terça-feira, fevereiro 15, 2011

Tudo Tranquilo?

Tudo tranquilo para a estreia do Inter na Libertadores?

Porque não? Temos um tecnico que já ganhou a Libertadores e inclusive conhece o Emelec pois passamos pelo Emelec na campanha de 2010 .... Ahhh sim tinha esquecida não era o Roth contra o Emelec em 2010...era o Fossati.

Mas o tecnico tem um Grande elenco com quem trabalhar....ahhh sim mas o proprio Roth falou que não tem muita experiência com elencos de alta qualidade...

Mas temos o novo Centroavante Cavenaghi no ataque....ahhh sim mas ele não vai jogar.

Falando nisso, li muito aqui em outros anos (nos comentários e posts) que quando certos jogadores iam bem no Gaúchão (Alex, Taison e Alecsandro por exemplo) era porque era só Gaúchão ...adversários fracos... mas porque ninguem fala isso agora com Leandro Damião? Confio no guri...mas são os comentários inconsistentes que me perturba. Um peso duas medidas?

Apesar do tom ironico dos comentários acima estou esperando uma boa performance do time. Vou ser direto..ESSE ELENCO TÁ COM CREDITO ZERADO. Não há mais espaço pra cagadas. Mazembe foi um GAME CHANGER, Mazembre mudou a equação que agora diz que esse elenco deve MUITO aos Colorados...que foram em 10 Mil para o outro lado do Mundo pra ver aquele fiasco. São os jogadores que deveriam pedir nosso autografo em 2011...NÓS COLORADOS É QUE ESTAMOS EM ALTA.

Os jogadores sabem disso...a diretoria sabe disso e espero que eles façam a parte deles. Essa partida contra o EMELEC não é o Inicio...é a continuação. Não tem nada zerado...o peso do Mundial continua e quero ver FUTEBOL e VITÓRIA sem desculpas...sem papo furado. Desculpas por derrota foi a especialidade em 2010. Ou seja menos conversa em 2011 e mais vitórias.

Uma Vitória ou no minimo um "bom empate" é obrigação contra o Emelec lá. Uma derrota só confirmará que que o fiasco de Abu Dhabi tem causa no comando do time.

Logo saberemos.

PS: Continuo em Orlando. Segunda fui no Universal, hoje mais leve no Magic Kingdom. Muito bom ver os velhos amigos, nesse caso o Sergio a Andrea e a Cora a filha dos dois. Eu que moro longe de boa parte da familia e de muitos amigos é um prazer imenso passar uns dias com essas pessoas. As vezes passa anos sem ver eles. Mas temos que aproveitar os bons momentos.