sexta-feira, maio 27, 2011

A TAL HIERARQUIA

Um dos maiores problemas do futebol atual, é a chamada hierarquia de vestiário. Falcão chegou ao Inter e em sua coletiva de apresentação falou sobre o assunto. Era o indício de que ele cometeria os mesmos erros dos treinadores anteriores...

O que é hierarquia de vestiário? Como se mede isso? É pela idade do jogador? Pelo tempo que ele está no clube? A influência e liderança (positiva ou negativa) que um jogador tem sobre os outros? Isso não importa. O que realmente importa é que isto está se tornando algo mais importante que a bola em si. Hoje a escalação se dá mais pela tal hierarquia do que pela bola de cada um. Alguém, aí tem dúvida que o Oscar joga mais que o Tinga? Porque os zagueiros escolhidos são sempre os mais velhos, os líderes, e não os jovens Moledo e Romário que por sinal é de seleção... Muitos se enganaram pelo último jogo do Juan, inclusive Falcão elogiando o garoto... Então porque Rodrigo volta ao time? Se Juan foi tão bem, porque não fica no time?

Daniel está no Beira Rio há 90 anos, nunca jogou nada, é inimigo da bola e marca muito mal. Lembram em 2009, quando ele na vila tomou uma entortada do Kleber Pereira, em um jogo 3 x 3 que AlecGol fez 3? No último jogo tomou o mesmo drible de um fraldinha do Santos e tomamos 1 a 0... Porque ele continua jogando? Porque Glaydson não recebe uma chance? Ou o tal filho do Winck?

Em 2008, na Sul-Americana começou a surgir um 1º volante alto, passos largos, técnica apurada... Era Sandro. Caso Edinho não tivesse sido vendido, Sandro estaria até hoje acompanhando os jogos do colorado do banco de reservas, sob alegação da tal hierarquia...

Agora, Inter e Ceará... Oscar será reserva... No treino o meio foi Bolatti Guina Tinga e Dale. Dale foi expulso, Oscar entrou e fez 2 gols... Dale volta naturalmente ao time e Oscar? Ao banco, pois Paulo César Tinga, 30 e todos anos, muitos serviços prestados ao time, meu ídolo sim, autor do gol da primeira Copa em 2006, precisa jogar. Devido a hierarquia Tinga não pode ir pro banco de um jovem de 19 anos, ele precisa jogar ou o vestiário irá rachar... Ano passado o mesmo acontecia com Giuliano. Este era banco de Tinga, que infelizmente desde que voltou ao Inter jogou pouco.

Qual a solução? Acabe-se com a hierarquia e joguem os melhores, ou se livrem dos medalhões para que os melhores joguem. Será que não rola um troca-troca, mandando Índio, Tinga, Rodrigo, Daniel, Espetacular, Renan, Bolívar e Guinazu para as Arábias para ficar com Sobis?

A tal hierarquia... está estragando o futebol...