sexta-feira, fevereiro 18, 2011

A CARA DO FRACASSO

É colorados... o negócio começou mal. Não me venham com essa que empate fora de casa é bom resultado. Emelec perde pro Zequinha, pro Mazembe, Veranópolis e outras porcarias que vemos por aí. O Inter não ganhou 1 ponto, e sim perdeu 2. Em 2010 não ganhamos nenhuma partida fora de casa, o mesmo discurso furado de time pequeno era ouvido, empate fora de casa é bom blábláblá. Por favor, empatar com Boca fora de casa é bom resultado, agora Emelec... esses pontos fora fizeram em 2010 termos que decidir contra Estudiantes e São Paulo fora de casa, derrota por 2x1 no limite. Lembram 2006? Uma vitória fora de casa já garantiu a 2º melhor colocação geral e todas as decisões no Beira Rio. Só um louco para não querer isso.

E ai chegamos ao Celso Fracasso Roth. Como depositar esperança em uma pessoa que a 10 anos de carreira comete SEMPRE os mesmos equívocos? Começou com a pérola Guinazu de armador. Zé Roberto, que é seu bruxinho jogando nada nada nada, não sabia se era atacante ou meia, e no final não foi nenhum dos dois. Espetacular fazendo 50 faltas na frente da área e errando todos os passes. Em certo momento do jogo o Inter percebeu que o Emelec era tão ruim que foi pra cima, começou a atacar mesmo com um esquema tático ridículo e colocou o Emeleca na pressão, o gol não saiu por detalhe. Até que Bolatti fez. 1 a 0. Neste momento Rodrigo já estava preparado para entrar, sorte que não entrou e o gringo guardou. Aí veio a pérola, colocar 3 zagueiros contra o Emelec do Equador. Meu Deus, contra o Cruzeiro no Mineirão será de que jeito? 5 zagueiros e 4 volantes? Chamou o Emelec pra cima do Inter, ao invéz de mandar Dalessandro segurar a bola la na frente como fazia Pedro Iarley, ele e Cavenaghi tinham que voltar e marcar. Resultado, Cavenaghi fez a falta que resultou no gol do Emelec.

O MEDO DE PERDER TIRA A VONTADE DE GANHAR!

Uma piada, uma afronta, uma atitude de treinador pequeno e que nenhum clube grande deveria suportar, mas nos colorados somos obrigados a aturar este cidadão perdedor, fracassado, arrogante e outras coisas que o horário não me permite dizer. Celso Roth é o cara talhado ao insucesso, sua carreira se baseia em trabalhos ruins com um título de libertadores com apenas 4 jogos, isso é fato. Mas o pior é que este verme está milionário, e as custas de muitos clubes grandes que caíram nesta armadilha de bigode. Começa bem na motivação, cria bruxinhos, inventa esquemas sem sentido, inverte posições, pérolas na escalação, pérolas nas entrevistas e cedo ou tarde sai corrido, um cidadão fadado a ser derrotado.

Semana passada escrevi aqui que o time tem a cara do Copa. E tem mesmo, mas infelizmente o treinador tem a cara do Fracasso. Das duas uma, ou a Direção impõe escalações e esquemas táticos para o Burroth, 442, cada um em sua posição, Bolatti 1º, Espetacular Fora, Guina Tinga ou Zé Roberto e Dale, Sobis e Damião (ou Cavegol), cada um no seu lugar, sem inventar, 2 zagueiros, 2 laterais, 2 volantes, 2 meias e 2 atacantes. Ou infelizmente mais episódios Mazembicos virão. 2011 é cruel, não tem parada para a copa do mundo, não tem como arrumar a casa com a Copa andando. Talvez um Abelão só para a liberadores resolva como disse o Nelson. Mas acho difícil.

Infelizmente, para nós colorados não vejo luz no fim do túnel, cedo ou tarde o Fracassado sairá, mas não antes de entregar a Copa. A taça está em casa, mas vai ser difícil mantê-la.

Oremos