quarta-feira, maio 18, 2011

Grenal e reforço

Saudações coloradas à todos. Ainda resta um pouco da felicidade que ganhei do grenal. E que grenal. O melhor que eu vi na vida. Alguns mais experientes podem dizer que viram outro(s) melhor(es). Mas caramba, o contexto, o jogo, a repercussão. Demais.

Mas na era em que vivemos (a da velocidade), domingo já virou história. E devemos nos manter no presente. Ninguém quer ser o Grêmio (1983 vive). O problema é que, depois do porre, vem a ressaca. E a do Inter não é pequena. O time não anda bem. Esqueçam o grenal. E pra quem anda meio perdido, estreiaremos no Brasileirão contra o Santos. Na Vila.

Só que piora: estamos com alguns jogadores fora. Andrézinho é um deles (vai ficar fora um mês). Os outros são Sóbis e Rodrigo. Mas o problema maior não é esse.. O problema é que todos os setores do campo precisam ser revistos.

A começar pelo nosso goleiro. Não há dúvidas quanto a saída do Renan, certo? A zaga: está furada. E se chegar com essa zaga contra o Santos? E mais esse goleiro? O desastre pode ser grande. Nossos volantes estão bem. Até muito bem. Mas o meio... D'Ale não joga bem faz um tempo, o Andrézinho está fora e eu ainda não entendi por que o Oscar não é titular. Alguém sabe?

No ataque, vamos ficar sem Damião, o Sóbis vai embora e o Cavenaghi provavelmente não vai ser usado, pelo limite de estrangeiros. Mas se esse problema ainda não tem solução, no mínimo, tem um remendo. O Inter contratou Gilberto, artilheiro do campeonato pernambucano. Tá certo que o pernambucano não é um campeonato que pode ser comparado ao Brasileiro, mas é uma boa aposta, a meu ver.

O Inter agora tem seis semanas para acertar o time (nessas próximas semanas só vai ter jogo domingo). É tempo de mostrar serviço, pois o Brasileirão é a maior prioridade do Inter. É só o que falta nessa era.