terça-feira, maio 26, 2009

Agenda Lotada

27/05 - Inter x Coritba (Copa do Brasil)
31/05 - Inter x Avaí (Brasileirão)
03/06 - Coritba x Inter (Copa do Brasil)
07/06 - Cruzeiro x Inter (Brasileirão)
14/06 - Inter x Vitória (Brasileirão)
17/06 - Final (Copa do Brasil - ida)
21/06 - Flamengo x Inter (Brasileirão)
25/06 - Inter x LDU (Recopa)
28/06 - Inter x Coritiba (Brasileirão)
01/07 - Final (Copa do Brasil - volta)
05/07 - Náutico x Inter (Brasileirão)
09/07 - LDU x Inter (Recopa)
12/07 - Atlético/PR x Inter (Brasileirão)
15/07 - Inter x Fluminense (Brasileirão)
19/07 - Grêmio x Inter (Brasileirão)

Como se percebe, se passarmos pelo Coritiba, no confronto semifinal da Copa do Brasil que se inicia amanhã, no Beira-Rio, somente na segunda semana de junho não teremos jogo do Inter no meio da semana. Isso porque, após a Recopa, o Brasileirão começará a ter jogos também às quartas-feiras.

Contudo, mais que uma agenda lotada, o Inter tem pela frente a tarefa de encarar três competições diferentes nas próximas semanas. Vai ser um desafio físico e mental, pois diante dessa maratona de jogos, não bastará ao clube mostrar que o grupo terá pernas para agüentar tantos jogos em sequência. Precisará, também, mostrar que a cabeça estará no lugar, pois o foco terá de continuar sendo sempre o próximo jogo, independentemente de que competição seja.

Até agora, os confrontos contra o Flamengo, pela Copa do Brasil e as três primeiras rodadas do Brasileirão mostraram um Inter que, se não foi surpreendente do ponto de vista técnico, vem sendo impressionante quanto aos resultados que, ao final, é o que fica na história.

Claro, ainda é muito cedo para comemorar. Títulos, por enquanto, só os do carnaval e do Gauchão. A tabela, como vimos, de fácil tem pouco ou quase nada. Portanto, neste momento, assim como já foi diante do Flamengo, especialmente após o gol de empate no Beira-Rio, é hora da torcida fazer a diferença.

Mais do que nunca, é hora de apoiar o time incessantemente, começando pelo jogo de amanhã, a fim de tentar matar o confronto já nos primeiros 90 minutos, com um resultado impossível ou dificílimo de reverter no segundo jogo. Mas sem desespero.

Dizia-se que o 0 x 0 no Maracanã era enganoso, pois não poderíamos levar gol em casa. Ora, levamos gol em casa e nos classificamos. Assim, vitória por 2 x 1, em casa, não é tragédia. Quem ganha, seja por que escore for, joga pelo empate. Quem empata, como fizemos no Maracanã, joga por vitória simples, seja qual for o placar, assim como fizemos no Beira-Rio. Então, nada de pânico em caso de gol do adversário. O time precisa do torcedor e este não pode passar ansiedade para dentro de campo.

Vamos fazer a nossa parte, mais uma vez, passando vibrações positivas, muita confiança, incentivo e apoio para o time dentro de campo, pois nessa maratona de jogos que se aproxima, até mesmo a torcida precisará ter sempre a cabeça no lugar.

Fortes emoções nos aguardam e eu estou pagando a minha mensalidade em dia pra ver!