do que de um atacante vindo do mesmo lugar, acredito. O futebol europeu é bem diferente do brasileiro. O europeu depende mais da força e marcação, o que faz dos volantes uma posição valorizada. Os atacantes precisam ser pesados, jogar com o corpo, algo ao contrário do futebol brasileiro, onde eles se dão bem devido a velocidade e arrancadas.

Ainda sobre atacantes, não há nada melhor para a corneta do que a saída do Jonas. Fiquei impressionado com a bobeira da direção gremista. É um erro dos mais toscos deixar que o melhor atacante do time tenha a multa tão baixa. Depois que certamente ele deve ter guardado um certo rancor por ofereceram uma grana alta para o Ronaldinho, um cara que historicamente já tinha esnobado o Grêmio, e deixar o seu salário, de certa forma, desvalorizado. Dane-se, rendeu boas risadas.

Deve haver um certo cuidado nesse tipo de coisa. Já imaginaram se vira moda todo jogador que brigar com a torcida pagar sua própria multa e ir embora de graça? Seria a verdadeira banalização do futebol.

Agora o Grêmio vem jogando a tão comemorada pré Libertadores. Seria a cereja do bolo caso o Liverpool que vem do Uruguai aprontar uma e vencer o Grêmio. Vamos secar.