quarta-feira, julho 01, 2009

Duas grandes viradas coloradas na Copa do Brasil

1997
Na 3ª fase da Copa do Brasil o Internacional enfrentava o Santos.

A primeira partida foi disputada na Vila Belmiro, em 27.03.1997. O Colorado, treinado por Celso Roth, jogou preocupado em não perder. No 1º tempo o time resistiu bem à pressão do adversário, mas no 2º tempo a timidez colorada foi punida, com gols de Macedo (15’) e Robert (22’). O Santos ficava com a vaga bem encaminhada.

IN: André; Gustavo, Marcão, Gamarra e Paulo Roberto; Fernando, Enciso, Marcelo (Fabiano), Luiz Gustavo (Alberto) e Sandoval; Christian (Murilo)
Técnico: Celso Roth
SA: Zetti; Ânderson Lima, Sandro, Ronaldão e Cássio; Baiano, Narciso, Robert e Caíco (Alexandre); Alessandro e Macedo (João Fumaça)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Na partida de volta, em 03.04.1997, Arílson fez uma grande partida, e marcou dois gols ainda na 1ª etapa, aos 25’ e 42’. No 2º tempo o resultado se manteve, e nos pênaltis o Internacional venceu por 3x2, classificando-se para a fase seguinte.

IN: André; Gustavo (Vinícius), Marcão, Gamarra e Paulo Roberto; Fernando, Ânderson, Enciso (Alberto) e Arílson; Luiz Gustavo (Washington) e Fabiano
Técnico: Celso Roth

SA: Zetti; Ânderson Lima, Narciso, Ronaldão e Rogério Seves (Baiano); Alexandre (Sandro), Vágner, Marcos Assunção e Caíco (João Fumaça); Robert e Macedo
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

2008
Pela 3ª fase da Copa do Brasil o Internacional enfrentaria o Paraná, no estádio Durival de Britto. Logo no início da partida, o estreante lateral-direito Ângelo infernizou o lado esquerdo defensivo colorado, a ponto de, ainda nos primeiros minutos de partida, Abel Braga modificar o esquema do time, retirando Roger do meio-campo e fixando-o na ala esquerda. Mesmo assim, o 1º tempo foi pobre em emoções. Aos 4’, Clemer defendeu um chute de Joélson, de longe. Aos 6’, Bustos cobrou falta, acertando a trave, após desvio do goleiro Fabiano Heves. Aos 11’, Everton chutou para grande defesa de Clemer. E foi só.

No 2º tempo, aos 5’ Ângelo cobrou falta, a zaga atrapalhou-se com a bola, e o Paraná abriu o marcador: 1x0. A partir daí, Abel começou suas famosas mudanças. Primeiro, retirou Iarley para colocar Adriano. Em seguida, sacou Nilmar e Bustos, para o ingresso de Gil e Tales. O Internacional pressionava, mas o Paraná levava perigo nos contra-ataques. Aos 36’ Fábio Luís aproveitou um cochilo da defesa e ampliou: 2x0.

IN: Clemer; Índio, Orozco e Marcão; Bustos (Tales), Magrão, Alex, Roger e Guiñazú; Iarley (Adriano) e Nilmar (Gil)
Técnico: Abel Braga
PA: Fabiano Heves; Daniel Marques, João Paulo e Luís Henrique; Ângelo (Goiano), Léo, Jumar (Beto), Giuliano e Éverton; Joélson (Clênio) e Fábio Luís
Técnico: Paulo Bonamigo

O jogo de volta ocorreria em 23.04.2008, no Beira-Rio. Logo no início da partida, aos 20 segundos, Jonas e Índio disputaram a mesma bola, e o volante sofreu uma queda violenta, tendo de ser substituído e levado às pressas para um hospital. Aproveitando-se da situação, Joélson abriu o marcador aos 3’.

Tudo parecia favorecer o Paraná, mas logo depois, aos 5’, Andrezinho matou no peito e chutou para a rede: 1x1. O Colorado passou a pressionar, e o Paraná a segurar o adversário com faltas. Aos 20’, Ângelo cometeu uma falta violenta em Andrezinho, e foi expulso. Imediatamente Abel retirou Ji-Paraná do time, colocando Adriano,para aumentar o poder ofensivo. Aos 32’ o Internacional virou o marcador, com Índio, e aos 34’, Sidnei e Joélson se desentenderam e foram expulsos. Com 3 jogadores a menos em campo, o Internacional passou a ter bastante espaço para atacar. Aos 42’, Andrezinho recebeu um passe de cabeça de Fernandão, e ampliou: 3x1. Mas ainda faltava um gol.

A 2ª etapa começou com o Paraná se defendendo e o Internacional atacando. Aos 19’ Magrão marcou mais um gol: 4x1. Sendo eliminado pelo resultado, o Paraná trocou dois volantes por dois atacantes e tentou desesperadamente um gol salvador. Contudo, não conseguiu criar boas oportunidades, e ainda dava espaço para os contra-ataques. Aos 48’, já no final da partida, Nilmar foi derrubado na área. Fernandão cobrou o pênalti e decretou o resultado final: Internacional 5x1.

IN: Clemer; Índio (Titi), Orozco e Marcão; Bustos, Jonas (Sídnei), Ji-Paraná (Adriano), Magrão e Andrezinho; Fernandão e Nilmar
Técnico: Abel Braga
SA: Fabiano Heves; Daniel Marques, João Paulo e Luís Henrique; Ângelo, Léo, Jumar (Cristian), Giuliano (Clênio) e Éverton; Joélson e Fábio Luís (Goiano)
Técnico: Paulo Bonamigo

Hoje ocorrerá a 3ª grande virada na Copa do Brasil, e com direito a título.

PS: Acho que o título virá com uma vitória de 3x0. O domingo foi sugestivo: Brasil 3x2 Estados Unidos, Sport 3x1 Grêmio, Internacional 3x0 Coritiba.