segunda-feira, abril 25, 2011

Inspiradores

A música “Meio Campo”, de Gilberto Gil e maravilhosamente interpretada por Elis Regina (diga-se de passagem), tem letra despretensiosa em melodia com muito ritmo.

Prezado amigo Afonsinho
Eu continuo aqui mesmo
Aperfeiçoando o imperfeito
Dando tempo, dando um jeito
Desprezando a perfeição
Que a perfeição é uma meta
Defendida pelo goleiro
Que joga na seleção
E eu não sou Pelé, nem nada
Se muito for eu sou um Tostão
Fazer um gol nesta partida não é fácil, meu irmão

Entrou com bola, e tudo!

Só com o golaço de Bolatti, ou a resposta de Fred que vale reconhecimento, o bom compositor já teria provocado seu instinto. Dois lances onde a bola caprichosa vai dormir no cantinho, intocável. Dedico, lógico, maior riqueza no detalhe do volante que chegou ao Inter com dez gols marcados em sua carreira e só aqui já fez quatro (se não me engano). É o colorado descobrindo goleadores na primeira função. Até poderia parecer mal sinal. O score de Bolatti poderia ser o indício frágil de um ataque inexpressivo. Nada disso. O bom momento é sem dúvida de todo meio campo (e bola) pra frente.

Embora haja inevitável comparação pela mudança de técnico, mesmo em momentos de baixa efetividade o Inter vem demonstrando nessa temporada que tem qualidade e tempero. Pois sim, há um algo mais nesse grupo. Não que seja tanta superioridade firmada em pouco tempo, estamos apenas em fins de abril. Mas é perceptível que nessa roda o samba vai esquentar.

Enquanto isso, tal como Canário do Rei, Damião canta em qualquer lugar. Afortunadamente pude ver de perto a primeira audácia desse drible quando, no ano passado, contra o mesmo Juventude no Beira Rio, junto à linha lateral, o então reserva atacante aperfeiçoava o imperfeito. Ao meu lado gritava um incrédulo e carismático amigo colorado, Fabiano – a quem chamamos carinhosamente de Cachaça, em homenagem ao... vocês sabem. Ele já incorporou de tal forma este apelido que chegou a tornar-se o Original Cachaça.

Pois bem, prezado amigo Fabinho,
Eu continuo aqui mesmo, dando um tempo, dando um jeito.
Esse Leandro Damião tá desprezando a perfeição.
O Inter ainda vai nesse ano jogar por música, anota aí.
E não sei quem vale o Tostão nem nada. Com muito respeito, prefiro Falcão.