sábado, junho 20, 2009

Bons reservas

Muitas vezes já se disse que quem não é escalado é a solução dos problemas de um time de futebol. É sempre assim: algum jogador titular vai mal em duas ou três partidas e sempre surge alguém pra afirmar que o reserva é melhor, que deve receber uma chance, que ele é o “cara”. No Inter ouvimos muito disto neste primeiro semestre. Vejamos:

Na lateral direita, Bolívar foi contestado durante os seis primeiros meses do ano. Quase que semanalmente ouvíamos que ele tinha que sair do time, que não dava mais e que o Danilo era muito melhor. Pois quarta-feira ficou provado que na falta de um lateral de verdade, o Bolívar tem que jogar sempre, porque é muito mais jogador que o bom reserva Danilo.

Na outra lateral, a mesma história. Muito se disse que o Kleber era desinteressado, não tinha vontade, que não apoiava e que tinha que sair imediatamente do time, porque Marcelo Cordeiro estava pedindo passagem. Ledo engano. O Cordeiro também é um bom reserva e não mais que isto. O Kleber é muito mais jogador até jogando menos do que se espera dele. Tem que ser titular sempre.

Pois no meio e no ataque também tivemos uma discussão parecida, embora bem menos intensa. Parece mentira, mas aqui mesmo no blog chegamos a ler comentários que pediam Andrezinho no time titular e que o Alecsandro tinha que substituir o Nilmar. Claro que estas duas substituições foram pedidas por alguns poucos torcedores, mas teve gente que queria estas trocas sim. E pra piorar, já foi pedido até o fraquíssimo Giuliano no time titular.

Pra mim, agora está provado: todos estes (Danilo, Cordeiro, Andrezinho, Giuliano e Alecsandro) são bons reservas. Podem entrar no meio duma partida e mudar um pouco o jogo. Podem até começar um jogo que outro (não todos juntos) que também darão conta do recado. Mas nenhum deles é melhor que o titular da posição. Repito: são apenas bons reservas.