segunda-feira, setembro 19, 2011

Beira-HELL (?!)

Você sabe qual é a campanha colorada em seus domínios?

12 jogos: 5 vitórias, 5 empates e 2 derrotas. Aproveitamento de 55,55%

Dentre os adversários que vieram ao Gigante da Beira-Rio e não foram derrotados, times da “envergadura” de Ceará, Coritiba e Atlético-GO.

Em confrontos diretos contra postulantes a Libertadores (e ao título), empates contra Flamengo, Palmeiras e Santos, derrota para São Paulo e uma única vitória, contra o Botafogo.

Ou seja, nos chamados jogos de 6 pontos, aproveitamento de 40%.

O Beira-Rio não ruge mais? A torcida não apoia mais o suficiente?

Nada disso. Falta atenção e falta oportunismo.

Atenção em não sofrer apagões e nem tomar gols espíritas, muito menos resultantes da manjada jogada de bola parada (conhecido problema, que por ora, parece não ter solução).

Oportunismo em desperdiçar chances claras de matar o jogo quando uma vantagem inicial já está estabelecida.

O Beira-Rio hoje não é mais um diferencial, fruto de um time que não se impõe e não se faz respeitar.

O Inter hoje nada é mais do que um grande ESTRAGA-PRAZERES.

No menor sinal de entusiasmo ou de expectativa, a sequência logo traz um resultado frustrante, acabando com qualquer resquício de sonho ou de ambição à voos maiores.

Tal como o jogo de ontem. Um verdadeiro balde de água fria.

Uma coisa é CERTA. Time que não se IMPÕE em seus domínios, tem mais é que se contentar com a SULAMERICANA mesmo...