quarta-feira, abril 22, 2009

Títulos e goleadas

Com as recentes vitórias de 8x1 sobre as equipes caxienses, surgiu um interesse sobre que outras finais tiveram placar dilatado.

A final com mais gols foi a de 1944. O Internacional venceu o Bagé por 9x0, mas 3 gols foram marcados na prorrogação. Como o Bagé havia vencido a primeira partida da decisão, por 3x1, e o Colorado venceu a segunda, foi necessário a disputa de uma prorrogação.

Ficha do jogo:
22.10.1944
Internacional 9x0 Bagé
Timbaúva (Porto Alegre)
Gols: Volpi 25s' e Xinxim 22' do 1º; Adãozinho 27', Xinxim 29' e 32' e Adãozinho 39' do 2º; Pror: Tesourinha 3', Adãozinho 7' e Volpi 9' do 1º
IN: Ivo; Alfeu e Nena; Assis, Ávila e Abigail; Tesourinha, Volpi, Adãozinho, Rui e Xinxim

Depois, na ordem, vem as duas finais contra equipes caxienses (embora, contra o Caxias, o adversário não tenha sido o vice-campeão).

Ficha dos jogos:
04.05.2008
Internacional 8x1 Juventude
Beira-Rio (Porto Alegre)
Gols: Danny Moraes 25', Fernandão 29' e 31' e Alex 37' do 1º; Fernandão 4', Nilmar 9', Índio (contra) 11', Índio 32' e Clemer (pênalti) 45' do 2º
IN: Clemer; Índio, Orozco e Marcão; Bustos (Jonas), Danny Moraes, Magrão, Alex (Andrezinho) e Guiñazú; Nilmar e Fernandão (Iarley)

19.04.2009
Internacional 8x1 Caxias
Beira-Rio (Porto Alegre)
Gols: Magrão 6', Taison 15', Nilmar 18' e Nilmar 22', Guiñazu 32', Magrão 40' e D'Alessandro 43' do 1º; Cristian Borja 20' e Álvaro 43' do 2º
IN: Lauro; Bolívar, Índio, Álvaro e Kléber; Sandro, Magrão (Marcelo Cordeiro), Guiñazu e D´Alessandro (Andrezinho); Taison e Nilmar (Alecsandro)

No tetracampeonato, em 1943, também houve uma goleada marcante na final, contra o Guarany de Cachoeira do Sul: 7x1.

Ficha do jogo:
17.10.1943
Internacional 7x1 Guarany CS
Passo da Areia (Porto Alegre)
Gols: Carlitos 5', Tesourinha 17', Carlitos 26' e Villalba 33' do 1º; Tesourinha 6', Gabriel 25', Rui 26' e Tesourinha 34' do 2º
IN: Ivo; Alfeu e Nena; Assis, Ávila e Abigail; Tesourinha, Rui, Villalba, Joane e Carlitos

Em 1948, foi o Grêmio Santanense que sucumbiu a uma goleada.

Ficha do jogo:
04.11.1948
Internacional 5x0 Santanense
Montanha (Porto Alegre)
Gols: Roberto 14', Villalba 20' e 35' do 1º; Roberto 25' e Carlitos 28' do 2º
IN: Ivo; Nena e Maravilha; Alfeu, Viana e Abigail; Tesourinha (Ghizoni), Leônidas, Villalba, Roberto e Carlitos

E merece menção também a vitória sobre o Rio Grande, na final de 1941, disputada já no início de 1942. O Internacional venceu o Rio Grande por 6x2, mas já havia vencido o adversário, na primeira partida, por 9x2.

Ficha do jogo:
01.02.1942
Internacional 6x2 Rio Grande
Timbaúva (Porto Alegre)
Gols: Carlitos, Ernesto, Butel e Villalba no 1º; Villalba (2) e Tesourinha (2) no 2º
IN: Júlio; Alfeu e Álvaro; Brandão, Assis e Ávila; Tesourinha, Russinho, Villalba, Rui e Carlitos

O nosso rival pode se vangloriar de apenas 3 vitórias de placar elevado, em decisões do campeonato gaúcho.
08.02.1961 7x0 Pelotas (valia pelo título de 1960)
30.03.1947 6x1 Riograndense RG
25.12.1932 5x1 Pelotas

Mas nosso rival tem um recorde ainda inigualável. A maior derrota de um time com mando de campo, em finais de campeonato gaúcho, ocorreu com o Grêmio. Na final do campeonato gaúcho de 1919, em plena Baixada, o Grêmio levou 5x1 do Brasil de Pelotas, que sagrou-se o primeiro campeão gaúcho.