quinta-feira, dezembro 02, 2010

Correndo riscos

Uns acham que o time hoje diante do G. Prudente deve ser o titular. Outros dizem que não. Uns lembram que enquanto ainda tínhamos chances de título o Roth escalou reservas ou "mistão", visando o Mundial. E agora, é momento de poupar jogadores? Acho que não.

É preciso que o time não perca o entrosamento nem o ritmo de jogo. E vale lembrar que os jogadores somente entrarão em campo no dia 14, pelas semifinais do Mundial. Mas ao mesmo tempo em que é preciso manter o ritmo e o entrosamento, há riscos de lesões. É uma faca de dois gumes, momento de tirar o pé e não forçar muito. E mesmo tirando o pé, sem forçar, o jogo de logo mais é para vencer. Vamos fechar o Roubalheirão 2010 com vitória. É o último jogo antes do embarque, portanto todas as atenções do torcedor estarão voltadas a partida. Veremos o mesmo Inter que jogou contra o Vitória, ou a equipe jogará com mais vontade? Creio que jogará na lenta de novo, pois está em ritmo de treino. Sempre queremos ver o time jogar bem, mas hoje isso não faz a mínima importância. O que vale começa, dentro de campo, no dia 14. E o time tem que estar inteiro.

Reitero o que falei no post da semana passada, sobre apoio incondicional. O Louis também falou sobre isso nesta semana. É o caminho, galera. Sem corneta. Vamos esquecer tudo e focar no time. Muitos de vocês já devem estar preparando o check in para ir aos Emirados. Muitos outros torcedores estão contados os pilas para comprar uma carne e uma ceva barata para as "preliminares" visando o jogo da estréia e, com toda a certeza do mundo e o amém dos Deuses do Futebol, a decisão com o título do bi.

Eu só estou pensando no Mundial. Minhas contas, problemas, tudo está ficando de lado. Faz parte. Ao pensar no Mundial, a boca seca, o coração dispara. Todo mundo deve estar assim, todos aqueles colorados apaixonados, e até mesmo os poucos que não tem o futebol como prioridade devem estar ansiosos.

Minha carne e a ceva já estão garantidas para o dia do jogo. Decretei feriado no dia da estréia e não vou trabalhar. Já paguei minha promessa hoje mesmo pela manhã e estou com as pernas doloridas e cheio de bolhas nos meus pés.

Tudo pelo Inter.