quarta-feira, março 09, 2011

Craques do Passado IV - Ivo

Ontem completou-se 20 anos da morte de Ivo João Wink, goleiro que até o surgimento de Manga era considerado o melhor da história colorada.

Ivo Wink iniciou sua carreira no São José, em 1940, aos 20 anos. No ano seguinte, foi considerado o melhor do campeonato citadino, e acabou contratado pelo Colorado.

O goleiro colorado na temporada de 1941 havia sido Júlio Petersen, com Marcelo de reserva. Mas a direção não estava contente. Tanto que contratou Ivo, do São José, e Ciscador, goleiro reserva do Sport, que excursionava pelo sul e Sudeste com grande campanha.

O ano de 1942 começou com os últimos jogos do campeonato municipal de 1941 e com as partidas do campeonato estadual, também de 1941. Júlio foi titular nestas partidas, e no amistoso contra o Sport. Após conceder férias aos jogadores em fevereiro e início de março, o Internacional voltou à ativa no amistoso contra o Cruzeiro, em 07.04. O goleiro foi Ciscador, que estreou no Colorado. Outro estreante do dia era um zagueiro vindo da várzea, Nena.

A partida seguinte já foi válida pelo campeonato municipal. O adversário era o São José, ex-clube de Ivo. O novo contratado colorado estreou muito bem, e o Internacional venceu: 5x2.

Ivo assumiu a titularidade imediatamente. Na temporada de 1942, só não disputou três amistosos, onde Ciscador atuou, e em um dos Gre-Nais do campeonato, que teve Júlio no arco colorado, fazendo sua despedida. O Colorado foi campeão municipal e estadual.

Em 1943 o clube contratou Aristeu, que chegou a ser titular durante o Campeonato de Honra, na abertura da temporada. Mas a seguir Ivo voltou ao posto, conquistando novamente os títulos municipais e estaduais.

Em 1944, Ivo jogou todas as partidas da temporada. Em 1945, cedeu o posto para De Lorenzi, que como ele havia vindo do São José, por três ocasiões. E os títulos continuavam se acumulando.

Em 1946 o Colorado perdeu a hegemonia municipal e estadual, mas os reservas Ênio e Harry conseguiram jogar apenas uma partida, cada um.

Em 1947 o Colorado recupera a hegemonia municipal e estadual. De Lorenzi joga duas partidas e Harry uma. No resto, Ivo reina insuperável.

Em 1948, mais títulos. De Lorenzi e Jamil jogam uma partida, cada. No final da temporada, no Torneio da ACEPA, Everton, o novo reserva, joga algumas vezes.

Em 1949, Ivo ainda é o titular, mas Everton o substitui mais frequentemente. O clube voltou a perder a hegemonia estadual.

Em 1950 Ivo começa a temporada como titular, mas Everton seguidamente o substitui. A partir de agosto, Everton torna-se o novo titular. Em 28.10.1950, Ivo faz sua última partida pelo Colorado, em um Gre-Nal válido pelo campeonato municipal. No final da temporada, o goleiro encerra a carreira.
Depois de trabalhar por algum tempo nas categorias de base do Colorado, foi para São Borja, onde treinou o Internacional e Cruzeiro locais. Em 1954 e 1955 atuou como goleiro e técnico do 14 de Julho de Santana do Livramento. Treinou também o Bagé, e acabou retornando aos clubes de São Borja.

Adotou a cidade natal de Getúlio Vargas, passando lá o resto de sua vida. Ivo faleceu em 08.03.1991.

Títulos de Ivo pelo Internacional:
campeão estadual em 1942/43/44/45 e 1947/48
campeão municipal em 1942/43/44/45, 1947/48 e 1950
campeão do Torneio Extra em 1946 e 1950
campeão do Torneio ACEPA em 1948
campeão do Torneio Dia do Desporto em 1949