sábado, abril 18, 2009

Sem graça?

Não restam dúvidas que o Inter será campeão gaúcho no próximo domingo. Se jogar mal ganha de pouco e se jogar bem vai golear outra vez. Agora não parece a vocês que este título foi meio sem graça? E se parece, será que é porque o Inter jogou bem demais e não deu chances aos adversários ou porque eles realmente são muito fracos? Sei lá, mas a verdade é que temos uma decisão amanhã e eu já sei que irei ao estádio só para comemorar sem sofrer muitos sustos. No fundo, ainda não sei se isso é bom ou ruim.

Explico. Por um lado, lembro de termos vencido apenas 2 vezes o gauchão de 1993 até 2001. Neste período o Inter jogava bem ou mal, contra times fracos ou fortes e não conseguia nem sequer ser campeão estadual. Mas os tempos mudaram e hoje eu me sinto mais exigente com o nosso time. Não me contento mais em ser um dos 8 melhores no certame nacional. Eu vi meu time ser o melhor do mundo e quero vê-lo nesta condição novamente muito em breve. Logo, para ser o melhor de todos temos que ser muito melhores que nossos adversários regionais. E isto já mostramos que somos.

Na real, isto tem gerado um sentimento dicotômico: estou feliz por ser campeão estadual invicto, coisa que eu nunca tinha visto. Mas acho muito pouco pra sairmos à rua e comemorarmos a taça no armário até porque tem Copa do Brasil na qurta-feira. Talvez se fosse GreNAL eu estivesse mais empolgado, mas nem pra isto eles se prestaram este ano (aliás, neste século venceremos o sexto título estadual e nenhum foi ou será contra o Grêmio).

Pois bem. Em resumo acho que o Inter está fazendo o que tem que fazer. Se o campeonato gaúcho tem um nível baixo, ganhamos ele invicto e com antecedência podemos começar a nos preparar para o que vem pela frente. Não podemos reclamar de sermos campeões com a campanha que estamos fazendo. O que me preocupa é que isto possa enganar a torcida que pode ficar imaginando que será assim o ano inteiro. O gauchão já provou o ano passado que não é parâmetro. Eu estaria muito mais tranqüilo se tivesse certeza que o clube sabe separar as competições e que ninguém está se enganando com este campeonato fácil e, talvez, meio sem graça.