terça-feira, junho 07, 2011

Noticiário

pré.s: Enquanto tiro minhas férias em relação ao Falcão e ao time, com minha corneta guardada, vou palavrear com as brincadeiras, ou vice-versa. As tiradas a seguir foram baseadas nas chamadas de notícias do ClicRBS-Inter.

Kléber acordou e no caminho pro treino enguiçou. Não deu outra, é hora de revisão. Já se foram 15 mil kilômetros desde a última e o motor já não responde. Assim que voltar da revisão, volta ao time. Há quem diga que é melhor uma Ferrari sem motor, que um Fusca novinho e de tanque cheio.

Falcão gritou "olé" e DAle, Cave e Guina olharam feio pra ele. Nosso Comentarista (cf. Severo, 2011) não teve dúvida: passou a gritar "olê" até o fim do jogo, conquistando a dedicação de sua armada hermana.

Damião passou as últimas semanas estudando espanhol, o que infelizmente atrapalhou um pouco seu desempenho em campo. Mas tudo bem, o motivo era importante: ontem ele foi dormir mais tarde, pois tinha uma ligação importante. Ligou pra ele e disse: "Mi Pepe, me gustaría saber de ti si puedo jugar en el Barça?".

Zé Roberto foi promovido de peça à peça-chave. Agora, o lema no Beira-Rio é "se vira, Zé!". Até os balões, quer dizer, "lançamentos" de Bolívar (e cia) retornaram, aproveitando a grande fase do atacante. Nada como um bom futebol, a lá década de 70. Falcão está radiante com a homenagem que seu capitão lhe faz.

Não satisfeito com o "olê" e suspeitando que ainda não ganhara definitivamente o coração de seu craque hermano, Falcão resolveu dançar um tango mais colado e agora rasga elogios ao DAle. De hoje em diante, quem sai do treino com DAle é o próprio Falcão, não mais o Juan. O tratamento agora será diferenciado.


Por fim, nosso Comentarista demonstrou sua confiança total em seu capitão, que ficou emocionado (e até ligou pro amigo Carlinhos pra remarcar a balada de sexta) após ouvi-lo dizer que "Quando erramos, prefiro colocar os méritos para as equipes adversárias".